Pular para o conteúdo principal

Agentes da Defesa Civil durante vistorias na Vila Biquinhas
Foto: Adão de Souza

PBH recebe mais de 1.200 solicitações de atendimento até a tarde deste domingo

26/01/2020 | 19:11 | atualizado em 28/01/2020 | 19:30

A força-tarefa criada pela Prefeitura de Belo Horizonte segue executando ações para a diminuição dos efeitos das chuvas dos últimos dias. De quinta-feira, dia 23, até 17h deste domingo, dia 26, a Defesa Civil do Município recebeu 1.271 chamados da população. A maioria das solicitações foi para as vistorias de escorregamentos ou deslizamentos (223); risco ou ameaça de escorregamentos e deslizamentos (146); deslizamentos de encosta (164); alagamentos (77); e enchentes ou inundações (66).

 

De acordo com informações da Defesa Civil de Belo Horizonte, neste domingo, dia 26, foram feitos 147 pedidos pela população. A maior quantidade de solicitações registradas nos últimos dias foi nas regionais Barreiro, Oeste, Noroeste e Pampulha.

 

O grupo de trabalho, que faz parte do plano emergencial também elaborado pela Prefeitura, teve como objetivo acompanhar a evolução climática na cidade em período integral. Além de intensificar o trabalho preventivo de alerta e conscientização de moradores que residam em áreas de risco geológico e também de inundação.

 

Visando a segurança da população, o grupo de trabalho é formado por representantes da Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil (Supdec), Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura e Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel). Além da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU), Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, Guarda Municipal e BHTrans. O total do efetivo é de aproximadamente mil funcionários trabalhando 24h por dia nas ruas ou e no Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), onde o comitê está montado.

 

De acordo com o subsecretário municipal de Proteção e Defesa Civil, Coronel Waldir Figueiredo, a força-tarefa tem a finalidade de acompanhar de perto a situação e dar respostas rápidas às pessoas sobre as questões climáticas. “O objetivo é de potencializar os alertas para a população em caso de eventuais desastres que poderiam acontecer nos últimos dias, em que eram esperados maiores volumes de chuva”, disse. Ainda segundo o Coronel, além dos órgãos da Prefeitura de Belo Horizonte, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, a Gasmig e a Cemig estão auxiliando nos trabalhos.  

 

Outra importante ação da Prefeitura de Belo Horizonte é a ajuda humanitária às pessoas atingidas pelas fortes chuvas. Os itens são providenciados pela Defesa Civil e distribuídos por equipes da Assistência Social nos Postos de Comandos, que estão distribuídos pelas nove regionais. Estão sendo entregues kits com cobertores, colchões, lençóis e lonas.

 

 

Risco geológico 

Mesmo com a diminuição das chuvas é preciso que os moradores fiquem atentos aos possíveis sinais de risco geológico. O alerta preventivo foi dado pela Defesa Civil Municipal na manhã deste domingo, dia 26, e vale até a próxima sexta-feira, dia 31. Para se prevenir, é necessário que a população atente-se ao grau de encharcamento do solo e aumento do risco de ocorrências de deslizamentos, escorregamentos, quedas de muros, erosões e sinais construtivos.

 

Os sinais podem ser observados por meio de trinca nas paredes, água empoçando no quintal, portas e janelas emperrando, rachaduras no solo, água minando da base de um barranco ou até mesmo na inclinação de poste ou árvores. A Prefeitura recomenda que coloque calha no telhado, conserte vazamentos em reservatórios e caixas-d'água, não jogue lixo ou entulho na encosta e não despeje esgoto nos barrancos.

 

Caso algum dos sinais sejam observados, a população pode solicitar uma vistoria da Defesa Civil de Belo Horizonte pelo número 199.

 

 

Alertas oficiais

Para receber os alertas da Defesa Civil via SMS, basta enviar uma mensagem de texto com o CEP da rua para o 40199 e uma confirmação será enviada na sequência. O serviço não tem custo e, em Belo Horizonte, é utilizado por cerca de 190 mil pessoas.

 

Os moradores de Belo Horizonte também podem acompanhar os alertas e as recomendações da Defesa Civil por meio do Instagram, Twitter, Facebook e pelo canal público do Telegram no endereço “defesacivilbh”.

 


Últimas Notícias

Mapa descrevendo o desvio na Av. Afonso Pena BHTrans faz operação de trânsito para Carnaval 2020 na avenida Afonso Pena

Para a segurança de todos, a BHTrans orienta os motoristas que redobrem a atenção e respeitem a sinalização implantada.

21/02/2020 | 14:02
Mãe segurando a filha no Hospital Odilon Behrens Hospital Odilon Behrens oferece uma rede ampla de atenção à gestante

As mulheres são atendidas por demanda espontânea ou por meio de encaminhamento feito por outros serviços de saúde.

21/02/2020 | 12:41