Pular para o conteúdo principal

 Centros Culturais e Rede de Bibliotecas da Prefeitura retomam atividades presenciais
Foto: Divulgação/Fundação Municipal de Cultura

Centros Culturais e Bibliotecas da Prefeitura retomam atividades presenciais

criado em 01/10/2021 - atualizado em 01/10/2021 | 12:11

A Prefeitura de Belo Horizonte reabre cinco Centros Culturais da cidade a partir deste sábado, dia 2: Centro Cultural Bairro das Indústrias (CCBDI), Centro Cultural Lindeia Regina (CCLR), Centro Cultural Padre Eustáquio (CCPE), Centro Cultural São Bernardo (CCSB) e Centro Cultural Venda Nova (CCVN). A seleção dos Centros Culturais reabertos nesta primeira fase considerou critérios como a área de cada equipamento, tanto externa quanto interna, priorizando os que possuem  espaços mais amplos e abertos, assim como o atendimento a diferentes regiões. A Rede de Bibliotecas da Fundação Municipal de Cultura também retoma suas atividades nos cinco Centros Culturais e no Museu da Moda de Belo Horizonte (MUMO). 

 

Com a reabertura, o público poderá usufruir novamente, de forma presencial, dos equipamentos culturais, seguindo os protocolos de prevenção ao contágio pela covid-19, mediante agendamento prévio. O agendamento poderá ser feito de forma simples: pelo portal da Prefeitura - nos sites pbh.gov.br/reaberturacentrosculturais e pbh.gov.br/reaberturabibliotecas -, por telefone, ou diretamente na portaria dos Centros Culturais. 

 

Estarão disponíveis nos Centros Culturais o uso dos computadores do Telecentro, o acesso às Áreas Externas dos equipamentos e a visitação às exposições de artes visuais. Já nas bibliotecas, o retorno gradual oferece acesso ao acervo integrado das 22 unidades da Rede de Bibliotecas da Fundação Municipal de Cultura, com o serviço de empréstimo de livros e de publicações, bem como o serviço de referência ao leitor.  Por meio do site, será possível a consulta virtual ao acervo bibliográfico no sistema Pergamum, e a reserva e agendamento para retirada e/ou devolução do material presencialmente, de forma ágil, sem permanência no espaço ou acesso às estantes. 

 

Os equipamentos culturais funcionarão para as atividades presenciais nas quartas, quintas e sextas-feiras, das 13h às 21h; aos sábados, das 9h às 17h; e no primeiro domingo do mês, das 9h às 17h. Os Centros Culturais oferecerão uma programação híbrida, que contemplará as atividades presenciais e com a manutenção também da programação virtual  "Centros Culturais em Rede'', que já vinha sendo ofertada, com a maior parte das ações promovidas pelo Youtube da Fundação Municipal de Cultura. Toda a programação é gratuita. 

 

A secretária Municipal de Cultura e presidenta interina da Fundação Municipal de Cultura, Fabíola Moulin, celebra a reabertura dos espaços. "A reabertura dos Centros Culturais públicos municipais é um marco importante na retomada gradual das atividades culturais da nossa cidade, uma vez que esses são equipamentos fundamentais para a promoção dos direitos culturais da população nos diferentes territórios da cidade. Os espaços foram adaptados às medidas de prevenção ao contágio pela covid-19, para garantir a segurança dos visitantes, e estamos com boas expectativas para este reencontro presencial com o público", afirma a secretária. 

 

Em Cartaz 

 

Entre as exposições apresentadas nos cinco Centros Culturais nesta primeira fase da reabertura, estão "Memória, Afeto e Cultura", no CCBDI, que narra com fotografias a história do equipamento cultural; a exposição "A Borboleta pousada ou é Deus ou é nada – Adélia  Prado", no CCSB, que apresenta a partir de banners um recorte conceitual da poesia de Adélia Prado; "TON - Tonalidades do Olhar Negro", no CCLR, que reúne dez telas da grafiteira e artista visual Wanatta Rodrigues, apresentando o retrato pictórico como ferramenta de afirmação da identidade negra e periférica nos espaços urbanos; e "Com um lápis eu risco o mundo", com obras do cartunista Richardson Santos de Freitas, no CCPE. 

 

Programação híbrida 

 

Mesmo com a reabertura dos espaços, a Prefeitura seguirá oferecendo a programação virtual "Centros Culturais em Rede", desenvolvida em conjunto pelos 17 Centros Culturais do município, voltados ao desenvolvimento cultural e à valorização das identidades das comunidades onde estão inseridos. A programação é formada por cerca de 30 atrações por semana. As atividades são gratuitas e para todos os públicos, em diversas linguagens artísticas, como música, dança, artes visuais, entre outras, além de oficinas de informática e mídias sociais. 

 

As atividades, neste formato virtual, são realizadas desde 10 de maio com o objetivo de manter vínculos e fornecer conteúdos artístico-culturais para a população no período de isolamento social. As atrações são transmitidas por plataformas digitais gratuitas, com encontros ao vivo no Google Meets, vídeos gravados transmitidos no canal da FMC no Youtube (youtube.com/canalFMC) ou nas páginas dos próprios Centros Culturais no Facebook, convidando o espectador à leitura, criação, composição e expressividade. A programação completa fica disponível no Portal Belo Horizonte. 

 

Protocolos e diretrizes - As ações presenciais dos Centros Culturais e bibliotecas seguem protocolos e diretrizes que possibilitam garantir os direitos culturais da população em diferentes territórios, preservando a segurança das equipes e público, por meio do cumprimento de protocolos alinhados às diretrizes de saúde do município. Além da necessidade de agendamento prévio para visitas, haverá controle de entrada e saída nos equipamentos a fim de evitar aglomerações e demarcação de trajetos para controle do fluxo de visitantes. Será necessário o uso obrigatório e correto de máscara durante a visitação e orientada a higienização das mãos, com álcool em gel 70% a todos que entrarem no espaço cultural. Será assegurado o distanciamento no uso dos computadores no telecentros, entre outras medidas. 

 

Serviço

 

Reabertura gradual de Centros Culturais e da Rede de Bibliotecas da Fundação Municipal de Cultura

Data: a partir do sábado, 2 de outubro
Horários de funcionamento: quartas, quintas e sextas-feiras, das 13h às 21h; aos sábados, das 9h às 17h; e no primeiro domingo do mês, das 9h às 17h.
A programação é gratuita.
Agendamento prévio para retirada de ingressos para atividades presenciais:
Centros Culturais: por telefone, diretamente no centro cultural, ou pelo portal da Prefeitura (pbh.gov.br/reaberturacentrosculturais
Bibliotecas: portal da Prefeitura pbh.gov.br/reaberturabibliotecas