Pular para o conteúdo principal

Informativo sobre o Cornavírus em Belo Horizonte
Foto: Arte PBH

População envia 13,8 mil denúncias à PBH para combate ao Coronavírus

12/05/2020 | 16:47 | atualizado em 15/05/2020 | 13:37

A Ouvidoria da Prefeitura de Belo Horizonte recebeu, entre os dias 18 de março e 18 de abril, um total de 15.992 manifestações dos moradores da capital. Desse número, 14.848 manifestações foram relacionadas à pandemia da Covid-19. Dentro desse levantamento, os moradores da capital enviaram 13.884 denúncias para a Ouvidoria.

O Subcontrolador de Ouvidoria da Prefeitura, Gustavo Costa Nassif, destaca que são números inéditos, provocados pelo combate ao novo Coronavírus.

“A Ouvidoria da Prefeitura de Belo Horizonte recebia, em média, 3,5 mil manifestações mensais antes do início da pandemia da Covid-19. As novas manifestações estão sendo tratadas em regime especial de atendimento, mediante interação permanente com os órgãos municipais responsáveis para sua avaliação, apuração e providências. Em parceria com a Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção (SMSP), a Ouvidoria buscou agilizar o atendimento das demandas de denúncias de descumprimento das normas do isolamento social, na orientação dos cidadãos e estabelecimentos”, afirma Gustavo Nassif.

 

População alerta

De acordo com o levantamento da Ouvidoria, a Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção (SMSP) foi a pasta mais acionada entre meados dos meses de março e abril, em virtude das competências que lhe foram atribuídas pelo Decreto Municipal 17.304/2020.

Os moradores de Belo Horizonte endereçaram à SMSP um total de 8.782 manifestações, das quais 8.705 foram denúncias registradas para providências relacionadas ao descumprimento das normas de isolamento social vigentes no município. Ainda houve 53 demandas divididas entre sugestões, solicitações, reclamações, pedidos de orientação e elogios relacionados à atuação da PBH no combate à Covid-19.

“Ressalta-se que a população de Belo Horizonte se mostrou insatisfeita com o funcionamento irregular ou indevido, especialmente, de bares, igrejas e call-centers. Esses estabelecimentos foram identificados pela Ouvidoria, como aqueles com maior incidência, dentre as denúncias recebidas”, revela o Subcontrolador de Ouvidoria.

Em segundo lugar no ranking de órgãos municipais que receberam manifestações dos cidadãos da capital, a Ouvidoria tem sob sua análise e tratamento um total de 5.498 manifestações, que são relacionadas à pandemia da Covid-19, além de outros registros com temas diversos.

Já a Secretaria Municipal de Saúde recebeu, entre 18 de março e 18 de abril, um total de 273 manifestações. As denúncias sobre a Covid-19 somaram 247 (90,48%) do quantitativo. “A maioria das manifestações direcionadas à Saúde diz respeito aos estabelecimentos que, mesmo autorizados a funcionar, descumpriam as orientações de prevenção e redução dos riscos de contágio, estabelecidas nas normas municipais de combate à atual pandemia”, explica Gustavo Nassif.

 


Últimas Notícias

Informativo sobre o Coronavírus em Belo Horizonte Prefeitura define diretrizes para contratação de leitos em hospitais privados

O processo de adesão será por meio de chamada pública para seleção simplificada, destinada a hospitais que preencham os critérios definidos.

02/07/2020 | 19:12
Informações da Prefeitura sobre o Covid-19 Prefeitura garante serviços de limpeza durante a pandemia

Varrição, coleta de resíduos comuns e orgânicos, capina, lavação, combate a deposições clandestinas de lixo, são exemplos dessas atividades.

01/07/2020 | 16:49