Pular para o conteúdo principal

Imagem gráfica indica Informações e dicas para parar de fumar
Arte: PBH

Prefeitura promove mobilização no dia 29/8, Dia Nacional de Combate ao Fumo

28/08/2019 | 19:58 | atualizado em 29/08/2019 | 23:26
No Dia Nacional de Combate ao Fumo, 29 de agosto, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, promove uma ação de mobilização para alertar sobre os riscos do consumo do tabaco. A ação será realizada nesta quinta-feira, dia 29, a partir das 9h30, nos vagões do metrô (saída da Estação Central). Na ocasião serão distribuídos materiais informativos e o grupo de mobilização social, MobilizaSUS-BH, fará uma apresentação teatral. 
 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o tabagismo é a principal causa de morte evitável, adoecimento e empobrecimento em todo o mundo, sendo responsável por 63% dos óbitos relacionados às doenças crônicas não transmissíveis. A Prefeitura de Belo Horizonte oferece tratamento gratuito para quem quer parar de fumar, por meio do Programa de Controle do Tabagismo. O atendimento é feito no centro de saúde de referência do usuário. 

 

No programa, os usuários motivados a parar de fumar são orientados a participar da palestra motivacional, uma sensibilização em que são explicados os danos causados pelo tabagismo, vantagens da cessação e etapas da abordagem intensiva. Após participação na palestra, o usuário deverá passar por uma consulta clínica com profissionais de saúde, quando será verificado o nível de dependência física e psicológica à nicotina, histórico tabagístico, grau de motivação, indicação de farmacoterapia, entre outros fatores. 

 

Em seguida o usuário é inserido na Abordagem Intensiva, preferencialmente na modalidade coletiva, podendo, em casos específicos, ser realizada abordagem individual, com sessões estruturadas de terapia cognitiva comportamental. 

 

O modelo de Abordagem Intensiva Coletiva é composto 10 por sessões terapêuticas, durante seis meses de acompanhamento, sendo que nas primeiras semanas, os encontros são semanais, depois quinzenais e posteriormente, mensais. Os interessados devem procurar o seu centro de saúde para mais informações.