Pular para o conteúdo principal

Os atletas Guibert Wilmerson de Souza Evangelista e Marlon Antonio Pereira de Oliveira treinam em tatame usando quimonos brancos com faixas azuis.
Foto: Rodrigo Clemente/PBH

Judocas do Superar disputam campeonato internacional de judô na Holanda

03/04/2018 | 20:25 | atualizado em 13/06/2018 | 17:16

Os judocas mineiros Gelbert Wilmerson e Marlon Antônio embarcam na próxima segunda-feira, dia 9, para integrar a seleção brasileira na disputa do “World Judo Games 2018 – Judo For All”, que acontece de 9 a 16 de abril, em Beverwijk, na Holanda. 

 

Atletas do programa Superar, da Prefeitura de Belo Horizonte, Gelbert e Marlon Antônio são judocas com deficiência intelectual e participam de aulas e treinos no núcleo que funciona na Escola Municipal de Ensino Especial Frei Leopoldo, no bairro Havaí, região Oeste de Belo Horizonte.

 

Gelbert está há 20 anos como esportista no programa Superar. De acordo com a artesã Rosa Aparecida de Oliveira, mãe do judoca, a participação do filho na delegação brasileira é um coroamento da carreira dele no programa. “A prática do judô foi uma benção para meu filho, pois trouxe para sua vida mais equilíbrio, calma, observação e responsabilidade”, relata. 

 

Marlon Antônio estuda e pratica judô na parte da manhã e, à tarde, trabalha em uma lanchonete de shopping. “A ida do meu filho para a Holanda, onde vai representar o Brasil em um torneio mundial, é um grande incentivo para a trajetória esportiva dele”, comemora a aposentada Maria Bela de Oliveira Pereira, mãe de Marlon, lembrando que o filho já ganhou duas medalhas de ouro em competições nacionais.

 

A participação do Brasil no “World Judo Games 2018 – Judo For All” é realizada pela ONG Judô Paratodos, sediada no Rio de Janeiro. Além dos judocas do Superar, a delegação mineira que vai à Holanda conta com Orlando Cherem, faixa preta do Minas Tênis Clube.

 

 

Superar                                

Aproximadamente 140 alunos frequentam as aulas de judô por meio do programa Superar, na Escola Frei Leopoldo e no Centro de Referência Esportiva para Pessoa com Deficiência.  

 

Além do judô, 700 alunos têm a oportunidade de frequentar aulas de atletismo, basquetebol, tênis de mesa, bocha regular e paralímpica, voleibol sentado, dança, futsal, goalball, natação, patinação e rúgbi em cadeira de rodas, nos núcleos do programa Superar.

 

Para se inscrever, é necessário que o interessado tenha endereço fixo em Belo Horizonte e apresente laudo médico. A inscrição será validada mediante a existência de vaga.

 


Contatos

Núcleo Superar da Escola Municipal de Ensino Especial Frei Leopoldo, coordenansfl@yahoo.com.br, 3277-6880 e 3246-6076.


Centro de Referência Esportiva para Pessoa com Deficiência superar@pbh.gov.br, 3277-4546/ 7681.