Pular para o conteúdo principal

Servidores sentados em cadeiras

Prefeitura fortalece políticas para qualificação e desenvolvimento de servidores

04/12/2018 | 14:49 | atualizado em 04/12/2018 | 14:49

Oferecer cursos de qualificação gratuitos para servidores municipais, com o intuito de promover ações de desenvolvimento mais alinhadas às estratégias dos órgãos municipais. Essa foi a política adotada no Planejamento Anual de Desenvolvimento dos Servidores de 2018, pela Subsecretaria Municipal de Gestão de Pessoas, vinculada à Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, para que houvesse maior aplicabilidade das qualificações, já ofertadas anualmente, às atividades dos agentes públicos.
 

Para efetivação dessa medida, todos os órgãos municipais participaram da elaboração do Planejamento Anual. Nesse processo, foram definidas as ações prioritárias de capacitação considerando os resultados a serem alcançados, em cada órgão, com projetos estratégicos e estruturadores.
 

Também foram definidas as prioridades de capacitação considerando as competências de cada setor e as necessidades de melhoria, modernização dos procedimentos, bem como as necessidades comuns entre as áreas. “Com essa reestruturação, estamos conseguindo nos organizar para otimizar as pautas e os cronogramas dos cursos, ofertando conteúdos de acordo com a prática cotidiana de trabalho do servidor”, destaca a gerente de Desenvolvimento da Gestão, Ligia Rache.
 

Responsável por coordenar as capacitações, Ligia observa que esse planejamento foi fundamental para o sucesso do projeto. “Nos anos anteriores, a escolha dos cursos não estava alinhada às estratégias das áreas. Dessa maneira estamos contribuindo para alcançar as metas de governo, para a padronização de práticas e, consequentemente, para a melhoria na prestação de serviços oferecidos pela Prefeitura à população”.
 

Para realização de alguns cursos do Planejamento Anual, ela explica que a gerência realizou uma parceria com as áreas de competência de cada tema, para que indicassem algum servidor do próprio órgão, que atua diretamente naquele assunto, para ministrar a capacitação. “Assim, a construção dos cursos fica mais próximo da realidade de trabalho dos servidores”, diz a gerente.
 

Esse trabalho conjunto e intersetorial resultou na realização de diversos cursos em 2018. São eles: Gestão e Contratos Administrativos, realizado com a colaboração da Secretaria Municipal de Fazenda; e Gestão Orçamentária e Sistema de Controle Interno, que contou com o apoio da Subsecretaria de Planejamento e Orçamento. A Fundação Municipal de Cultura foi responsável pelo curso Gestão de Documentos; e a Secretaria Municipal de Política Urbana, pelo curso Controle Ambiental. Já o curso Direitos Humanos teve o apoio da Subsecretaria de Direito e Cidadania.
 

Amaro da Silva Junior, gerente de Gestão Orçamentária da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, foi um dos instrutores e coordenador do curso de Gestão Orçamentária e Controle Interno Municipal. Ele explica que o objetivo foi capacitar os profissionais do sistema de controle interno do Município de Belo Horizonte para o exercício da programação orçamentária, financeira, contábil e patrimonial. “O treinamento permite que o servidor tenha uma visão sistêmica e gerencial de todo o serviço interno de controle do município e isso facilita e melhora a qualidade do trabalho”, relata.
 

Ricardo Queiroz participou desse curso e achou uma excelente iniciativa. “Trabalho na Diretoria de Planejamento, Gestão e Finanças da Procuradoria Municipal e achei que o curso forneceu um grande embasamento teórico, principalmente na questão da legalidade dos procedimentos, o que traz mais segurança na execução de nossas tarefas”.
 

Já o curso Portal da Gestão e Princípios de Gerenciamento de Projetos, promovido com o apoio da Diretoria Central de Projetos Estratégicos da Subsecretaria de Planejamento e Orçamento, teve como objetivo facilitar o lançamento e o monitoramento dos projetos estratégicos e estruturadores dos órgãos no Portal da Gestão.
 

Luis Otávio Milagres, gestor responsável por essa capacitação, explica que o Portal é uma ferramenta que permite o gerenciamento de projetos, acompanhando cronogramas e riscos, entre outras possibilidades. “Servidores de qualquer área de atuação que desenvolvam um projeto podem acessar a ferramenta, que se apresenta como um dispositivo mais atual em termos de gerenciamento. Hoje, 46 projetos de diferentes áreas do Município, já estão no Portal. Com o treinamento, nossa expectativa é que mais gestores utilizem a ferramenta e disseminem entre seus pares o conhecimento gerencial, sem nenhum custo adicional ao Município. Isso é importante para a geração padronizada de relatórios, levantamento de diagnósticos e tomada de decisões”, informa o gestor.
 

Mais de 100 servidores já participaram deste curso. A professora Mariza Geralda Mendes Carvalho, que atua na Diretoria da Educação Integral da Secretaria Municipal de Educação, aprendeu no curso a utilizar a ferramenta para o monitoramento das ações desenvolvidas nos diferentes projetos nos quais atua e na atualização das informações mensais. “Esta formação me permitiu conhecer as funcionalidades desse importante instrumento de planejamento, monitoramento e avaliação dos indicadores educacionais e processos de gestão”, completou a professora.
 

O curso Direitos Humanos, apontado no Planejamento Anual, foi outra qualificação pensada de maneira conjunta. No início de novembro foi realizada a primeira turma do curso, tendo como público os técnicos da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania. Nos dias 27 e 29 de novembro, foi a vez dos servidores que atuam nas gerências de atendimento das Coordenadorias de Atendimentos Regionais, do BH Resolve e da Gerência de Atendimento Central. Os temas abordados no curso foram: Política para igualdade racial; Violências contra a mulher; Discussão conceitual sobre gênero e Direitos da pessoa com deficiência.
 

O projeto de 2019, contemplará ainda outras temáticas como Políticas para Crianças e Adolescentes; Políticas para a Juventude; e Direitos da Pessoa Idosa. “Todo esse conteúdo é ministrado por servidores, com grande bagagem na área e forte atuação nos movimentos sociais, o que fortalece a política pública e traz o lado prático do curso, que é o de oferecer informações relevantes de quem tem conhecimento da estrutura do Município e lida diretamente com o assunto abordado”, explica a gerente de Desenvolvimento da Gestão, Ligia Rache.
 

Os cursos Termo de referência e Atendimento ao público e comportamento profissional fazem parte do rol de qualificação da Gerência de Desenvolvimento da Gestão, promovida pelo Programa de Instrutoria. Os servidores, com expertise na área a ser abordada, serão os ministradores desses cursos. Eles foram selecionados e passaram por um curso de alinhamento de posturas, código de ética e atendimento ao cidadão, realizado pela gerente Marcela Valadão, do BH Resolve. O programa de Instrutoria teve início em meados de 2018 e foi pensado para valorizar os servidores, promover o repasse do conhecimento e o fortalecimento da política de gestão de pessoas.
 

Junto com a Prodabel, a Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão desenvolve um trabalho importante para capacitação na área de Informática. São oferecidos, há alguns anos pela administração municipal, cursos como Excel Básico e Intermediário, Informática Básica, Word Básico, Informática para Estagiários, entre outros.
 

Além desses cursos, foi descentralizado recurso do orçamento para que os órgãos da Administração Direta, autarquias e fundações, promovessem capacitações prioritárias para cada área, focando em metas e resultados.
 

De janeiro até novembro, mais de mil servidores participaram de 41 cursos promovidos pela área de Recursos Humanos. “A meta é investir para ter agentes públicos mais qualificados e mais preparados para administrar os recursos públicos e atender o cidadão”, destaca a subsecretária de Gestão de Pessoas, Fernanda Neves.