Pular para o conteúdo principal

Prefeito vai dobrar efetivo de servidores e máquinas desobstrução de vias
Foto: Rodrigo Clemente/PBH

Prefeito vai dobrar efetivo de servidores e máquinas para desobstrução de vias

29/01/2020 | 18:43 | atualizado em 31/01/2020 | 19:32

O prefeito Alexandre Kalil pediu “paciência” à população de Belo Horizonte e assegurou que a equipe técnica do governo é qualificada o suficiente para reconstruir a capital mineira, castigada por fortes chuvas nos últimos dias. A partir desta quarta-feira, dia 29, a Prefeitura vai dobrar o efetivo de servidores nas ruas e aumentar o maquinário necessário para a limpeza e desobstrução das vias públicas.

“Eu quero tranquilizar a população, não no modo de nos preparar para novas catástrofes. Se Deus quis mandar a maior chuva de todos os tempos para Belo Horizonte, para esse secretariado, para esse prefeito, ele deu o frio conforme o cobertor. Nós sabemos fazer, e nós vamos fazer. E a população tem que confiar que nós vamos fazer. Sem demagogia, sem gracinha. É com trabalho, é com máquina”, afirmou Alexandre Kalil.

Na noite de terça-feira, dia 28, o volume de água chegou a 183 milímetros em três horas, o que classifica o temporal como o maior da história de Belo Horizonte.  “Nós vamos reconstruir essa cidade. Fiquem tranquilos e tenham paciência, porque o que aconteceu ontem (terça-feira) inundaria Paris, Nova York, Boston. Qualquer cidade do mundo não resiste a 183 mm de chuva em três horas. Nenhuma cidade do mundo resiste ao que aconteceu ontem em BH. Isso tem que ficar muito claro”, argumentou.

De acordo com o prefeito de Belo Horizonte, neste primeiro momento a prioridade é limpar a cidade que está tomada pela lama. Equipes da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) estão atuando em três turnos de revezamento desde quinta-feira passada, dia 23.

Além do maquinário já disponível no município, a administração negocia com o Sindicato da Indústria da Construção Pesada no Estado de MG (Sicepot-MG) a contratação de mais equipamentos. Desde a semana passada, já estão nas ruas 34 caminhões, 12 carregadeiras, cinco escavadeiras, 13 retroescavadeiras, dois tratores esteira tipo D6, cinco caminhões prancha e 11 hidrojatos.

Verbas

Alexandre Kalil assegurou ainda que a Prefeitura tem recursos assegurados para esse trabalho de recuperação da cidade e um conjunto de obras para evitar estragos causados pelas chuvas nos próximos anos. “Então esse (dinheiro) não é nosso problema. Nosso problema é organização, máquinas na rua e mitigar essa crise que dói, e dói muito”, disse. “Estamos limpando o estrago e só poderemos começar a reconstrução da cidade na seca”, continuou.

Nesta quarta-feira, o governador Romeu Zema anunciou que vai liberar R$ 200 milhões para a capital – verba referente a parte da cota de ICMS e IPVA devida pelo governo estadual. O prefeito disse ainda esperar a “sensibilidade” por parte da União para a transferência de valores entre R$ 300 milhões e R$ 400 milhões para o município.


Últimas Notícias

Informações da Prefeitura sobre o Covid-19 Prefeitura libera captação de recursos para a execução de projetos culturais

O processo que havia sido suspenso em março, em razão da publicação da Portaria Conjunta SMC/FMC 003/2020, já pode voltar a ser realizado.

09/07/2020 | 16:33
Informações da Prefeitura sobre o Covid-19 Cidadão pode recorrer contra notificações da Fiscalização pelo BH Digital

O procedimento virtual será adotado enquanto durarem as medidas temporárias de prevenção ao contágio e de enfrentamento ao Covid-19

09/07/2020 | 16:33