Pular para o conteúdo principal

Guarda Municipal treina cães para reforçar patrulhamento

criado em 18/09/2017 - atualizado em 21/03/2018 | 14:23

O uso de cães no patrulhamento preventivo, em breve, passará a fazer parte do cotidiano da Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH). Atualmente, sete animais das raças Pastor Alemão, Pastor Malinois, Border Collie e Dobermann passam por treinamento especial para atuarem no reforço da segurança de parques e praças da cidade, sobretudo em eventos ou dias de grande movimentação. A medida visa a potencializar a manutenção da ordem e a garantia da tranquilidade na capital.


Em um primeiro momento, ao acompanhar a rotina diária dos cães no imóvel utilizado pela Guarda Municipal para treiná-los, na orla da Lagoa da Pampulha, pode até parecer que os agentes estão apenas brincando com os animais. Mas o que de fato ocorre é uma preparação especial para possibilitar que os cães possam ser integrados ao patrulhamento voltado para garantia da ordem da cidade. “São animais já acostumados ao convívio com as pessoas. Não vem para assustar o cidadão comum e não são agressivos, mas, com certeza, vão prestar um serviço de grande qualidade junto à população”, avalia o supervisor do Departamento de Missões Especiais da GMBH, Marcelo Silvestre Paiva.
 

Segundo ele, dois cães adultos já são considerados aptos para a atuação em parques e praças, sendo os outros cinco ainda filhotes (com idade de seis a dez meses) em treinamento, para que possam assumir a missão de acompanhar os guardas municipais no patrulhamento dos espaços públicos e em alguns pontos e situações específicas, no período da noite. “A expectativa é de que a nossa capacidade de vigilância e prevenção seja aumentada e que, futuramente, os cães possam atuar também na identificação e combate ao uso de drogas nos parques”, complementa o supervisor Silvestre.  

 

Orla da Pampulha 
 

No momento, visando à adaptação gradativa dos animais ao convívio com a população, os sete cães já participam de apresentações em escolas e eventos cívicos, o que fez com que pudessem ser vistos pela população, recentemente, no tradicional desfile de 7 de Setembro deste ano, na avenida Afonso Pena. Devido à proximidade com a sede do canil, a dupla de cães já adestrada é utilizada no patrulhamento da orla da Pampulha, às terças-feiras, durante o Circuito Pampulha Noturno, promovido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura e Belotur. 
 

Espera-se também que os cães possibilitem reduzir a realização de abordagens individuais a um grande número de populares em situação de suspeição, sobretudo em praças e parques nos quais a presença de jovens, crianças e idosos é frequente. Isso porque o cão poderá indicar, através do faro, entre os suspeitos, aquele que estiver portando drogas. Essa otimização tornará o patrulhamento mais seguro até para o próprio agente de segurança.

 

Raças 
 

A característica das raças foi o que motivou a escolha dos cães que se encontram em treinamento. O Pastor Alemão, por exemplo, é considerado um dos cães mais inteligentes do mundo, caracterizando-se pela versatilidade, devoção e lealdade aos donos. Com olfato sensível, os cães dessa raça são corajosos, vigilantes, calmos e carinhosos. 
 

Já os cães da raça Pastor Malinois têm como característica marcante também a inteligência. São ativos, vigilantes, ágeis e têm grande capacidade de executar comandos, o que lhe garantem o apelido de “Ferrari dos cães de proteção”. O Border Collie é dotado de grande energia física e mental - são cães muito obedientes e fiéis. Os animais da raça Dobermann são inteligentes e sempre alertas a proteger os donos. É um cão leal e que tem espírito aventureiro.