Pular para o conteúdo principal

Prefeitura realiza vistoria no transporte escolar de BH

08/01/2018 | 17:29 | atualizado em 15/02/2018 | 15:56

Segurança em primeiro lugar, depois o conforto. São os requisitos básicos que devem ser observados no transporte escolar e, por isso, fiscalizar e vistoriar esses veículos exige muita cautela e eficiência por parte do órgão gerenciador.
 

Depois que Cristiane Coelho, 41 anos, mãe da Maria Eduarda e Ana Luiza, optou pelo transporte escolar para levar suas filhas ao colégio, ela conseguiu administrar melhor seu tempo. “O escolar me deixou mais tranquila e comecei a me organizar melhor. Antes estava difícil porque eu levava minhas filhas à escola e depois tinha que ir ao trabalho e o tempo era curto”, conta Cristiane. Após receber indicações de outras mães e da própria escola, ela se sentiu segura para contratar o serviço.
 

Desde 1992, quando a BHTrans passou a ser responsável pelo gerenciamento do transporte escolar, não há registros de acidente com vítimas por falha mecânica neste tipo de transporte. Obrigatoriamente todos os veículos do sistema devem passar por vistorias periódicas na sede da BHTrans, no bairro Buritis, além de vistorias eventuais, feitas pelos fiscais nas ruas. As periódicas são feitas semestralmente, concentradas, em sua maioria, no período de férias escolares. 
 

Cerca de 350 itens são checados pelos vistoriadores da BHTrans como sistema elétrico, mecânica, pneus, freios, abertura das janelas e cinto de segurança, entre outros. Se o motorista não fizer a vistoria, ele é multado e ainda corre o risco de ter o veículo apreendido. 
 

Para o vistoriador Antônio de Pádua Alves, a BHTrans tem cumprido bem o seu papel e tido excelentes resultados neste trabalho. “A vistoria traz segurança e tranquilidade aos transportadores, pais e alunos. Constantemente, recebemos elogios dos próprios motoristas que trazem o veículo na vistoria, pois, muitos problemas detectados por nós não são percebidos pelo mecânico particular, o que aumenta ainda mais a confiança pelo nosso serviço”, avalia. 
 

Já a equipe de fiscalização da BHTrans tem o papel de coibir a ação dos clandestinos e verificar se os veículos autorizados a fazer o serviço estão de acordo com as regras estabelecidas no regulamento. 
 

Uma van escolar com 12 crianças pode representar até 11 veículos particulares a menos nas ruas. Além de melhorar a fluidez do trânsito, o transporte escolar é uma forma de garantir mais tranquilidade, facilidade e conforto aos pais. 
 

Mas, antes de contratar o serviço, os pais devem prestar atenção em alguns itens importantes para garantir a segurança do seu filho:

- No para-brisa do veículo, certifique-se que há o selo da BHTRANS;
- Confira se o motorista possui o registro de condutor (crachá de identificação) e a autorização de tráfego, que confirma que o veículo foi vistoriado e está em condições de prestar o serviço. 
 

No portal da BHTRANS, os pais têm acesso às informações sobre o transporte escolar da capital, como contratação do serviço, transportadores cadastrados, dentre outras. Verificando alguma irregularidade, é importante que seja feita uma denúncia pelo telefone 156.

Últimas Notícias

Foto do Parque Municipal. Algumas pessoas sentadas na grama, de frente para o lago. Confira os principais eventos gratuitos que acontecem em BH neste fim de semana

Praças e Parques de Belo Horizonte recebem eventos gratuitos em 

19/10/2018 | 15:33
Grupo de mulheres está em rua durante dia de sol Integrantes do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial tomam posse

A solenidade será às 14h no auditório JK da Prefeitura de Belo Horizonte. 

17/10/2018 | 19:03