Pular para o conteúdo principal

Novo projeto de Zona 30 chega ao bairro de Santa Tereza
Foto: PBH/Divulgação

Novo projeto de Zona 30 chega ao bairro de Santa Tereza

13/05/2021 | 13:52 | atualizado em 13/05/2021 | 19:11

 As ruas Paraisópolis, Dores do Indaiá, Conselheiro Rocha, Divinópolis e Silvianópolis e a Praça Joaquim Ferreira da Luz , no bairro Santa Tereza, estão recebendo intervenções urbanas para se transformar em mais uma área de Zona 30, que prevê o estabelecimento de vias com velocidade máxima de 30km/h para veículos, priorizando quem anda a pé, de bicicleta ou quem tem mobilidade reduzida, principalmente os idosos. As alterações reforçam o movimento Maio Amarelo, que todos os anos chama a atenção da sociedade sobre a segurança no trânsito. Este ano, o movimento propõe uma reflexão sobre respeito e responsabilidade, atitudes fundamentais que podem construir um ambiente mais seguro para todos. 

 

As intervenções em Santa Tereza fazem parte do projeto Ecozona que está requalificando o local para a melhoria da qualidade de vida da comunidade. Desde a última quarta-feira, dia 12, até este sábado, dia 15, serão executadas atividades, como a construção de mobiliário urbano, como bancos, mesas e palco para apresentações artísticas e instalação de projeto paisagístico.

 

Além disso, durante três semanas, a qualidade do ar será medida em dois pontos na região: na Praça Joaquim Ferreira da Luz e na rua Paraisópolis, 887. A medição está sendo possível por meio de dois aparelhos, sendo um deles doado para Belo Horizonte pelo instituto alemão Wuppertal e o outro por empréstimo do laboratório FabLab Newton de Paiva. 

 

O projeto oferece oportunidades para práticas de lazer, cultura, artes e entretenimento. A iniciativa é da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTrans, em parceria com o Movimento Nossa BH, o WRI Brasil e os institutos alemães Wuppertal, GIZ e TUMI. 

 

Uma das intervenções que promete despertar a atenção de quem passa pela  Zona 30 será uma pintura no solo no cruzamento das ruas Divinópolis e Silvianópolis que está sendo feita pela artista plástica Clara Valente. 

 

Como parte do projeto, já foi implantada pela BHTrans a ciclofaixa no viaduto da rua Paraisópolis ligando o bairro Santa Tereza à ciclovia Leste/Oeste na av. dos Andradas. A estrutura cicloviária prossegue como via compartilhada com os ciclistas pelas ruas Dores do Indaiá e Conselheiro Rocha, até a Praça Joaquim Ferreira da Luz, oferecendo mais segurança para a circulação dos ciclistas. 

 

As atividades em campo contam com a participação da comunidade, como já ocorreu em outras intervenções de Zona 30 realizadas nos bairros Cachoeirinha, Lagoinha e Confisco em 2019. 

 

Equipe da TV alemã Deutsche Welle está acompanhando as intervenções para produção de documentário sobre a implantação do projeto na cidade.