Pular para o conteúdo principal

Arte destaca coluna literária dedicada às crianças
Foto: Arte/PBH

Coluna Literária destaca a literatura infantil no mês de fevereiro

criado em 23/02/2022 - atualizado em 23/02/2022 | 17:46

A Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura lançam nesta quarta-feira, dia 23, a 10ª edição da Coluna Literária. Neste mês, a publicação virtual segue com foco na literatura infantil, desta vez com o tema “Literatura para crianças: o que os livros não nos ensinam?”. A Coluna Literária traz dicas que visam incentivar a leitura e pode ser conferida na íntegra no blog do Portal Belo Horizonte. 

A Coluna Literária traz em fevereiro a resenha dos livros “Quero Meu Chapéu de Volta”, de Jon Klassen, editora Martins Fontes, e “Zoom”, de István Bányai, da editora Brinquebook. O perfil literário será de Eva Furnari, escritora e ilustradora ítalo-brasileira que possui várias obras para crianças. A escolha da autora está relacionada à sua produção artística explorar o inusitado e o nonsense em seus trabalhos. Sua literatura é marcada por um humor muito característico, no qual personagens e situações deslocadas de seus usuais lugares são explorados. 

“Na edição passada, lançamos a pergunta sobre o que os livros para as crianças nos ensinam, destacando a potência da literatura para mediar conversas importantes sobre temáticas de relevância social. Nesta edição, em continuidade à temática da literatura para crianças, lançamos o questionamento sobre o que os livros para crianças não nos ensinam, ou seja, o foco são livros que não estão diretamente preocupados com a formação de valores e conhecimentos, mas sim com a cadência, a brincadeira, a beleza, as cores, dentre outros elementos que abrem espaço para o inusitado, para a fantasia e a liberdade na fruição literária.  Desse modo, a Coluna apresenta mais um dos caminhos traçados nas ações de promoção da leitura realizadas pela Rede Municipal de Bibliotecas”, destaca Bárbara Bof, diretora de Promoção dos Direitos Culturais da Fundação Municipal de Cultura. 

Sobre a Coluna Literária 

A Coluna Literária é um projeto da Gerência de Bibliotecas e Promoção da Leitura e da Escrita (GBPLE), que integra a Diretoria de Promoção dos Direitos Culturais da Fundação Municipal de Cultura. A iniciativa foi criada para aproximar os leitores da ação de promoção e incentivo à leitura, das bibliotecas públicas municipais, a partir da difusão de livros e publicações que estejam disponíveis na Rede de Bibliotecas da FMC, com intuito de fomentar a fruição literária por meio de ações de mediação de leitura. 

Rede de Bibliotecas 

A Rede de Bibliotecas da Fundação Municipal de Cultura é composta por 22 bibliotecas que atuam de forma integrada, com unidades em todas as regionais da cidade. São 17 bibliotecas instaladas nos Centros Culturais, além das unidades do Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado, do Museu da Moda (MUMO), do Cine Santa Tereza, da Escola Livre de Artes e a Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte (BPIJ BH). Juntas, elas receberam em 2019 e 2020 mais de 18 mil títulos em seu acervo e garantem o acesso gratuito a 46.350 títulos e 115.780 exemplares, entre livros, gibis, folhetos, artigos, dissertações, monografias, teses, periódicos, CD-ROMs, DVDs, catálogos e outros itens. 

A rede de bibliotecas da FMC encontra-se aberta ao público, seguindo os protocolos de prevenção à covid-19 elaborados pela Secretaria Municipal de Cultura e Fundação Municipal de Cultura em diálogo com representantes de diversos espaços. As unidades dos Centros Culturais funcionam de terça a sexta, das 9h às 18h; e aos sábados, das 9h às 17h. A biblioteca do Museu da Moda de Belo Horizonte funciona de quarta a sábado, das 11h às 18h, e a biblioteca do Cine Santa Tereza funciona de quarta a sexta, das 10h às 19h. Não é necessário agendamento prévio para as visitas. O público pode também pesquisar o acervo das bibliotecas e fazer a reserva de livros e publicações através do catálogo on-line no endereço: bibliotecasfmc.pbh.gov.br.