Pular para o conteúdo principal

Prefeito Alexandre Kalil visita Cesram - AD ao lado do secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto.
Foto: Amira Hissa/PBH

Prefeito visita novo Cersam-AD que teve investimentos de R$ 2,1 milhões

10/09/2019 | 19:54 | atualizado em 11/09/2019 | 09:53
A população de Belo Horizonte conta com um novo equipamento na área de saúde com a abertura do Centro de Referência em Saúde Mental Álcool e outras Drogas (Cersam-AD) Pampulha/Noroeste, no bairro São José. Concluída em junho deste ano, a obra de construção do centro de referência estava paralisada desde agosto de 2016 e foi retomada em outubro de 2018 pela Prefeitura da capital. O investimento para sua conclusão foi de cerca de R$ 2,1 milhões.

 

Na tarde desta terça-feira, dia 10 de setembro, o prefeito Alexandre Kalil visitou o Cersam-AD, acompanhado dos secretários municipais de Saúde, Jackson Machado Pinto, de Obras e Infraestrutura, Josué Valadão, e do superintendente de Desenvolvimento da Capital, Henrique Castilho. O Centro de Saúde Padre Tiago, na mesma região, também recebeu a visita do prefeito e dos secretários.

 

A importância, para a cidade, dos serviços oferecidos no centro de referência foi destacada pelo prefeito Alexandre Kalil. “O Cersam é um equipamento espetacular, com atendimento 24 horas pelo Sistema Único de Saúde para dependentes do álcool e outras drogas. Ele é um programa que a gente vem implementando e que vai ajudar muito a saúde das pessoas. Estou muito emocionado e feliz com a beleza e a grandeza do Cersam, que é fundamental para a população”, afirmou.

 

 

Cersam AD

Localizado em um terreno de aproximadamente cinco mil metros quadrados, o Centro de Referência em Saúde Mental Álcool e outras Drogas Pampulha/Noroeste tem uma área construída de 800 metros quadrados, onde estão localizados o prédio com dois pavimentos, consultórios médicos, sala de observação, espaço para farmácia, sala e estacionamento para os funcionários, vestiários, refeitório e cozinha, almoxarifado e sala de TV e de reunião. A unidade também conta com uma área de convivência descoberta com pracinha, bancos e mesas, jardim, quiosque e quadra poliesportiva.

 

A capacidade de atendimento é de aproximadamente 500 usuários por mês, beneficiando toda a população de Belo Horizonte.  O serviço é voltado para pessoas em sofrimento mental ou transtornos mentais causados pelo uso abusivo de álcool e outras drogas. Belo Horizonte já conta com equipamentos semelhantes nas regionais Barreiro, Centro-Sul, Nordeste e Pampulha, além de outras três unidades direcionadas para menores de 18 anos localizados na Nordeste, Noroeste e Centro-Sul.

 

De acordo com o secretário Jackson Machado, houve um esforço da Prefeitura para viabilizar o funcionamento do Cersam ainda no início deste mês. “O imóvel estava abandonado, sendo depredado, e, com isso, o equipamento estava se desvalorizando. O Cersam vai beneficiar um número grande pessoas. Esse é um passo extremamente importante para a gente ajudar essas pessoas que estão com problema de dependência de álcool e outras drogas”, afirmou.

 

“Essa é mais uma obra importante que a Prefeitura retomou e concluiu para dar uma atenção especial ao tratamento de quem sofre com transtornos mentais devido ao uso prejudicial de álcool e drogas. A Sudecap contribuiu proporcionando uma melhor infraestrutura do espaço”, disse o superintendente Henrique Castilho.

 

 

Centro de Saúde

O Centro de Saúde Padre Tiago, localizado na avenida João XXIII, 1.233, tem cerca de 13 mil usuários cadastrados, moradores dos bairros Alípio de Melo, Jardim Inconfidentes, Manacá e São José, e oferece todos os serviços da atenção primária (realização e marcação de consultas, realização de exames, vacinação, dispensação de medicamentos, encaminhamento para atenção secundária, curativos).

 

No ano passado, a equipe da unidade foi incrementada pela Prefeitura com a oferta de serviços de saúde bucal (um dentista e técnico de saúde bucal). Recentemente também houve instalação de câmeras de vigilância e grades em salas do Centro de Saúde.

 

Atualmente, trabalham no Centro de Saúde médicos de apoio (ginecologista, pediatra e clínico geral), equipe de saúde mental (psiquiatra e psicólogo), equipe de saúde bucal (dentista e técnico em saúde bucal). Há, ainda, agentes comunitários de saúde e agentes de combate a endemias. O Centro de Saúde conta com equipe do Núcleo Ampliado de Saúde da Família-Atenção Básica, e é polo da equipe complementar de saúde mental infantil (a unidade é referência no atendimento especializado em saúde mental infantil).

 

A população também conta com aula de Lian Gong (atualmente são cerca de 80 praticantes) e grupos operativos (puericultura e cessação do uso do tabaco). Há ainda aulas de yoga, oficinas de artesanato e um grupo que acompanha crianças atendidas com dificuldade de aprendizado, que são acompanhadas pela equipe de saúde mental.


Últimas Notícias

Mais de onze pessoas assistem a palestra com onse pessoas no palco e telões, em uma sala. Secretaria de Planejamento participa de Seminário Cidades Inteligentes

Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão apresentou sua experiência no monitoramento dos indicadores da da agenda dos ODS.

13/11/2019 | 17:30
Mapa da operação de trânsito Operação especial na Rodoviária em função do feriado de 15/11

A BHTrans realiza, de 13 a 18/11, intervenções operacionais no trânsito na região da Rodoviária organizar e garantir a fluidez de veículos.

12/11/2019 | 16:06