Pular para o conteúdo principal

Mulher pula corta na porta da Usina de Cultura, outras duas pessoas seguram e outras duas asssistem.
Foto: Melissa Reis

Centro Cultural Nordeste resgata brincadeiras e brinquedos da infância

29/06/2018 | 16:23 | atualizado em 05/07/2018 | 18:09
A Usina de Cultura - Centro Cultural Nordeste é um dos equipamentos culturais que a Prefeitura de Belo Horizonte disponibiliza à população em todas as regiões da cidade. Com uma programação bastante diversificada e gratuita, as atividades abrangem múltiplas linguagens e despertam cada vez mais a atenção e o interesse da comunidade. Além das artes, cultura e lazer, os centros culturais consolidaram-se ainda como importantes espaços de convivência e inserção social. 

No Centro Cultural Nordeste, as atrações encantam o público de diversas idades. Todas as pessoas que passam pelo lugar acabam atraídas por alguma das atividades ofertadas ou pelo espaço aconchegante. Com 2.700 metros quadrados, sendo 1.200 m² de área construída, o equipamento, que é gerenciado pela Fundação Municipal de Cultura, surgiu a partir do aproveitamento de um galpão construído pela Prefeitura em 1984.

Com uma programação diversificada, o Centro Cultural está sempre oferecendo novas opções para os frequentadores. Em maio deste ano foi iniciado o projeto Brinquedos e Brincadeiras, que reúne todas as terças-feiras, das 16h30 às 18h30, crianças, adolescentes e adultos para um momento descontraído com o brincante Léo Ladeira, coordenador da oficina. “A proposta é estimular a cultura da infância e a criatividade, resgatando brincadeiras e brinquedos vivenciados na infância pelos adultos de hoje”, enfatiza o coordenador. 
 
Durante os encontros, cujo acesso é livre – não há necessidade de inscrição -, as brincadeiras mais compartilhadas são o pular corda, peteca, elástico, amarelinha, brincadeira de roda, gangorra de corda, entre outras. A oficina também proporciona bons momentos para a produção de brinquedos, confeccionados com materiais recicláveis e sucatas. Entre os resultados da iniciativa, muitos sorrisos, espontaneidade, trabalho em equipe e interação entre o público participante.
  
Gabriela Silva, 12 anos, estuda em uma escola próxima ao Centro Cultural Nordeste e logo que termina a aula, na terça-feira, ela vai para o equipamento para participar da oficina Brinquedos e Brincadeiras. “Eu sempre venho com os meus colegas da escola, essa oficina é muito legal e divertida. São momentos muito proveitosos”, disse Gabriela.



Clube de Leitura

Outro projeto que mobiliza o público juvenil e adulto no Centro Cultural Nordeste é o Clube de Leitura, desenvolvido na Biblioteca do equipamento, um lugar aconchegante e bastante tranquilo. O projeto acontece quinzenalmente, sempre às quartas-feiras, a partir das 15h. 

A iniciativa visa despertar as pessoas para a importância da leitura e do debate em relação à obra e ao autor. O trabalho é coordenado pelo bibliotecário Diego Carlos da Silva. “A atividade é bastante prazerosa e busca a aproximação das pessoas aos livros. Propõe um bate-papo onde cada leitor expõe a sua opinião, experiência e sentimento extraídos da leitura de determinada obra”, enfatiza Diego.

A Biblioteca reúne um acervo que integra obras da literatura brasileira e estrangeira, das linguagens artísticas e de outras áreas do conhecimento. Disponibiliza ainda aos usuários revistas em quadrinhos, CDs e DVDs. Os interessados na leitura das obras também têm o acervo disponível por meio de empréstimo, após o cadastramento. 



Opções variadas 

Além desses projetos, opções variadas são disponibilizadas no Centro Cultural Nordeste. Na programação, aulas de dança valorizam ritmos variados; a Hora do Conto reúne pais e filhos; o Clube de Leitura proporciona o conhecimento e o debate; o Sarau apresenta novos poetas e músicos; o Lian Gong auxilia na prevenção de dores crônicas; as oficinas e exposições impulsionam o saber e o aprender. O Centro Cultural Nordeste ainda oferece aos moradores da região práticas esportivas, como aulas de Capoeira e de MMA, além de disponibilizar uma Biblioteca com acervo variado, um Telecentro e uma Academia a Céu Aberto, entre outras inciativas e projetos.

“A arte e a cultura integram a vida de qualquer cidadão e a população precisa ter acesso às mais diversas formas de expressão da arte e do conhecimento. O objetivo da Prefeitura é ampliar cada vez mais essa aproximação da população aos equipamentos culturais, oferecendo condições para que todos possam se beneficiar da cadeia produtiva da cultura, agregando valores, vivências e a troca de experiências”, disse o gerente da Usina de Cultura - Centro Cultural Nordeste, Randolpho Silva.
  


Funcionamento

A Usina de Cultura – Centro Cultural Nordeste fica na rua Dom Cabral, 765, bairro Ipiranga. O funcionamento é de segunda a sábado, sendo segunda e quarta das 7h30 às 22h; terça, quinta e sexta, das 7h30 às 18h; e no sábado, das 9h às 12h.  Os telefones de contato são 3246-0334 e 3277-6052. A programação completa das atividades pode ser conferida no site BH faz Cultura
 
 

Usina de Cultura - Centro Cultural Nordeste