Pular para o conteúdo principal

Ônibus transita em pista exclusiva. Ao lado, na avenida, carros e caminhões transitam.
Foto: Adão de Souza/PBH

Pistas e faixas exclusivas garantem transporte eficiente

06/02/2018 | 15:44 | atualizado em 28/05/2018 | 15:20
As faixas exclusivas da Avenida Vilarinho (o MOVE faz paradas de embarque e desembarque de passageiros) 
e a do Viaduto Leste (saída do Túnel da Cristiano Machado e acesso à Avenida do Contorno, no Centro)
não foram contempladas.
 
 
Um dos desafios enfrentados pelas grandes cidades é a questão da mobilidade urbana. É que, enquanto um automóvel transporta em média 1,2 passageiro, um ônibus pode levar até 70 pessoas em uma única viagem. 

 

Por isso, em Belo Horizonte, a Prefeitura privilegia o transporte público. Uma das ações da BHTrans para estimular o uso do ônibus é o investimento em pistas e faixas - exclusivas e preferenciais – que tornam as viagens mais rápidas e seguras. “Se mais pessoas são transportadas em um ônibus, deve-se destinar mais espaço no sistema viário para o transporte coletivo”, é o que afirma o diretor de Sistema Vário da BHTrans, José Carlos Mendanha Ladeira. A cidade conta, atualmente, com 32 km de pistas e faixas exclusivas e preferenciais. 

 

Nas pistas exclusivas, apenas os ônibus podem circular, com exceção das avenidas Cristiano Machado e Antônio Carlos, em que os táxis também estão autorizados a trafegar, mas apenas com passageiros e sem realizar embarque ou desembarque ao longo da pista. 

Já nas faixas exclusivas, carros, caminhões e motocicletas podem circular aos sábados, a partir das 14h, domingos e feriados durante todo o dia, com exceção das faixas da avenida Vilarinho e do Viaduto Leste (saída do Túnel da Cristiano Machado e acesso à avenida do Contorno, no Centro). 


Durante a semana e aos sábados, antes das 14 horas, os veículos podem usar as faixas exclusivas apenas para realizar as conversões à direita, acessar garagens (guia rebaixada) ou parar para embarque e desembarque de passageiros onde for permitido. Para realizar as conversões, o motorista deve observar bem e só acessar a faixa onde houver pintura com linhas tracejadas (pintura branca). Onde houver a linha contínua, é proibido trafegar.


As faixas preferenciais podem ser usadas por outros veículos, mas a preferência é sempre dos ônibus. “Mesmo não havendo multa para quem circula nessas faixas, dar preferência ao transporte coletivo é uma maneira de demonstrar educação e cidadania por parte dos outros motoristas”, destaca José Carlos Ladeira. 

 

Sempre que a fonoaudióloga Júlia Cristina passa pela avenida Amazonas, ela evita usar a faixa preferencial. “Faço isso por respeito à sinalização, por saber que a preferência é dos ônibus”, diz Júlia. “Eu ainda ando sempre com uma mini fiscal de trânsito dentro do carro, que é a minha filha de sete anos, que está sempre atenta a tudo que faço no volante”, relata a Júlia. 
  


Pistas exclusivas

- Avenida Cristiano Machado

- Avenida Antônio Carlos

- Avenida Santos Dumont

- Avenida Paraná

 


Faixas exclusivas

- Avenida Nossa Senhora do Carmo, entre Rua Valparaíso e Avenida do Contorno, neste sentido;

- Avenida Nossa Senhora do Carmo, entre Rua Outono e Rua Valparaíso, neste sentido;

- Rua Padre Belchior, entre Avenida Amazonas e Rua Curitiba, neste sentido;

- Rua Padre Belchior, entre Rua São Paulo e Rua Curitiba, neste sentido;

- Avenida Augusto de Lima, entre Rua Curitiba e Avenida João Pinheiro, neste sentido;

- Avenida Augusto de Lima, entre Avenida João Pinheiro e Rua São Paulo, neste sentido;

- Avenida João Pinheiro, entre Rua dos Guajajaras e Rua Goiás, neste sentido;

- Avenida Professor Alfredo Balena, entre Rua Padre Rolim e Praça Hugo Werneck, neste sentido;

- Avenida Professor Alfredo Balena, entre Praça Hugo Werneck e Rua Pernambuco, neste sentido;

- Avenida Pedro II em toda sua extensão;

- Avenida Carlos Luz, em toda sua extensão;

- Avenida Cristiano Machado, entre o Anel Rodoviário e a Avenida Vilarinho;

- Rua Goiás, entre Avenida João Pinheiro e Rua dos Guajajaras.



Faixas preferenciais

- Rua Tupis, entre Paraná e Rio Grande do Sul

- Avenida Amazonas

- Avenida Tereza Cristina

- Avenida dos Andradas

- Rua Araguari

- Rua Niquelina, entre as avenidas Mem de Sá e Contorno;

- Rua Padre Eustáquio, desde a interseção com a avenida Nossa Senhora de Fátima até a rua Vila Rica;

- Rua Pará de Minas, em toda sua extensão.

 

 

06/02/2018. Faixa Exclusiva. Fotos: Adão de Souza/PBH