Pular para o conteúdo principal

Jovem e idosa, sentados à frente de mesa com panos de prato decorados e com ponta de crochê.
Foto: Divulgação PBH

PBH abre espaço para criação de novos grupos de economia popular solidária

02/08/2019 | 20:25 | atualizado em 06/08/2019 | 09:56

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, incentiva a economia popular solidária na cidade com a criação de novos grupos. Atualmente, mais de 260 grupos estão cadastrados na Prefeitura de Belo Horizonte, beneficiando em torno de 780 famílias.

 

Os grupos já cadastrados reúnem empreendedores de produtos de confecção, artesanato e alimentação, como roupas, bolsas, almofadas, bordados, tapetes e artigos de cama, mesa e banho; bijuterias e acessórios; peças de decoração, cosméticos – sabonetes de argila e óleos essenciais - e produtos de alimentação, bolos, pães, geleias, compotas, bombons e trufas.

 

A produção é vendida em mostras, feiras e eventos promovidos pela Prefeitura ou em parceria com outras instituições, como o Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Na próxima semana, nos dias 8 e 9, acontecerá a Mostra de Economia Popular Solidária na avenida Augusto de Lima, 30, 1º andar. Nesse endereço funcionam várias secretarias municipais. A iniciativa vai reunir 20 grupos.

 

De acordo com dados do Centro Público de Economia Solidária (Cepes) da Prefeitura, na capital mineira as mulheres são a grande maioria entre os integrantes dos empreendimentos econômicos solidários.

 

A economia solidária atrai muitos empreendedores e abarca uma variedade de práticas econômicas e sociais organizadas sob a forma de cooperativas, associações, clubes de troca, empresas autogestionárias, redes de cooperação, entre outras, que realizam atividades de produção de bens, prestação de serviços, finanças solidárias, trocas, comércio justo e consumo solidário. Para participar dos grupos da Prefeitura os interessados devem se cadastrar no Centro Público de Economia Solidária da Subsecretaria de Trabalho e Emprego. Cada grupo é formado por, no mínimo três pessoas.

 

Além de formar um grupo, o interessado vai passar por uma qualificação em economia solidária oferecida pelo Cepes. Para saber como integrar o Programa de Economia Solidária da Prefeitura de Belo Horizonte, o interessado pode ligar nos telefones 3277-9830/3246-0379 ou ir pessoalmente à avenida dos Andradas, 367, 2º andar.


Últimas Notícias

Setembro verde: mês da pessoa com deficiência. Rumo a uma cidade inclusiva e sustentável. Torcedores com deficiência entram em campo na luta pela inclusão

Torcedores com deficiência entrarão em campo com atletas do Cruzeiro e do Flamengo neste sábado, dia 21/9, no Mineirão.

20/09/2019 | 23:18
Casal passeia com criança em cadeira de rodinhas e outroas pessoas caminham na Savassi, no domingo, durante o dia. BH é da Gente oferece ioga, encontro de carros e orientação nutricional

Show de talentos, ioga, encontro de carros e orientação nutricional são atrações do BH é da Gente no domingo, dia 22/9.

19/09/2019 | 20:26