Pular para o conteúdo principal

PBH lança "Território Educativo", publicação sobre a Pampulha
Foto: Divulgação/PBH

PBH lança "Território Educativo", publicação sobre a Pampulha

criado em 04/10/2021 - atualizado em 05/10/2021 | 08:55

A Secretaria Municipal de Cultura, a Fundação Municipal de Cultura e o Instituto Periférico lançam a publicação digital “Território educativo: um convite para a  criação de cartografias, trajetos e saberes na Pampulha”. Criado a partir dos pensamentos e das práticas de educação experimentados pelo Museu de Arte da Pampulha, pelo Museu Casa Kubitschek e pela Casa do Baile - Centro de Referência de Arquitetura, Urbanismo e Design, o material pretende ativar as reflexões e os sentidos presentes na pluralidade da Pampulha. Para fazer o download da versão digital do material, basta clicar aqui

 

A publicação foi desenvolvida pelas autoras Maria Eugênia Salcedo e Valquíria Prates, com projeto gráfico do designer Chris Vinti em diálogo com os educadores e gestores dos museus públicos municipais da Pampulha.

 

A secretária Municipal de Cultura e presidenta interina da Fundação Municipal de Cultura, Fabíola Moulin, ressalta a importância da publicação: "As ações de arte-educação são uma das mais importantes funções de um museu, responsável por oferecer experiências transformadoras que envolvem informação, sensibilidade, o despertar de um olhar crítico e de uma postura atuante e cidadã. Nesta publicação vemos o resultado de um cuidadoso processo de pesquisa, proporcionado pela arte-educação dos três museus, sobre a região da Pampulha e as multiplicidades de apropriações que ali acontecem, a partir dos diferentes sentidos e significados dados pela população àquele território.” 

 

O material educativo é composto por um caderno de campo, cartas de mediação e um mapa e reúne informações, imagens e provocações aplicáveis em áreas e temas abrangentes, o que permitirá ao usuário, sejam eles professores, educadores museais ou qualquer cidadão interessado, a  usufruir o Território Pampulha de forma lúdica e consistente.  

 

"Pensar em atividades formativas na Pampulha é compreender que este território possui muitas camadas objetivas e subjetivas, acionadas pelas experiências particulares das pessoas que por ali habitam ou passeiam. Esse material acolhe e aceita, portanto, interferências e interpretações", destaca Gabriela Santoro, diretora-presidente do Instituto Periférico. 

 

O lançamento digital da publicação “Território educativo: um convite para a  criação de cartografias, trajetos e saberes na Pampulha” integra a programação do Pampulha Território Museus. 

 

Sobre o Pampulha Território Museus 

 

O Museu de Arte da Pampulha (MAP) e a Casa do Baile são reconhecidos pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, e o Museu Casa Kubitschek é um importante ícone da arquitetura residencial modernista. Os três são unidades museais presentes na paisagem cultural do Conjunto Moderno da Pampulha. Ao reconhecer sua importância e representatividade para Belo Horizonte, o “Pampulha Território Museus”, lançado em dezembro de 2020, busca promover cada um desses espaços, valorizando suas vocações museológicas e sua relação com a cidade.  

 

Por meio da parceria entre a Fundação Municipal de Cultura e a OSC Instituto Periférico, selecionada por meio de edital, os museus recebem uma programação cultural inovadora, com exposições, atividades culturais e educativas, estimulando a participação ativa dos cidadãos. Até dezembro de 2021, a iniciativa realizará 3 exposições, 20 atividades culturais, 48 atividades educativas, 10 projetos de design e 3 publicações.