Pular para o conteúdo principal

Cantora, acompanhada de cinco músicos, todos de azul, durante o dia.
Foto: Ademir Lopes/PBH

Lares de idosos de BH recebem shows musicais em projeto “Chorinho de Emoção”

05/09/2019 | 18:31 | atualizado em 05/09/2019 | 18:31

Uma tarde especial, de cultura, alegria e interação para os idosos residentes nas Instituições Filantrópicas de Longa Permanência de Idosos (ILPIs) de Belo Horizonte. A partir deste sábado, dia 7 de setembro, às 14h, a cantora Ivone Lopes e os músicos do Grupo Roda Viva apresentarão releituras de grandes sucessos do choro e do samba, dentro do projeto “Chorinho de Emoção”. A estreia será no Centro de Convivência Paulo Fagundes da Fonseca Penido (rua Gilberto Freire, 801 – Bonsucesso) e até o fim de 2020 todos os 28 lares da cidade serão contemplados, em apresentações quinzenais.

 

O projeto é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, sob o Patrocínio da MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S.A., e apoio institucional do Movimento Gentileza. A proposta é promover o resgate de memórias afetivas entre os idosos, por meio da apresentação de músicas e fatos interessantes dos dois gêneros musicais, o choro e o samba, aliado ao uso de figurino e adereços de época, que auxiliam na encenação. Todas as 28 ILPIs de Belo Horizonte serão contempladas até o fim de 2020, abrangendo todas as regionais da cidade e levando acessibilidade e democratização da cultura a mais de mil idosos institucionalizados.

 

O “Chorinho de Emoção” é desenvolvido com o apoio institucional do Movimento Gentileza, idealizado e coordenado pela voluntária social e primeira-dama do município de Belo Horizonte, Ana Laender, que estará presente na estreia deste sábado, no Centro de Convivência Paulo Fagundes da Fonseca.  O Movimento se dedica à valorização do ser humano, com ações que promovem inclusão, fomento à arte urbana e o resgate da cultura e da memória de Belo Horizonte, visando tornar a cidade mais gentil e acolhedora para todos.

 

Dentro do universo das Instituições Filantrópicas de Longa Permanência de Idosos, o Movimento Gentileza realiza projetos como o Gentileza Digital (inclusão digital para idosos); o Gentileza Cultural (inclusão cultural de jovens e idosos) e o Arte nos Lares, que atuam de forma permanente na inclusão social dos mais de mil idosos residentes nas Instituições Filantrópicas de Longa Permanência de Belo Horizonte.

 

 

Sobre o Grupo Roda Viva

Criado em 2011, o grupo nasceu do entusiasmo e interesse pelo primeiro gênero musical urbano brasileiro: o Choro. Os artistas têm como missão colaborar na pesquisa, estudo e divulgação da música brasileira, com especial atenção ao Choro e ao Samba, executando e interpretando obras de Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Anacleto de Medeiros, Mário Alves, Waldir Azevedo, Cartola, Noel Rosa e tantos outros que, ao longo do tempo, contribuíram para criar este rico e variado acervo da música brasileira.

 

O Roda Viva passeia entre choros, sambas, maxixes, polcas, valsas e outros ritmos mostrando toda a diversidade e riqueza rítmica da música brasileira. Os integrantes do Grupo têm formação popular. São eles: Alexandre Lourenço de Sousa (Violão de 7 Cordas e Cavaquinho); Antônio José Cazumbá (Percussão e Clarinete); Giancarlo Guimarães Carvalho (Bandolim e Cavaquinho) e José Carlos Medrado (Violão).

 

Em sua trajetória, o grupo procura sempre interagir com outros músicos. É usual o convite a instrumentistas e vocalistas, criando assim uma troca de experiência e propiciando o crescimento do grupo. Para o desenvolvimento do projeto “Chorinho de Emoção”, o Grupo Roda Viva contará também com a participação de Samuel Assis, cavaquinista, compositor e graduando em Licenciatura em Música pela UEMG, além dos vocais de Ivone Lopes.

 

 

Sobre Ivone Lopes

A cantora estudou teoria musical na Fundação de Educação Artística e canto nas escolas de Babaya e Celinha Braga. Participou do Coral da Babaya Escola de Canto e do Grupo Rainhas do Rádio, da Celinha Braga Oficina de Música. Fez Shows Solo no Teatro Santo Agostinho, na CBOM - Casa da Boa Música e no Centro Cultural Vagão 98, em Lambari/MG. É integrante do Grupo de Percussão Danuza Menezes e Pandeiro Mineiro. Tem como vocal coach o cantor e compositor Anthonio Marra. Além do Grupo Roda Viva, faz parceria com o músico Vanvan do Sergipe, com um repertório baseado em forró e sertanejo de raiz.

 

 

05/09/2019. Lares de idosos recebem projeto ''Chorinho de Emoção''. Fotos: Aldemir Lopes/PBH