Pular para o conteúdo principal

Quadro negro no Jardim do Museu de Arte, na Orla da pampulha, com várias informações escritas a giz
Foto: Virginia Cândida/PBH

Museu de Arte da Pampulha promove atividade educativa com sensibilidade e afeto

30/10/2018 | 15:24 | atualizado em 30/10/2018 | 15:32
O Museu de Arte da Pampulha (MAP) integra o Conjunto Moderno da Pampulha com arquitetura singular, assinada por Oscar Niemeyer, e beleza paisagística de Burle Marx. Tornou-se museu em 1957 e faz parte da rede de equipamentos culturais da Prefeitura de Belo Horizonte. Por meio da Fundação Municipal de Cultura, o museu oferece uma programação de exposições e atividades que promovem a aproximação do público com a história do local, seu acervo com mais de 1.500 obras e outras produções artísticas contemporâneas. Entre essas atividades está a ação educativa Território do Sensível.

Criado em dezembro de 2016, Território do Sensível tem o objetivo de ser um acolhimento diferenciado para pessoas de todas as idades, que agendam suas visitas ou que chegam ao museu espontaneamente. Na chamada “sala do educativo”, o público encontra educadores do museu e é convidado a desacelerar, conversar, ler, contemplar ou apenas estar. A atividade proporciona conforto e diálogo, possibilitando diversos usos e apropriações do espaço, encontros e sociabilidades. Dessa forma, promove a cidadania, a participação e a humanização do local pela colaboração coletiva.
 

Experiências e saberes

Marlete Maria Cardoso, professora da Escola Municipal Helena Antipoff, visitou o MAP com seus alunos e chama a atenção para a importância desse tipo de ação cultural na educação infantil. “Foi um momento realmente enriquecedor. Nossas crianças necessitam muito de trabalhos, exposições e monitores como os encontrados no museu”, ressalta.
    
Segundo a coordenadora do setor educativo do MAP, Fernanda Maziero Junqueira, com essa atividade também se fortalece o compartilhamento de experiências entre as pessoas. “A existência desta sala de acolhimento é uma conquista muito importante para o museu, pois possibilita ao visitante um espaço onde é possível contar e ouvir histórias, contemplar, brincar, estudar, conversar ou simplesmente parar, descansar e estar”, detalha.

Miriam Farias Veloso, professora da Escola Estadual Trajano Procópio da Silva Monteiro, também participou da atividade com seus alunos e ressalta como a acolhida e a interação favorecem o aprendizado. “Foi muito bom conhecer, ouvir e ver a história de Minas Gerais. Além disso, jovens interagindo e aprendendo no espaço do museu traz um excelente resultado”, avalia.

Território do Sensível acontece semanalmente, às sextas-feiras, no horário de 9 às 12h30 e de 14 às 17h30, não sendo necessária inscrição prévia e não havendo exigência de idade mínima. Apenas sugere-se que o visitante confirme por e-mail a disponibilidade de um educador para recebê-lo.
 

Museu de Arte da Pampulha

Avenida Otacílio Negrão de Lima, 16585, Jardim Atlântico - Pampulha
Telefones: (31) 3277-7946 / 7996
E-mail: map.fmc@pbh.gov.br
Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 9 às 18 horas
 

30/10/2018. Museu de Arte da Pampulha promove atividade educativa com sensibilidade e afeto. Fotos: Virginia Cândida/PBH

Ouça este conteúdo

Últimas Notícias

Idoso sorrindo. Aposentados e pensionistas nascidos em março devem fazer prova de vida até 31/3

Aposentados e pensionistas nascidos em março que não fizerem prova de vida até o dia 31/3 podem ficar sem o benefício.

22/03/2019 | 20:05
Vista da cidade de Belo Horizonte, com muitos prédios, a partir das árvores e caminhos do Mirante das Mangabeiras, durante o dia. Confira os principais eventos gratuitos que acontecem em BH no fim de semana

Confira os principais eventos gratuitos que acontecem em BH no fim de semana, de 23 a 24 de março.

21/03/2019 | 17:32