Pular para o conteúdo principal

Pessoas recebem informações em aula de gastronomia

Oficinas de gastronomia gratuitas são oferecidas para a população

13/12/2019 | 17:27 | atualizado em 13/12/2019 | 17:29

Em comemoração aos 122 anos de Belo Horizonte, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) ofereceram no último dia 12, duas oficinas de gastronomia gratuitas para a população.
 

As oficinas foram inspiradas no Mãos do Morro – Linhas da Vida, que aconteceu no Morro do Papagaio, projeto em que os moradores passaram por uma capacitação técnica do Senac para transformar as receitas de família em produtos geradores de renda familiar. 
 
    

A metodologia empregada no projeto foi a mesma do Programa Primórdios da Cozinha Mineira, em que receitas e produtos de origem se tornam base para o diferencial de cada prato desenvolvido.
 
  

No Mercado da Lagoinha, no dia 12, foram realizadas as seguintes atividades, sob a coordenação da Chef Marina Paixão:   
    – Oficina de Talharim à bolonhesa Artesanal
    – Oficina Natalina - Mini Bolo Rei
 
    

Uma das 36 pessoas participantes, Gabriele Gonçalves Hilário, soube da ação por meio da Escola Profissionalizante Raimunda Soares de Souza. “Eu participei e gostei muito (da oficina). Vou levar o que aprendi para minha vida, já estou doida para fazer a receita. Achei muito legal a iniciativa da Prefeitura, porque não é comum a gente que mora na periferia conseguir um curso bom, sem pagar nada. Gostei muito do que ela ensinou pra gente (Chef Marina Paixão). Gostei muito do jeito que me trataram lá!”. 
 
    

Maria Elena Alves elogiou os professores do Senac. “É importante a gente aprender para poder passar para outras pessoas também. E eu quero aprender mais para abrir meu próprio negócio”, disse. Ela é usuária do CRESAM e mãe de Victor Emanuel Alves Gomes, jovem com deficiência que também participou da oficina.
 
    

Welida Bianca Dias Pinheiro foi encaminhada pelo núcleo LGBT através do Mercado da Lagoinha. “Eu achei que a oficina foi muito válida. Foi repassado pra gente todas as instruções necessárias, o conhecimento. Ela inclusive deu orientações para gente usar outros componentes da receita. Gostei muito da capacitação, desse projeto que está aprimorando pessoas para o mercado de trabalho”.
 
    

Para a Chef Marina Paixão, que ministrou as duas oficinas, afirmou que as aulas foram muito produtivas e além do que ela havia planejado. “Vi que são pessoas que mudam a vida da gente quando você consegue olhar com outros olhos e ver a essência dessas pessoas. Achei sensacional o projeto que a Prefeitura e outras organizações propuseram, e estou muito feliz que o Senac está participando dessa parceria. Gosto muito desse tipo de trabalho que faz um resgate pessoal e profissional”. 
 
    

Para a subsecretária de Assuntos e Investimentos Estratégicos, Cristiane Serpa, “desenvolver em parceria com o SENAC essas duas oficinas na Lagoinha vem coroar um ano de muito sucesso e desenvolvimento da economia criativa da região e também em relação às suas origens na imigração italiana e na gastronomia dessa cidade que hoje é reconhecida pela UNESCO como Cidade Criativa da Gastronomia”.


Últimas Notícias

Garis fazendo a limpeza da avenida Teresa Cristina Prefeitura intensifica o recolhimento de lixo no período chuvoso

O horário de atuação dos garis foi estendido para 7h30 às 22h, escala especial que será mantida até março.

21/01/2020 | 16:19
Prefeito Alexandre Kalil com as maõs cruzadas em coletiva de imprensa Prefeitura confirma tarifa dos ônibus congelada pelo menos até o fim do ano

No início deste ano, a Prefeitura já havia conseguido barrar na Justiça o reajuste nas passagens de ônibus.      

20/01/2020 | 19:05