Pular para o conteúdo principal

Mais de sete crianças observam campeonato paralímpico de pingue-pongue em uma sala.
Foto: Divulgação PBH

PBH celebra o Dia Nacional do Atleta Paralímpico com festival para crianças

18/09/2019 | 20:40 | atualizado em 18/09/2019 | 20:41
Com a inscrição de 163 crianças e adolescentes, a segunda edição do Festival Paralímpico será realizada no sábado, dia 21 de setembro, no Centro de Treinamento Esportivo da Universidade Federal de Minas Gerais (avenida Alfredo Camarate, 617, bairro São Luís, Pampulha), próximo ao Mineirão. Organizado sob as diretrizes do Comitê Paralímpico Brasileiro em comemoração ao Dia Nacional do Atleta Paralímpico (22 de setembro), o evento local é viabilizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, com o programa Superar, que promove a inclusão social da pessoa com deficiência por meio do esporte. A realização tem a parceria da UFMG.  

 

O festival será realizado em 69 cidades-sede, com o objetivo de mobilizar dez mil crianças e adolescentes com e sem deficiência, de idade entre 10 e 17 anos, em todo o território brasileiro por meio das atividades físicas.  Cada uma das cidades-sede vai oferecer aos alunos vivências esportivas em três modalidades paralímpicas, com a meta de atender pelo menos 150 crianças e adolescentes. As modalidades definidas em Belo Horizonte são o tênis de mesa, o atletismo e a bocha paralímpica.

 

Trinta profissionais do programa Superar e da UFMG estarão disponíveis para atendimento das 8h30 às 12h no Centro de Treinamento Esportivo. O Dia Nacional do Atleta Paralímpico foi instituído a partir do decreto de lei nº 12.622, de 8 de maio de 2012, mas começou a ser comemorado somente em 2014.  No ano passado, 48 cidades brasileiras receberam a festividade, incluindo Belo Horizonte.

 

 

O programa

O Superar atende alunos com deficiência física, visual, intelectual, auditiva, múltipla e com autismo. São mais de 900 alunos inscritos em 16 modalidades esportivas: atletismo, basquetebol, bocha regular, bocha paralímpica, dança, futsal, goalball, judô, natação, patinação, rúgbi em cadeira de rodas, tênis de mesa, voleibol sentado, parataekwondo, funcional e percussão. 

 

O programa conta com dois centros de referência (Centro de Referência para a Pessoa com Deficiência e a Escola Municipal de Ensino Especial Frei Leopoldo) e sete núcleos regionalizados - Colégio Marconi, Clube Palmeiras e escolas estaduais de ensino especial Amaro Neves e João Moreira Salles, além da Associação de Deficientes Visuais de Belo Horizonte, da Associação de Surdos e da UFMG (em implantação).

 

Os requisitos para participar do Superar são idade superior a seis anos e apresentação de laudo de deficiência. O ingresso é condicionado à disponibilidade de vagas. Mais informações pelo e-mail superar@pbh.gov.br e pelos telefones 3277-4546 e 3277-7681.


Últimas Notícias

Crianças brincam de pernas de pau na rua, sobre tapete acolchoado. Blocos de carnaval são atrações do BH é da Gente de domingo, dia 20/10

BH é da Gente, do dia 20/10, tem blocos de carnaval e ação de orientação nutricional como atrações. 

17/10/2019 | 21:20
Vista aérea do Parque Municipal, com prédios ao fundo. Confira os principais eventos gratuitos que acontecem em BH neste fim de semana

Nos dias 19 e 20/10, vai ter prática de Tai Chi Chuan, orientação sobre saúde vascular, aula de yoga, caminhada meditativa e muito mais.

17/10/2019 | 17:41