Pular para o conteúdo principal

Informativo sobre o Coronavírus em Belo Horizonte
Foto: Arte PBH

Consulta para distribuição da segunda rodada de cestas e kits começa no dia 6

30/04/2020 | 17:33 | atualizado em 29/05/2020 | 15:05

A Prefeitura de Belo Horizonte inicia o segundo mês de distribuição de cestas básicas e kits de higiene para famílias em situação de vulnerabilidade econômica e social do município. No mês de maio serão incluídas mais 20 mil famílias de vilas e favelas, atendidas por políticas habitacionais da Urbel, totalizando 240 mil beneficiadas.

 

A consulta nesta página será aberta em 6 de maio, quando as famílias saberão o dia, hora e local da retirada dos produtos. Para a consulta, será necessário informar o número do CPF e o primeiro nome do responsável pelo cadastro ou pela família. Caso precise de algum suporte, os canais de atendimento por whatsapp e chat estarão disponíveis no próprio sistema.

 

A entrega será realizada de forma escalonada para evitar aglomerações nos 160 supermercados que fazem a distribuição. No dia da retirada dos produtos, a família deve apresentar o número do voucher eletrônico (gerado pelo sistema de consulta) e documento oficial com foto contendo o número do CPF. A Prefeitura destaca que, conforme decreto municipal, é obrigatório o uso de máscaras de proteção ao contágio da Covid-19.

 

As cestas básicas são compostas por 12 itens alimentícios “tipo 1” e os kits de higiene são compostos por sabão em barra de uso geral, sabonetes de uso corporal e cloro. Os kits são destinados a moradores de vilas e favelas que estavam inscritos no CadÚnico. Já as cestas básicas são para famílias que já possuíam cadastro e, para contemplar o máximo de pessoas, foram utilizadas informações de diversas áreas da Prefeitura.

 

Abaixo a lista completa de pessoas que têm direito às cestas básicas destinadas às famílias em situação de vulnerabilidade econômica e social:

 

  • Estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de Belo Horizonte (matrícula ativa em 2020).
  • Famílias cadastradas no CadÚnico até 31/3/2020 e que tenham renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa;
  • Famílias residentes em Vilas, Favelas, Ocupações Urbanas e Conjuntos Habitacionais inscritas no CadÚnico, no Sistema SUS-BH ou em programas e cadastros da Urbel;
  • Beneficiários do Programa Bolsa Moradia;
  • Ambulantes licenciados pela Secretaria Municipal de Política Urbana;
  • Camelôs com deficiência licenciados;
  • Trabalhadores informais licenciados em Shoppings Populares;
  • Engraxates e lavadores de carro cadastrados pela Secretaria Municipal de Política Urbana;
  • Carroceiros cadastrados pela BHTrans;
  • Catadores de materiais recicláveis, avulsos e cooperados, cadastros pela SLU ou Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis (ANCAT);
  • Agricultores urbanos cadastrados pela Subsecretaria de Segurança Alimentar;
  • Povos e Comunidades tradicionais;
  • Pessoas com medidas protetivas acompanhadas pela Subsecretaria de Direito e Cidadania;
  • Permissionários do serviço de Transporte Suplementar (pessoas físicas) cadastrados pela BHTrans;
  • Trabalhadores do Transporte Escolar cadastrados pela BHTrans.


 

Cesta para famílias de estudantes

A consulta para 140 mil famílias de estudantes matriculados na rede municipal (ensino fundamental e infantil, inclusive creches comunitárias) começou na última segunda-feira, dia 27, através deste link. As entregas seguirão escala a partir de 2 de maio.

Somando as duas plataformas de consulta on-line, um total de 380 mil famílias podem ser beneficiadas, impactando quase 1,5 milhões de pessoas que vivem na capital.


Últimas Notícias

Realização do evento cultura Sound System Circuito em Casa reúne 20 atrações culturais em uma semana

O Circuito encerra a sua programação de julho e já inicia a de agosto com 20 diferentes atrações.

27/07/2020 | 17:32
Informações sobre a Covid-19 Mais de 3,5 mil pessoas são abordadas desde a lei que obriga o uso de máscaras

Entre os cidadãos abordados, 1.606 estavam devidamente equipados e outros 1.925 estavam em desacordo com a legislação.

21/07/2020 | 14:48