Pular para o conteúdo principal

Parte interna do Centro de Referência da Juventude, com mais de trinta pessoas sentadas em mesas e sofás e nas laterais.
Foto: Ricardo Laf/PBH 

Centro de Referência da Juventude lança vídeo sobre respeito

22/09/2017 | 17:09 | atualizado em 26/09/2017 | 12:07

O Centro de Referência da Juventude (CRJ) recebe na próxima segunda-feira, dia 25 de setembro, às 18h30, o lançamento de um vídeo do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) que integra a campanha “Respeito. Não custa nada mas vale muito". Foram produzidos dois vídeos de 6 minutos cada, sendo um para o público juvenil e o outro para o público técnico institucional, ambos com o objetivo de sensibilização relacionada à promoção dos direitos humanos.

 

O evento também incluirá a palestra com o tema “Abordagem Policial e Juventudes”, com a participação da Dra. Nívia Mônica Silva e Dr. Márcio Rogério Oliveira, ambos da Promotoria Pública, além das presenças do MC Douglas Din e dos representantes da Juventude da Coordenação Nacional de Entidades Negras - JCONEN Filipe Sabóia e Ayana Amorim.

 

Aberto à toda a cidade e dirigido especialmente aos jovens da capital mineira, o lançamento integra a agenda do Programa Pautas Silenciadas que, nesta data, também será lançado na cidade. Criado pelo CRJ, o projeto pretende levar, a cada final de mês, algum tema com pouco destaque nos meios tradicionais de informação para o debate junto às juventudes.

 

Segunda Samira Ávila, Diretora Executiva do CRJ, o projeto atua no eixo Direitos e Diversidades e a ideia é fomentar entre os jovens a prática reflexiva acerca de temas que estão ligados ao universo deles, mas que ainda recebem pouca atenção dos meios de comunicação formais. “Temos diversas pautas que se referem às juventudes, que não chegam a ser discutidas profundamente ou sequer mencionadas, sendo paulatinamente silenciadas, colocando questões importantes na invisibilidade. Debater e abrir o verbo sobre estas pautas é missão do Pautas Silenciadas! ”,  explicou.


 

Campanha

 

A campanha "Respeito. Não custa nada mas vale muito" é uma iniciativa do MPMG que acontece por meio do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos e de Apoio Comunitário (CAO-DH). Seu objetivo é funcionar como plataforma para a realização de ações de formação e sensibilização relacionadas à promoção dos direitos humanos e ao enfrentamento à discriminação de gênero, raça, orientação sexual, cor, etnia, religião ou origem.


 

Por meio das ações que estão sendo desenvolvidas, pretende-se:

- Compartilhar iniciativas bem-sucedidas de defesa e afirmação do direito à igualdade material;

- Distribuir e publicar material informativo na mídia em geral e em redes sociais; e

- Fomentar iniciativas de formação que contribuam para a superação das práticas discriminatórias.


 

CRJ

 

O Centro de Referência da Juventude de BH – CRJ é o primeiro equipamento público direcionado especificamente para juventude. Criado com o objetivo de promover atividades de cultura, lazer, esporte, educação, formação profissional, empreendedorismo, dentre outras, o espaço é voltado para o público de 15 a 29 anos.  Além disso, o centro produz e divulga informações de interesse dos jovens; ampliando a formação, o conhecimento, as oportunidades e as habilidades que possam auxiliar na inserção social e profissional dos jovens.

 

Em funcionamento desde 2016 o CRJ conta com instalações arejadas e bem iluminadas que abrigam duas galerias de arte, três salas multiuso, uma sala de arte com piso amortecedor, estúdio acústico, arena com capacidade para 150 pessoas, auditório climatizado para 230 pessoas, além de cozinha e refeitório. O espaço abriga ainda a Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de BH, da Fundação Municipal de Cultura.