Pular para o conteúdo principal

Fachada do Museu da Moda, durante o dia.
Foto: Ricardo Laf/PBH

Museu da Moda comemora três anos com programação especial

02/12/2019 | 16:31 | atualizado em 08/12/2019 | 17:00

Primeiro da especialidade no Brasil, o Museu da Moda de Belo Horizonte (MUMO) celebra três anos com uma programação especial a partir de terça-feira, dia 3 de dezembro.  Espetáculos teatrais, mostra artística com desfile e roda de conversa, e uma aula aberta especial estão agendados até a sexta-feira. A entrada é gratuita, mediante retirada de senhas 30 minutos antes de cada atividade, e a visitação ao museu pode ser feita de terça a sexta-feira, das 9h às 21h; e aos sábados e domingos das 10h às 14h. 

 

A programação vai apresentar uma aula aberta especial com Cris Guerra; espetáculo de contação de histórias “Ode à esperança", de Aline Cântia e Chicó do Céu; A Mostra Artística da Margem ao Centro, com desfile e roda de conversa organizados pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), em parceria com o MUMO; e o espetáculo de dança e performance “Sonhos Invisíveis”, de Renata Mara. 

 

Para a diretora de Museus da Fundação Municipal de Cultura, Sara Moreno, o evento é uma celebração do Museu da Moda como uma conquista do setor para a cidade, além de uma prova de sua capacidade de articulação e da diversidade de público. “O equipamento cultural, que possui uma relação histórica de afeto com a população belo-horizontina, hoje desenvolve ações democráticas e cada vez mais alinhadas à sua vocação como instituição de referência em Moda”, destaca a diretora.

 

 

Sobre o MUMO

Inaugurado em dezembro de 2016, o MUMO surgiu como uma evolução do Centro de Referência da Moda, criado em 2012. Tornou-se então um museu público que tem como missão preservar, pesquisar e difundir acervos referentes à moda na capital mineira, em suas múltiplas facetas, dialogando com a contemporaneidade e estimulando o pensamento crítico. Nesse sentido, é uma instituição de referência em memória, conservação e pesquisa de moda, indumentária e comportamento. 

 

A partir dessa iniciativa, reforçou-se o reconhecimento da moda como bem cultural e patrimônio nacional, por meio da adoção, pela instituição, de um programa dinâmico e variado. Além de promover exposições, o espaço encontra-se aberto também para estudos, criação, fruição e experimentação, abrigando uma biblioteca e oferecendo diversas atividades, como palestras, aulas abertas, oficinas, cursos, debates, visitas mediadas, rodas de leitura e apresentações artísticas relacionadas à moda, design e áreas afins.

 

O prédio onde se encontra o MUMO é também uma experiência cultural. Importante patrimônio da cidade, ele foi construído entre 1911 e 1916, em forma de castelinho e, por isso, ficou conhecido como "castelinho da Bahia". A linguagem arquitetônica eclética mescla elementos variados trazidos do neogótico, com características manuelinas.

 

O MUMO pretende ampliar a execução de novos instrumentos para a produção da moda, proporcionando diferentes perspectivas mercadológicas da economia criativa, do desenvolvimento cultural, da inclusão social, da atividade artística, da cidadania e da valorização do patrimônio e memória de Belo Horizonte.

 

 

Programação Especial  - Aniversário do Museu da Moda de Belo Horizonte

DIA 3 DE DEZEMBRO, TERÇA-FEIRA

15h - Espetáculo Ode à Esperança – Contação de histórias

Aline Cântia e Chicó do Céu é um espetáculo inspirado na obra do filósofo francês Jean Paul Sartre! Em "Ode à Esperança", os artistas convidam o público para uma noite de contos e canções para "passear pelas brechas do cotidiano e da fantasia que, de tempos em tempos, abrimos para iluminar a casa de fora e a casa de dentro". Projeto selecionado por meio do Edital Cena Plural, realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura.

Entrada gratuita, mediante retirada de senhas 30 minutos antes do início.

 

DIA 4 DE DEZEMBRO, QUARTA-FEIRA

"A RUA É POP" - DASRU(A)-MOSTRA ARTÍSTICA DA MARGEM AO CENTRO

O 1° desfile DASRU(A) é uma ação promovida pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), em parceria com o MUMO. O desfile tem como foco valorizar as potencialidades e identidades coletivas e individuais das mulheres cis, trans e travestis em situação de rua em Belo Horizonte. Intitulado DASRU(A), o desfile pretende com essa ação dar visibilidade desse público existente e resistente nas ruas do município. Assim, possibilitar as discussões com a sociedade frente às violações sofridas por elas em seus territórios de permanência/sobrevivência. DASRU(A) também propõe problematizar o direito à cidade, seu uso social e usufruto dos equipamentos culturais pela população em situação de rua. 

 

10h - DESFILE DASRU(A)

O desfile visa ampliar, por meio da moda e da circulação em espaços culturais, o conceito de cidadania para mulheres em situação de rua. 

Entrada gratuita, mediante retirada de senhas 30 minutos antes do início.

 

19h - Roda de conversa

Conversa sobre o desfile e apresentação do Serviço de Abordagem Social (Seas) e Serviço de Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) - Regional Centro Sul. 

Entrada gratuita, mediante retirada de senhas 30 minutos antes do início.

 

DIA 5 DE DEZEMBRO, QUINTA-FEIRA

 19h - Espetáculo “Sonhos invisíveis" – dança e performance

Sonhos invisíveis é uma performance de dança baseada em uma realidade atravessada pelo sensível do invisível. A partir de uma coletânea de áudios de sonhos de pessoas com deficiência visual, um corpo de mulher com baixa visão se move no espaço manuseando os objetos de cena num gesto peculiar de revelar, esconder e construir uma escrita em braile. Com Renata Mara. Projeto realizado por meio do Edital Cena Plural, da Fundação Municipal de Cultura. 

Entrada gratuita, mediante retirada de senhas 30 minutos antes do início.

 

DIA 6 DE DEZEMBRO, SEXTA-FEIRA

19h - Aula aberta especial – Aniversário do MUMO

Cris Guerra apresenta o tema da Moda Intuitiva e em seguida mostra o resultado dos trabalhos da disciplina homônima, realizada no curso de pós- graduação de Moda e Inovação do UniBH, ao longo de 4 encontros, com os alunos. A temática se deu na desconstrução de padrões e as potencialidades da moda como processo criativo e de cura. O resultado pode ser acompanhado em uma aula aberta realizada pela professora, escritora e comunicadora. 

Entrada gratuita, mediante retirada de senhas 30 minutos antes do início.


Últimas Notícias

Jovens jogam futebol em quadra Prefeitura inicia projeto de esportes para jovens em conflito com a lei

Os jovens em cumprimento de medidas sócio-educativas terão oportunidade de frequentar, gratuitamente, oficinas esportivas.

13/12/2019 | 17:05
Prédio comercial na rua Caetés Comerciantes comemoram antecipação do décimo terceiro salário pela Prefeitura

A expectativa é que sejam injetados cerca de R$ 105 milhões na economia da capital.

13/12/2019 | 11:35