Pular para o conteúdo principal

Fachada da Prefeitura de Belo Horizonte durante o dia.
Foto: Divino Advincula/PBH

Prefeitura renegocia contratos e economiza R$ 108 milhões

12/07/2017 | 20:56 | atualizado em 17/07/2017 | 08:11
Após várias reuniões com o setor de terceirização, a Prefeitura fechou um acordo com quatro empresas prestadoras de serviços de conservação para a Secretaria Municipal de Saúde, que vai gerar uma economia de R$ 108 milhões para os cofres do Município.
 

Participaram dos encontros com representantes das empresas o prefeito Alexandre Kalil; o procurador-geral do município, Tomáz de Aquino Resende; o procurador adjunto, Pedro Victor de Andrade; o secretário de Finanças, Fuad Noman; e o secretário adjunto de Gestão Administrativa, João Fleury.
 

Pelo acordo firmado, as empresas concordaram em reduzir as suas taxas de administração, que variavam de 11% a 27%, para o percentual máximo de 10%. Essa renegociação proporcionará à Administração Municipal uma economia mensal de mais de R$ 2,8 milhões, cerca de R$ 33,6 milhões por ano. A repactuação será formalizada até o fim de julho e entrará em vigor a partir de agosto.
 

Esse acordo estabeleceu parâmetros para os novos contratos a serem firmados entre a Prefeitura e prestadores de serviço, que terão taxas de administração limitadas a 10%, a partir de agora.