Pular para o conteúdo principal

Fachada do Museu Casa Kubitschek
Foto: Ricardo_Laf

Museu Casa Kubitschek ganha Prêmio Darcy Ribeiro com "O Jardim e o Museu"

12/12/2019 | 17:46 | atualizado em 12/12/2019 | 18:13

O Museu Casa Kubitschek, mantido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, é ganhador do Prêmio Darcy Ribeiro 2019, uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Museus.  Foram distribuídos 10 prêmios de R$ 10 mil e o Museu O Museu Casa Kubitschek ficou em terceiro lugar entre os 10 contemplados com o projeto “O Jardim e o Museu”, que desenvolve pesquisas e ações educativas voltadas para a apropriação e valorização dos jardins históricos.

Sara Moreno, diretora de Museus da Fundação Municipal de Cultura, destaca que para além do prêmio em dinheiro, o importante é o reconhecimento do projeto educativo como um dos mais relevantes do Brasil. “O Museu Casa Kubitschek vem desenvolvendo um trabalho de pesquisa e difusão relacionadas aos jardins, dentre elas ações de mediação que estimulam o público a compreendê-lo como elemento da cultura. O prêmio é um incentivo para que as ações sejam ampliadas”, ressalta Sara.

O Prêmio Darcy Ribeiro tem o objetivo de selecionar práticas de educação museal que, por meio das relações de mediação com o público, convidam à apropriação do patrimônio cultural, valorizando-o e promovendo sua preservação. O Museu Casa Kubitschek ficou classificado em terceiro lugar entre os 10 contemplados.


 

“O Jardim e o Museu”

O projeto busca estimular o público a reconhecer os jardins como patrimônio, atribuindo-lhes os mais diversos sentidos. Um passo importante para o conhecimento e apropriação dos jardins do equipamento cultural foi a publicação do catálogo de espécies vegetais que compõem o projeto paisagístico da instituição, em 2018.

Dedicado ao público não especialista, o catálogo é constituído por duas partes: na primeira, o tema do patrimônio paisagístico é apresentado em pequenos textos e, na segunda, o leitor tem a oportunidade de conhecer as 85 espécies encontradas nos jardins do museu, por meio de ilustrações.

O projeto desenvolve ainda diversas ações educativas sobre os jardins. Entre elas estão a distribuição de mudas, oficinas para o plantio de mudas, oficinas de bordado com a temática dos jardins, visitas mediadas aos jardins, visitas noturnas aos jardins e formação de educadores e agentes culturais dentro da temática “Jardins Históricos de Belo Horizonte”.

As visitas mediadas aos jardins acontecem todo último sábado do mês, às 10h, sendo que a última visita de 2019 acontecerá no dia 28 de dezembro. Para participar da atividade não é necessária inscrição prévia. Já a distribuição de mudas acontece todo final de semana. O museu tem entrada gratuita e funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 18h.


Jardins de Burle Marx


Os jardins do Museu Casa Kubitschek foram projetados por Roberto Burle Marx e, atualmente, mais de 80 espécies, em sua maioria originária de regiões tropicais, estão em seus canteiros. Esta é uma característica marcante da obra de Burle Marx, que a partir da década de 1930, quando elabora seus primeiros projetos, promove uma mudança radical em relação aos jardins tradicionais, que importavam modelos e flora da Europa.


Últimas Notícias

Realização do evento cultura Sound System Circuito em Casa reúne 20 atrações culturais em uma semana

O Circuito encerra a sua programação de julho e já inicia a de agosto com 20 diferentes atrações.

27/07/2020 | 17:32
Informações sobre a Covid-19 Mais de 3,5 mil pessoas são abordadas desde a lei que obriga o uso de máscaras

Entre os cidadãos abordados, 1.606 estavam devidamente equipados e outros 1.925 estavam em desacordo com a legislação.

21/07/2020 | 14:48