Pular para o conteúdo principal

Homem trazendo caixas de seringas
Foto: Divulgação PBH

Com seringas em estoque, PBH aguarda o início da vacinação contra a Covid-19

15/01/2021 | 17:07 | atualizado em 15/01/2021 | 19:40

A Prefeitura de Belo Horizonte já conta com um estoque de cerca de 2 milhões de seringas para a campanha de vacinação da Covid-19 na capital. O número é suficiente para atender as primeiras fases da campanha – e novas entregas já estão previstas para ampliar o estoque.

Agulhas e demais materiais necessários para colocar em prática o Plano Nacional de Vacinação Contra a Covid-19 já estão à disposição, assim que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar um imunizante e o Ministério da Saúde entregar o medicamento.

“A população de Belo Horizonte pode ter a certeza que toda a equipe da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte vem trabalhando diuturnamente para garantir uma vacinação segura em todo o processo: profissionais capacitados, insumos em quantidade e conforme indicações técnicas e a preocupação de disponibilizar toda a rede para facilitar o acesso e evitar aglomerações. As seringas, agulhas e demais materiais necessários já estão disponíveis, aguardando o efetivo recebimento das vacinas”, explica o subsecretário de Promoção e Vigilância em Saúde, Fabiano Pimenta.

Para executar o plano de vacinação do Ministério da Saúde, a Prefeitura irá utilizar toda a estrutura disponível na Rede SUS-BH, como por exemplo, as salas de vacinas dos 152 Centros de Saúde, além de parcerias com instituições públicas e filantrópicas.

A Secretaria Municipal de Saúde tem buscado manter as unidades de saúde abastecidas com os insumos necessários para atender as demandas decorrentes da Covid-19 no município. Desde março foi estabelecido um monitoramento diário do consumo nas unidades, acompanhado pela Secretária Municipal de Saúde, subsidiando o planejamento e as providências para aquisições dos produtos necessários.

“Fazemos um apelo para que as medidas de redução do risco de transmissão sejam mantidas: evitar aglomerações, higienização das mãos e uso de máscaras", completa Fabiano Pimenta.