Pular para o conteúdo principal

Garis da SLU recolhem resíduos em rua de Belo Horizonte
Foto: Divulgação/PBH

Mutirões contra a dengue reforçam a segurança da população

criado em 19/07/2021 - atualizado em 19/07/2021 | 17:48

A Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) recolheu mais de 190 toneladas de resíduos em mutirões de combate à dengue, zika e chikungunya no primeiro semestre deste ano. A ação é coordenada conjuntamente pelas gerências de Zoonoses regionais da Secretaria Municipal de Saúde e pela SLU, com o objetivo de recolher materiais inservíveis que possam servir de foco para o Aedes aegypti, que também é transmissor da febre amarela urbana.  

 

Até o momento, foram necessárias 133 viagens de caminhões para transportar resíduos volumosos como móveis velhos, restos de construção, latas, ferros, madeiras, vasilhames e diversos outros utensílios que podem acumular água e se tornar criadouros do mosquito, principalmente durante o período chuvoso e mais quente do ano. Grande parte desses materiais também pode ser entregue gratuitamente pelo cidadão às mais de 30 Unidades de Recebimento de Pequenos Volumes da capital (URPVs), inclusive aos sábados e domingos. 

 

A chefe do Departamento de Serviços de Limpeza Urbana da SLU, Erika Santos Resende, destaca que a ação é realizada de forma constante ao longo do ano. “A Secretaria Municipal de Saúde verifica as áreas que oferecem maior risco para a população e encaminha as demandas de recolhimento para a SLU, que as executa. Além disso, com o apoio da SMSA, são desencadeadas intervenções específicas nas residências dos chamados acumuladores de resíduos”, explica. “Com isso, sanamos a demanda desses cidadãos que não conseguem promover de forma espontânea a limpeza de seus espaços, criando, muitas vezes, uma situação de perigo para eles próprios e para os vizinhos”. 

 

Em 2019, a SLU coletou quase 600 toneladas de resíduos nos mutirões, em um total de 285 deslocamentos. No ano passado, mesmo durante a pandemia, as equipes concluíram 146 locomoções com a retirada de mais de 284 toneladas de entulho de praticamente todas as regiões da cidade. 

 

Os locais dos mutirões de limpeza são definidos a partir de critérios técnicos da Secretaria Municipal de Saúde. As pessoas devem ficar atentas. Na ocasião, há ampla divulgação das datas e das recomendações sobre a exposição dos resíduos nas calçadas.  

 

A Prefeitura de Belo Horizonte atua de forma contínua para reduzir os riscos da disposição inadequada de resíduos, mas o apoio da população é fundamental para a saúde de todos.