Pular para o conteúdo principal

Homem abraça garota com praia ao fundo, durante o dia. Imagem do filme "À Deriva", em cartaz em mostra do MIS Cine Santa Teresa.
Foto: Divulgação

Mostra leva histórias sobre a juventude ao MIS Cine Santa Tereza

11/07/2018 | 18:57 | atualizado em 11/07/2018 | 19:17

A Fundação Municipal de Cultura (FMC) promove entre os dias 11 e 29 de julho, no MIS Cine Santa Tereza, a mostra “Faces da Juventude”, que apresenta vários filmes nacionais tendo como tema central a juventude e as mudanças que ocorrem nessa fase da vida. A programação completa está disponível no site BH faz Cultura.  As sessões têm entrada gratuita.

 

Serão exibidos 14 filmes de diretores nacionais, alguns deles conhecidos do grande público como Laís Bodanzky, Walter Salles e Jorge Furtado. Todos os filmes escolhidos trazem histórias permeadas pelos olhares de jovens e adolescentes inseridos nesta fase inesquecível de descobertas, experiências, exaltações e tormentos.

 

“De Passagem” e “Os 12 Trabalhos”, ambos de Ricardo Elias, mostram os dilemas dos jovens oriundos de um contexto social conturbado e os caminhos por eles encontrados. Mesma temática tratada em “5x Favela - Agora por Nós Mesmos”, realização de jovens cineastas moradores de favelas do Rio de Janeiro.

 

As mazelas sociais de nosso país e seu impacto na vida dos jovens também inspiram “Anjos do Sol”, de Rudi Lagermann, que traz um relato da prostituição infantil no Brasil.

 

O universo das raves é pano de fundo para a história de Nando e Érika em “Paraísos Artificiais”.  O impacto dos grandes amores da juventude, aliás, perpassa muitos dos filmes, desde o leve e divertido “Houve uma Vez dois Verões”, primeiro longa do diretor Jorge Furtado, “As Melhores Coisas do Mundo”, de Laís Bodanszky, até o musical “Maré”, de Lúcia Murat e Lúcio Kodato, sobre dois jovens apaixonados, porém inseridos em facções rivais do tráfico.

 

Inseridos na Mostra estão dois relevantes documentários: “Pro Dia Nascer Feliz”, de João Jardim, que adentra o cotidiano de escolas de diferentes regiões do país, e “Meninas”, de Sandra Werneck, que aborda os dilemas de três jovens grávidas.

 

O olhar inocente e perplexo diante de uma realidade a ser explorada e melhor compreendida marca a estreia de Leandra Leal no cinema em “A Ostra e o Vento”, de Walter Lima Júnior. Em meio às transformações no país e a ausência da figura paterna, os irmãos de “Linha de Passe”, de Walter Salles e Daniela Thomas, procuram se situar, assim como a protagonista do filme “À Deriva”, de Heitor Dhalia, que descobre a cada dia novas camadas da realidade que a rodeia.

 

 

Mostra Faces da Juventude

De 11 a 29 de julho

MIS Cine Santa Tereza (rua Estrela do Sul, 89, Santa Tereza – Praça Duque de Caxias)

Entrada Gratuita

 

 

Programação

Dia 11/7 – quarta-feira, às 19h30

• Maré Nossa História de Amor (Lúcia Murat / Lúcio Kodato | Brasil | 2007 | Musical | 105 min)

Analídia é filha de um chefe do tráfico que briga pelo poder com o irmão de Jonatha. Separados pelo 'apartheid' entre as facções rivais, eles encontram no grupo de dança da comunidade um refúgio para o sonho. Mas a violência crescente ameaça esta paixão. Classificação indicativa: 12 anos.

 

Dia 12/7 – quinta-feira, às 19h30

• De Passagem (Ricardo Elias | Brasil | 2003 | Drama | 87 min)

Jeferson e Washington são irmãos e amigos de Kennedy desde crianças. Quando crescem, Jeferson entra no Colégio Militar do Rio de Janeiro enquanto Washington e Kennedy entram para o tráfico de drogas. Após receber a notícia da morte de Washington, Jeferson volta a São Paulo e, juntamente com Kennedy, sai numa viagem pela cidade procurando o corpo de Washington. Nesta viagem, Jeferson e Kennedy lembram um acontecimento importante do passado.  Classificação indicativa: 12 anos.

 

Dia 13/7 – sexta-feira, às 19h30

• As Melhores Coisas do Mundo (Laís Bodanzky | Brasil | 2010 | Comédia | 107 min)

Mano tem 15 anos, adora tocar guitarra, beijar na boca, rir com os amigos, andar de bike, curtir na balada. Um acontecimento na família faz com que ele perceba que virar adulto nem sempre é tarefa fácil: a popularidade na escola, a primeira transa, o relacionamento em casa, as inseguranças, os preconceitos e a descoberta do amor. Em meio a tantos desafios, Mano descobre e inventa As Melhores Coisas do Mundo.  Classificação indicativa: 14 anos.

 

Dia 14/7 – sábado, às 19h

• Linha de Passe (Walter Salles / Daniela Thomas | Brasil |2008 | Drama | 114 min)

Reginaldo é um jovem que procura seu pai obsessivamente. Dario sonha em se tornar jogador de futebol, mas, aos 18 anos, vê a ideia cada vez mais distante. Dinho dedica-se à religião. Dênis enfrenta dificuldades em se manter, sendo também pai involuntário de um menino. Os quatro são irmãos, tendo sido criados por Cleuza, sua mãe, que trabalha como empregada doméstica e está mais uma vez grávida, de pai desconhecido. Eles precisam lidar com as transformações religiosas pelas quais o Brasil passa, assim como a inserção no meio do futebol e a ausência de uma figura paterna. Classificação indicativa: 14 anos.

 

Dia 15/7 – domingo, às 19h

• A Ostra e o Vento (Walter Lima Júnior | Brasil | 1997 | Drama | 112 min)

A jovem Marcela vive com seu pai, o faroleiro Jose, e o velho Daniel numa ilha. Com pouco contato com o mundo exterior ela segue sua vida até que, ao tornar-se adolescente, passa a sentir sua sexualidade e seus anseios de viver de forma intensa. Classificação indicativa: 12 anos.

 

Dia 18/7 – quarta-feira, às 19h30

• Os 12 Trabalhos (Ricardo Elias | Brasil | 2007 | Drama | 90 min)

Recém-saído da FEBEM, Heracles (Sidney Santiago) tenta superar seu passado em busca de um serviço honesto como motoboy. Para conseguir o emprego, o adolescente tem de realizar doze tarefas cruzando todos os bairros paulistas e suas armadilhas. Uma leitura contemporânea do mito de Hércules no caos urbano de São Paulo.  Classificação indicativa: 16 anos.

 

Dia 19/7 – quinta-feira, às 19h30

• Paraísos Artificiais (Marcos Prado | Brasil | 2012 | Drama | 96 min)

Ambientado nos anos 2000, Paraísos Artificiais conta a história de amor de Nando e Érika. O filme é narrado em três atos: o primeiro se passa em Amsterdã, para onde Nando viaja com seu amigo Patrick e conhece Érika, DJ internacional; o segundo, alguns anos antes, em uma rave na beira do mar; o terceiro se passa no Rio de Janeiro, cidade natal de Nando, quando ele enfrenta problemas com seu irmão mais novo, Lipe. Classificação indicativa: 16 anos.

 

Dia 20/7 – sexta-feira, às 19h30

• Houve Uma Vez Dois Verões (Jorge Furtado | Brasil | 2002 | Comédia | 75 min)

Chico é um jovem ingênuo que acredita que um dia encontrará o grande amor de sua vida. Roza é uma jovem que só pensa em conseguir dinheiro suficiente para realizar sua sonhada viagem para a Austrália. Eles se encontram por acaso e, juntos, vivem uma intensa paixão. Classificação indicativa: 12 anos.

 

Dia 21/7 – sábado, às 19h

• Meninas (Sandra Werneck | Brasil | 2006 | Documentário | 71 min)

Evelin, 13 anos, está grávida de um jovem de 22 anos que deixou o tráfico de drogas recentemente. Luana, 15 anos, declara que planejou sua gravidez, pois desejava ter um filho só para ela. Edilene, 14 anos, espera um filho de Alex, que também engravidou sua vizinha Joice. Ao longo de um ano é acompanhado o cotidiano destas três jovens. Classificação indicativa: Livre.

 

Dia 22/7 – domingo

Às 17h

• À Deriva (Heitor Dhalia | Brasil | 2009 | Drama | 100 min)

Em férias de verão com a família em Búzios, Filipa, uma adolescente de 14 anos, faz o rito de passagem para a idade adulta em meio às descobertas do amor com a turma de amigos. Um rito que se prova doloroso quando ela descobre que o pai, um famoso escritor, está traindo a mãe com uma estrangeira que mora na praia. A descoberta desse segredo, porém, será apenas a primeira de uma série de outras, encantadoras ou dolorosas, sobre sua família e si mesma. Classificação indicativa: 14 anos.

 

Às 19h

• O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias (Cao Hamburguer | Brasil | 2006 | Drama | 110 min)

Em 1970, o Brasil e o mundo parecem estar de cabeça para baixo, mas a maior preocupação na vida de Mauro, um garoto de 12 anos, tem pouco a ver com a ditadura militar que impera no País; seu maior sonho é ver o Brasil tricampeão mundial de futebol. De repente, ele é separado dos pais e obrigado a se adaptar a uma "estranha" e divertida comunidade - o Bom Retiro, bairro de São Paulo, que abriga judeus, italianos, entre outras culturas. Uma história emocionante de superação e solidariedade. Classificação indicativa: 10 anos.

 

Dia 28/7 – sábado, às 19h

• Anjos do Sol (Rudi Lagemann | Brasil | 2006 | Drama | 92 min)

Inspirado livremente em diversos artigos publicados na imprensa, 'Anjos do Sol' fala sobre o mundo da prostituição infantil no Brasil através da história de Maria - uma menina de doze anos de idade que é vendida pelos pais e cruza o Brasil numa longa jornada, forçada a se prostituir para sobreviver enquanto busca um futuro melhor. Classificação indicativa: 14 anos.

 

Dia 29/7 – domingo

Às 17h

• 5x Favela - Agora por Nós Mesmos (Manaira Carneiro/Wagner Novais/outros | Brasil | 2010 | Drama | 96 min)

Um filme em 5 episódios escrito, dirigido e realizado por jovens cineastas moradores de favelas do Rio de Janeiro e produzido por Carlos Diegues e Renata de Almeida Magalhães. Os temas dos episódios tratam sempre do convívio humano e social em cada comunidade abordada. Eles falam de ética e educação, amizade e amor, solidariedade e tolerância, família e comunidade, sem ignorar a violência e as dificuldades cotidianas de que sofrem seus moradores. Classificação indicativa: 14 anos.

 

Às 19h

• Pro Dia Nascer Feliz (João Jardim | Brasil | 2006 | Documentário | 88 min)

Pro Dia Nascer Feliz flagra o dia-a-dia e adentra a subjetividade de alunos e alunas e alguns professores em cidades distintas do Brasil. As entrevistas são intercaladas com sequências de observação do ambiente das escolas - meio, por sinal, bem pouco frequentado pelo documentário brasileiro. Sem exercer influência direta, a câmera flagra salas de aula, esquadrinha corredores, pátios e banheiros, testemunha uma reunião de conselho de classe e momentos de relativa intimidade pessoal. Classificação indicativa: 10 anos.

Últimas Notícias

Foto de ônibus do MOVE com letreiro "Mineirão". Torcedores vão contar com linhas especiais para o Mineirão neste domingo

Será disponibilizado o serviço da linha 55 – MOVE Mineirão para ida e volta de torcedores para jogo entre Cruzeiro e Atlético Paranaense. 

20/07/2018 | 18:58