Pular para o conteúdo principal

Imagem da avenida Prudente de Morais
Foto: Divulgação PBH

PBH contrata estudos para prevenção de enchentes na avenida Prudente de Morais

02/12/2020 | 18:01 | atualizado em 03/12/2020 | 12:06

A Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura publicou no Diário Oficial do Município desta quarta-feira, dia 2, o extrato do contrato para serviço técnico profissional envolvendo estudo para a redução dos riscos de inundação ao longo do curso do Córrego Leitão. O trabalho prevê análise e diagnóstico de estudos existentes; levantamento de dados e elaboração de estudos de alternativa e viabilidade técnica, operacional, ambiental, social e financeira, além de anteprojeto de engenharia de saneamento ambiental.

Os pontos com histórico de inundação, para os quais esses estudos serão desenvolvidos, estão localizados ao longo do curso do Córrego Leitão, na avenida Prudente de Morais, tendo como foco principal o trecho da rua Joaquim Murtinho, próximo à interseção com a avenida Prudente de Morais na confluência das ruas São Paulo, Alvarenga Peixoto e Bárbara Heliodora.

Esses locais apresentam uma grande complexidade por se tratar de uma região consolidada e com diversas edificações, vegetação, redes subterrâneas, vias com elevado fluxo de veículos, assim como as restrições geotécnicas ao longo do canal, como afloramento de rochas em alguns trechos e solos com baixa resistência, e coesão em outros. Todo esse trabalho será acompanhado pela Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap).

Serão investidos R$ 545 mil, e o prazo de execução é de 300 dias a partir da assinatura da primeira ordem de serviço. “É uma região altamente adensada, então estes estudos irão consolidar todos os outros já pensados anteriormente, com uma solução viável para os alagamentos na região. Atualmente, ações para reduzir riscos de inundação nestes locais estão concentradas no monitoramento contínuo e na intensificação da limpeza de bueiros e desobstrução das galerias existentes”; explica o superintendente Henrique Castilho.

Em 2018, a Sudecap concluiu a segunda etapa do desassoreamento da barragem Santa Lúcia, com a retirada de aproximadamente 35,1 mil m³ de sedimentos, que contribui na diminuição dos problemas causados pelas chuvas na avenida Prudente de Morais. O investimento foi de aproximadamente R$ 1,8 milhão nesses trabalhos.