Pular para o conteúdo principal

Mulheres são alvo de programação especial durante mês de março
Foto: José Henrique Marques

Centros Culturais oferecem programação especial e gratuita no mês das mulheres

criado em 09/03/2022 - atualizado em 09/03/2022 | 14:41

A Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura apresentam uma programação especial nos centros culturais públicos de Belo Horizonte no mês em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher. Ao longo de março, que destaca a luta em prol da igualdade de gênero, a  programação especial dos Centros Culturais em Rede  promove ações formativas, rodas de leituras, apresentações artísticas, entre outras atividades, que buscam refletir o papel da mulher na sociedade atual, além de destacar o trabalho desenvolvido por mulheres em diferentes linguagens artísticas. Toda programação é gratuita, segue os protocolos de controle da covid-19, e está disponível para consulta no Portal Belo Horizonte

De acordo com a diretora de Promoção dos Direitos Culturais da Fundação Municipal de Cultura, Bárbara Bof, a programação dos centros culturais destaca a presença feminina no cenário artístico da cidade. “A programação reflete a pluralidade das atividades culturais ofertadas nos equipamentos públicos descentralizados da Prefeitura, ressaltando o protagonismo das mulheres e como a luta pela igualdade de direitos atravessa várias linguagens artísticas”, afirma a diretora. 

Centro Cultural Zilah Spósito 

O Centro Cultural Zilah Spósito, na regional Norte, realiza três atividades do Projeto Rede Zilah Spósito, voltadas ao público feminino, sendo duas oficinas e um encontro de mulheres, além de uma oficina literária, ao longo do mês de março. O equipamento cultural está localizado na Rua Carnaúba, 286, Conjunto Zilah Spósito – Jaqueline. O primeiro deles foi na terça-feira, dia 8, com a oficina Tecendo Cuidados, Fios e Tecidos. 

Na quinta-feira, dia 10, de 14h às 15h30, a oficina de Mandala Mexicana, com Andreza Evelin (Dreza Mandalas), apresenta a prática do artesanato com vários adereços, consistindo em trabalhar a técnica de tecelagem e energias das cores. A atividade é destinada para público a partir de 12 anos. 

No sábado, dia 12, de 10h às 11h30, as duas oficineiras voltam juntas para a realização do Encontro Mulheres do Zilah, com a proposta de promover uma roda de conversa sobre autocuidado, afetos, saberes e desventuras que permeiam o universo feminino. A atividade é destinada para público a partir de 12 anos. 

Outra atração do Mês das Mulheres será a oficina Não Preciso Ser Princesa, com Ericka Martins, bibliotecária, contadora de histórias e mediadora de leitura. No dia 26 de março, de 14h às 16h, a atividade promove uma conversa com leitura compartilhada de textos de literatura sobre protagonismos femininos na literatura e na vida. A atividade é destinada para público a partir de 9 anos. 

Centro Cultural Liberalino Alves de Oliveira 

A literatura será destaque na programação especial do Centro Cultural Liberalino Alves de Oliveira, na regional Noroeste, localizado na av. Pres. Antônio Carlos, 821 - São Cristóvão. A Exposição literária "Mulher preta, livre e escritora" reúne livros de mulheres negras que têm voz ativa na literatura e não se calam diante das opressões sociais. A mostra estará disponível ao longo do mês para visitação, de terça à sexta-feira, de 9h às 19h, e sábados, de 9h às 17h. O Centro Cultural também oferece a oficina "Não precisa ser princesa", com Priscilla Miranda, que realiza uma conversa com leitura compartilhada de textos de literatura sobre protagonismos femininos, nos dias 15 e 17 de março, terça e quinta-feira, às 14h. 

Centro Cultural Vila Marçola 

O Centro Cultural Vila Marçola, localizado na região Centro-sul, realiza no sábado, dia 19 de março, de 15h às 17h30, O Feminino nas artes, encontro lúdico, reflexivo e convivial que destaca a força do feminino nas artes. A iniciativa promove  o protagonismo das mulheres na cultura e marca a urgência do feminino nas diversas manifestações artísticas cênicas, visuais, poéticas, com liberdade, crítica e coletividade. O centro cultural fica na rua Mangabeira da Serra, 320, Serra. 

A primeira atividade será a performance de fragmentos do espetáculo A mulher que andava em círculos (MAYOMBE), às 15h, seguido de bate-papo com a artista Marina Viana, uma ação de contrapartida do edital Descentra. Em seguida, será realizado o Sarau Literário, às 16h30, com foco na apreciação da literatura de autoras brasileiras e mediação de Mary Arantes, Violeta Penna e Alison Barbosa. 

Centro Cultural São Bernardo 

O Centro Cultural São Bernardo realiza na quinta-feira, dia 24, edição especial do Café com Lorota sobre o mês da mulher. O projeto mensal e tradicional é feito em parceria com o grupo artístico Rosas do São Bernardo, que  promove uma tarde de trocas com música, prosa e apresentações de artistas locais. O Centro Cultural São Bernardo fica na rua Édna Quintel, 320, bairro São Bernardo, regional Norte. 

Oriundo do projeto Senhores e Senhoras do Tempo, realizado em 2008, no Centro Cultural São Bernardo, o Rosas do São Bernardo constitui-se de um grupo de, aproximadamente, cinco senhoras. O grupo tem por trabalho a divulgação da cultura popular e o resgate da memória do patrimônio cultural, oferecendo ao público atividades diversas, como dança, canto, apresentação de seus artesanatos e até declamações entusiásticas de poesias. 

Centro Cultural Vila Santa Rita 

De 8 a 12 de março, a 2ª edição da VILA LÊ – Semana da Literatura do Centro Cultural Vila Santa Rita aborda o protagonismo feminino na literatura e homenageia a escritora Carolina Maria de Jesus. Rodas de conversas e de leituras, exposição, intervenção artística, sarau, oficina e apresentação musical são algumas das atividades que fazem parte da programação, voltada à promoção e democratização do livro, da leitura e da literatura. O Centro Cultural Vila Santa Rita fica na rua Ana Rafael dos Santos, 149, Vila Santa Rita, na região do Barreiro