Pular para o conteúdo principal

Cinco pessoas sentadas, reunidas na Secretaria Municipal de Cultura, para discutir parceria em projetos voltados para a juventude.
Foto: Divulgação PBH

Encontro discute parceria entre UFMG e PBH para projetos voltados para juventude

01/11/2018 | 17:50 | atualizado em 01/11/2018 | 17:55

 

Representantes da Prefeitura de Belo Horizonte e da UFMG se reuniram na Secretaria Municipal de Cultura para discutir a construção de uma parceria entre os dois órgãos com foco nos projetos voltados para a juventude da cidade. O encontro, realizado na última quarta-feira, dia 31/10, teve como propósito ampliar e potencializar essas ações por meio do trabalho conjunto, que deverá ser formalizado com a assinatura de um termo de cooperação.

 

“O objetivo do encontro é estreitar as relações entre a Prefeitura, por meio da Secretaria e da Fundação Municipal de Cultura, com a UFMG, ampliando as parcerias já existentes e criando novas ações conjuntas”, explica o diretor de Desenvolvimento e Articulação Institucional da secretaria, Marcelo Bones. Para ele, o cidadão, principalmente o jovem belo-horizontino, será beneficiado devido, sobretudo, à experiência de atuação na área de cultura e educação das duas instituições.

 

As ações culturais já existentes no Município estiveram entre as principais pautas da reunião, com destaque para o Arena da Cultura, programa de formação cultural desenvolvido pela Prefeitura, e as atividades do Centro de Referência da Juventude (CRJ), equipamento gerido conjuntamente pelas secretarias de Cultura e Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania.

 

Para o representante do Observatório da Juventude da UFMG, Rômulo Silva, o fortalecimento das ações do CRJ é de extrema importância para a cidade. “O CRJ é fruto de muita luta da juventude de Belo Horizonte e a potencialização das atividades que são oferecidas é muito cara para nós”, afirma.

 

Outra temática salientada no encontro foi a Política de Audiovisual desenvolvida pela atual gestão da Secretaria Municipal de Cultura e suas potencialidades na parceria com a Universidade. “Entre outras ações, está em construção o Núcleo de Produção Digital de Belo Horizonte, o NPD-BH, em que serão ofertadas atividades formativas na área do audiovisual. A oferta de cursos, aliada aos trabalhos em conjunto com o setor de extensão da Comunicação e Educação da UFMG, podem ser vias de capacitação, formação e ação para os jovens”, afirma a diretora do Museu da Imagem e do Som (MIS), Siomara Faria.

 

O encontro tinha como viés, além de firmar parcerias, identificar possibilidades de fortalecimento da rede de projetos de juventude em Belo Horizonte. “Precisamos unir esforços para potencializar energia e recursos para a via cultural jovem”, considera a pró-reitora de extensão da UFMG, Cláudia Mayorga.