Pular para o conteúdo principal

 Jardins do Museu Casa Kubitschek são destaques em oficina de carimbaria
Foto: Brenno Theotônio

Jardins do Museu Casa Kubitschek são destaques em oficina de carimbaria

31/05/2021 | 13:28 | atualizado em 31/05/2021 | 13:28

A Secretaria Municipal de Cultura, a Fundação Municipal de Cultura e o Instituto Periférico apresentam a atividade virtual "Oficina Carimbaria", com o artista visual Brenno Theotônio. A oficina mostrará o passo a passo para confeccionar carimbos a partir de espécies botânicas presentes nos jardins do Museu Casa Kubitschek. O vídeo da atividade estará disponível a partir das 10h de 5 de junho, no site www.pampulhaterritoriomuseus.com.br. A iniciativa é gratuita e de livre acesso para o público. 

 

A oficina ensinará a técnica de carimbaria com moldes inspirados nas plantas presentes no museu, explorando seus formatos, texturas e cores. Para a realização da atividade serão utilizados materiais como placas de madeira, acetato, tintas acrílica, guache e para tecido, além de pincéis e outros utensílios. Brenno Theotônio destaca que "a oficina busca evidenciar e valorizar os jardins históricos e suas espécies, sendo patrimônio vivo e cultural da nossa cidade. E não somente isso, como também estimular e convidar o público a criar seus próprios carimbos, a partir de plantas de casa, objetos, desenhos e outros elementos". 

 

A atividade integra a programação educativa do Pampulha Território Museus, e os moldes desenvolvidos na atividade ficarão disponíveis para download no site do projeto. A produção e gravação do vídeo aconteceu respeitando todos os protocolos de combate à Covid-19. 

 

O Museu Casa Kubitschek 

 

O Museu Casa Kubitschek (MCK) integra o Conjunto Moderno da Pampulha e tem como sede a casa modernista construída para ser residência de fim de semana do então prefeito Juscelino Kubitschek (1940- 1945). Marco da arquitetura moderna dos anos de 1940, a casa projetada por Oscar Niemeyer é cercada por exuberante jardim planejado pelo paisagista Roberto Burle Marx, em terreno de aproximadamente 3.000 m².  

 

O museu foi inaugurado em 2013, com o objetivo de oferecer ao público experiências reflexivas e sensíveis no campo do paisagismo, da arquitetura residencial, dos modos de morar e da história da Pampulha, por meio da realização das ações de aquisição, conservação, investigação e difusão de acervos referenciados no movimento modernista e na ocupação da região da Pampulha. 

 

Sobre o Pampulha Território Museus 

 

O Museu de Arte da Pampulha (MAP) e a Casa do Baile são reconhecidos pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, e o Museu Casa Kubitschek é um importante ícone da arquitetura residencial modernista. Os três são unidades museais presentes na paisagem cultural do Conjunto Moderno da Pampulha. Ao reconhecer sua importância e representatividade para Belo Horizonte, o “Pampulha Território Museus”, lançado em dezembro de 2020, busca promover cada um desses espaços, valorizando suas vocações museológicas e sua relação com a cidade.  

 

Por meio da parceria entre a Fundação Municipal de Cultura e a OSC Instituto Periférico, selecionada por edital, os museus recebem uma programação cultural inovadora, com exposições, atividades culturais e educativas, estimulando a participação ativa dos cidadãos.  Até dezembro de 2021, a iniciativa realizará 3 exposições, 20 atividades culturais, 48 atividades educativas, 10 projetos de design e 3 publicações.