Pular para o conteúdo principal

Estante lotada de livros
Foto: Ricardo Laf

PBH seleciona Organização da Sociedade Civil para FLI-BH e Virada Cultural

08/01/2021 | 17:56 | atualizado em 08/01/2021 | 17:56

A Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura publicaram nesta sexta-feira (8) edital para a seleção de uma Organização da Sociedade Civil (OSC) que irá atuar como parceira na realização, em 2021, da 4ª edição do Festival Literário Internacional de Belo Horizonte (FLI-BH), previsto para acontecer em junho, e da 6ª edição da Virada Cultural de Belo Horizonte, prevista para agosto de 2021. O formato de realização dos dois eventos será definido conforme o avanço da pandemia na cidade, podendo ser integralmente virtual ou híbrido – com atrações on-line e presenciais, conforme as regras sanitárias vigentes no momento da realização dos mesmos.

As propostas devem ser entregues de 5 a 11 de fevereiro de 2021, de segunda a sexta-feira, das 10h às 12h e das 14h às 17h, na sede da FMC (Rua da Bahia, 888, Centro – 14º andar, sala 1402), onde a equipe estará preparada para receber os materiais assegurando o mínimo contato e seguindo todos os protocolos vigentes para a prevenção ao contágio pela Covid-19.

O edital completo, bem como seus anexos, estão disponíveis para consulta através do Portal das Parcerias - (Chamamentos Públicos, Dispensas e Inexigibilidades).

As OSCs interessadas devem ter sede ou instalações na capital mineira, atender aos requisitos de habilitação jurídica, fiscal e trabalhista e demonstrar a qualificação técnica exigida pelo edital. Para a realização dos dois eventos, será selecionada apenas uma OSC, ou uma rede de OSCs, desde que essa rede seja formalizada no ato da inscrição. Entre as funções a serem desempenhadas pela Organização selecionada está o planejamento completo dos dois eventos, envolvendo a pré-produção, produção e execução, além da articulação de parcerias. A OSC também irá participar da escolha da equipe curatorial do FLI-BH e atuar na seleção de artistas locais para a Virada Cultural de Belo Horizonte.

Secretária Municipal de Cultura e presidenta interina da Fundação Municipal de Cultura, Fabíola Moulin destaca a importância da realização dos eventos em 2021, de modo a assegurar a continuidade dos festivais tradicionais da Prefeitura e movimentar a economia da cultura na cidade. “Teremos, neste ano, o desafio de realizar edições totalmente inéditas, tanto em programação quanto em formato, conseguindo mobilizar e promover uma oferta cultural diversa, descentralizada e de qualidade às pessoas. A realização destes dois eventos também injetará R$ 2,5 milhões na economia da cultura, o que será importante para seguirmos apoiando o setor que foi tão fortemente impactado pela pandemia da Covid-19”, afirma.

A secretária destaca, ainda, que a realização de um edital unificado para os dois festivais é um meio de otimizar a execução dos eventos. “Essa unificação foi pensada visando a uma produção mais eficaz, com planejamento e prazos adequados ao porte e estruturas dos festivais da Prefeitura de Belo Horizonte”.

A escolha da OSC será feita por comissões de seleção formadas por servidores da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura. Entre os critérios analisados nas propostas de realização de cada evento, estão a exequibilidade técnica e a adequação aos objetivos da política de festivais da FMC, além da viabilidade orçamentária e consistência do planejamento financeiro. A OSC selecionada deverá promover os dois festivais seguindo as diretrizes praticadas pelo poder público na área da cultura, entre as quais estão a democratização do acesso à arte e à cultura, a elaboração de uma programação acessível e transversal, o estímulo à circulação e à promoção das produções artísticas e culturais locais, a formação de novos públicos e plateias e a capacitação artística e técnica.

 

O FLI-BH

O Festival Literário Internacional de Belo Horizonte - FLI-BH é parte integrante da política pública municipal de cultura, com ênfase nas políticas para a leitura, literatura, livro e bibliotecas públicas. O Festival se consolidou como um importante evento cultural do município, valorizando a literatura como linguagem artística e promovendo o debate sobre a leitura literária e sua importância para a formação humana. Busca, ainda, contribuir para a formação de leitores literários, além de conferir visibilidade a escritores, ilustradores e profissionais que se dedicam a essa linguagem, colocando a produção literária da cidade lado a lado com produções nacionais e internacionais.

 

A Virada Cultural de Belo Horizonte

A Virada Cultural de Belo Horizonte é também parte integrante da política pública de cultura da Prefeitura de Belo Horizonte e vem se consolidando como um dos mais importantes eventos culturais do município. Sua programação gratuita é composta por diversas linguagens artísticas, tais como artes cênicas, visuais e plásticas, cultura popular, literatura, moda, design, música, games, gastronomia, performance, intervenções e instalações urbanas, lazer, tecnologia, bem estar e saúde, entre outras, com atividades realizadas durante 24 horas ininterruptas. O evento tem como premissa proporcionar a democratização do acesso à arte e à cultura, bem como o estímulo à formação de público para os artistas da cidade.