Pular para o conteúdo principal

Micro-ônibus, parado, com portas dianteiras e do meio abertas
Foto: Divulgação PBH

PBH promove melhoria das ruas e leva novas linhas de ônibus a vilas e favelas 

13/06/2019 | 19:05 | atualizado em 25/06/2019 | 11:00

Novos micro-ônibus começaram a circular no sistema de transporte público de vilas e favelas, levando mais conforto e comodidade aos usuários. As primeiras linhas a receberem os novos ônibus foram a 740 (Tupi/Mirante) e 826 (Montes Claros/Rua São Rômulo), ambas com tarifa de R$ 1,00. Nas cores azul e cinza, esses veículos possuem o mesmo desenho dos novos ônibus do transporte público de Belo Horizonte. O ar-condicionado é uma reivindicação antiga dos usuários, e a Prefeitura, por meio da BHTrans, vem atuando para atender às demandas apresentadas pela população.

 

De acordo com o diretor de transporte público da BHTrans, Daniel Marx Couto, com o esforço da Prefeitura de Belo Horizonte para a melhoria da infraestrutura viária, foi possível levar o serviço de micro-ônibus com tarifa social (R$ 1,00) a mais três regiões da cidade. E, a partir de agora, todos os novos veículos também virão equipados com o conforto do ar-condicionado. Os primeiros já estão operando. “Uma conquista merecida dos moradores dessas localidades”, considera o diretor. 

 

As linhas 740 e 826 começaram a circular no ano passado a partir das demandas da população, por meio das Comissões Regionais de Transportes e Trânsito.  Para Simão Bernardes Zica, morador do bairro Tupi, a linha 740 foi uma conquista a mais para a comunidade. Ele diz que tem até saído mais de casa depois que a linha foi criada. “Agora vou ao centro do bairro Tupi com mais facilidade”, conta.

 

A dona de casa, Vanilda Modesta de Oliveira, assinala que a criação da 740 trouxe melhorias no transporte e também nas vias do bairro, já que algumas foram recapeadas para que a linha pudesse circular por elas com mais segurança. O corretor Breno Fernandes Pimentel, que utiliza a linha todos os dias, aprovou o novo micro-ônibus. “Moderno e confortável”, diz. 

 

 

Histórico

A primeira linha de vilas e favelas foi criada para atender as comunidades da Vila Cemig e do Conjunto Esperança. Atualmente, são 16 linhas, com característica circular e atendendo aos aglomerados urbanos da cidade, que operam com a tarifa social (R$ 1,00) na capital, transportando 543.997 passageiros por mês. Ao fazer a integração com outro ônibus municipal, com o cartão BHBus, o usuário tem o desconto de R$ 1,00, ou seja, a viagem no micro-ônibus sai de graça. 

 

 

Os novos ônibus

A partir do decreto nº 16.568, assinado pelo prefeito Alexandre Kalil em 2017, todos os novos veículos inseridos no sistema de transporte de Belo Horizonte passaram ter que contar com ar-condicionado e suspensão a ar. Os primeiros 70 veículos começaram a circular em outubro de 2017, em 23 linhas de ônibus. Atualmente a frota da capital já conta com cerca de 500 veículos com esse padrão.

 

13/06/2019. ÔNIBUS NOVOS E COM AR CONDICIONADO CHEGAM ÀS LINHAS DE VILAS E FAVELAS. Fotos: Divulgação/BHtrans


Últimas Notícias

8º Simbravisa: Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária. Desburocratização da Vigilância Sanitária ganha destaque em simpósio nacional

O Licenciamento Sanitário Simplificado será um dos destaques no 8º Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária, que acontece de 23 a 27/11.

21/11/2019 | 18:59
Foto artística com rosto de mulher negra com turbante azul e pinturas afro brancas no rosto, com cascas e árvore e folhas no fundo. Centro Cultural Alto Vera Cruz inaugura exposição fotográfica “Pretas no Branco”

O evento é gratuito, acontece no Centro Cultural Alto Vera Cruz no dia 23/11, às 15h, e conta com apresentações musicais e desfile.

21/11/2019 | 18:30