Pular para o conteúdo principal

Prefeitura de BH apoia ação para recebimento de resíduos eletrônicos
Foto: Divulgação/Abree

Prefeitura de BH apoia ação para recebimento de resíduos eletrônicos

criado em 20/10/2021 - atualizado em 20/10/2021 | 18:21

Onde descartar corretamente aquele teclado de computador que não funciona mais ou um televisor com defeito? Situações como essa sempre geram alguma dúvida. Mas nesta quinta e sexta-feira, dias 21 e 22, das 9h às 17h, a população terá a chance de participar da campanha “Mês do Descarte Consciente de Eletroeletrônicos”, promovida em capitais brasileiras pela Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (Abree). Na capital, o evento conta com a parceria da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU). 

Haverá três locais para o recebimento gratuito dos resíduos eletroeletrônicos. São eles: Praça Carlos Chagas (Praça da Assembleia), s/nº, no bairro Santo Agostinho, Praça da Saúde, na avenida Silva Lobo, 1.515, no bairro Calafate, e o Centro Mineiro de Referência em Resíduos, situado na rua Nelson Reis, 41, no Esplanada. 

O objetivo da ação, em formato drive-thru, é estimular os cidadãos a descartar de forma correta os eletroeletrônicos e eletrodomésticos em fase final de vida útil. A iniciativa, que também tem o apoio do Governo do Estado de Minas Gerais, do Ministério do Meio Ambiente e de outras entidades, busca permitir que as pessoas entreguem seus resíduos em pontos acessíveis, de fácil estacionamento e descarga dos produtos. Nas tendas, haverá a distribuição de material informativo a respeito do tema. 

De volta ao ciclo produtivo 

A logística reversa é o sistema que promove o retorno do produto pós-consumo ao próprio setor empresarial responsável pela sua importação, fabricação, distribuição ou comercialização. 

A Política Nacional de Resíduos Sólidos, instituída pela Lei 12.305/10, estabelece que o descarte de eletroeletrônicos em desuso, incluindo produtos de informática, deve ser objeto de logística reversa, por isso é tão importante a colaboração de todos os segmentos da sociedade. 

A proposta é a reinserção de resíduos nos próprios processos produtivos ou de terceiros, permitindo a reutilização e a reciclagem, ou a destinação final adequada, sem ônus ao serviço público de limpeza. 

A chefe do Departamento de Políticas Sociais e Mobilização da SLU, Ana Paula da Costa Assunção, destaca que é fundamental que o cidadão pesquise em sua região onde existe, por exemplo, o recebimento de pilhas, baterias, lâmpadas, eletrodomésticos e equipamentos de informática. 

“Com certeza, você encontrará diversas lojas e muitos pontos de recolhimento gratuito desses produtos. Mas nunca elimine esses materiais em locais inadequados”, alerta. “Praticar a logística reversa é essencial para a preservação do meio ambiente.” 

A coleta de eletrônicos não é responsabilidade da SLU, embora a Superintendência incentive essa prática por entender que a conscientização e a cooperação dos cidadãos, comerciantes, industriais e demais membros da cadeia produtiva são essenciais para que a logística reversa se consolide e contribua para uma melhor qualidade de vida e um mundo mais sustentável. 

A Abree 

Fundada em 2011, a Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (Abree) é uma entidade sem fins lucrativos. É a maior e mais significativa entidade gestora do setor, com 52 associados que representam mais de 174 marcas, alcançando mais de 85% do mercado em peso e quantidade.