Pular para o conteúdo principal

Cerca de vinte crianças sentadas no chão enquanto três adultos contam e interpretam histórias em uma biblioteca.
Foto: Samuel Medina/PBH

Biblioteca Pública Infantil e Juvenil oferece atividades literárias

03/08/2018 | 16:23 | atualizado em 16/04/2019 | 16:15
A Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte (BPIJBH) integra a rede de 21 bibliotecas públicas da Fundação Municipal de Cultura e, desde 2016, funciona no Centro de Referência da Juventude, na Praça da Estação. 

Além do empréstimo de livros, gibis, revistas e jornais, a biblioteca oferece à população atividades de leitura e narração de histórias da literatura e da tradição oral. Todas as sextas-feiras, o projeto Era uma Vez promove debates sobre questões relacionadas ao papel dos contadores de história e como estes se organizam política, profissional e artisticamente. Também são realizados ensaios, discussões e apresentações de narração artística para a população.

A atividade é um encontro para formação e troca de experiências sobre narração artística. Com propostas ousadas, como a organização de concursos e a promoção de debates sobre políticas de incentivo à leitura, atualmente, o projeto se norteia pela delimitação de ações chave. Essas ações são direcionadas para o funcionamento de um espaço público de convivência e de discussão que acolha contadoras e contadores de histórias, servindo, também, para a iniciação, formação e aperfeiçoamento de pessoas interessadas nessa atividade, além de organizar apresentações de narração, tanto na própria biblioteca como em outros lugares da cidade.

Os encontros semanais acontecem há mais de 20 anos e, segundo o bibliotecário Rodrigo Teixeira, é difícil dizer com precisão quantas edições já foram realizadas. “Com certeza, já fizemos mais de 800 reuniões”, ele relata. 

Sobre as especificidades do público, tanto no longo período em que esteve localizada no bairro Santo Antônio, quanto agora, na Praça da Estação, a BPIJBH recebe a participação de vários cidadãos, inclusive da região metropolitana. “Não existe uma noção de ‘comunidade’ ao se falar de leitores e frequentadores da biblioteca por se tratar de um equipamento cultural central”, comenta Rodrigo. Já em relação à faixa etária dos participantes, os idosos se destacam, pois os frequentadores mais assíduos possuem mais de 60 anos de idade.
 

Entusiastas da contação de histórias

Juliana de Castro Anselmo, 61 anos, moradora do bairro Carmo Sion, participa do “Era Uma Vez” há 10 anos, desde que se aposentou. “Eu trabalhava como engenheira civil e, após me aposentar, procurei uma atividade para continuar sendo produtiva. Fui apresentada à contação de histórias e foi amor à primeira vista”, conta. A aposentada só tem elogios aos cursos e atividades e recomenda a experiência a todos. “Aprender é importante, mas a experiência prática desenvolvida pelo projeto é o que faz toda diferença”, afirma.

Érica Lima, coordenadora da BPIJBH, destaca a importância do Era Uma Vez para a formação leitora e cidadã dos sujeitos. "Falar sobre o Era Uma Vez é também falar sobre as atividades continuadas de formação que a biblioteca oferece aos que se interessam ou trabalham com a leitura compartilhada e a narração de histórias, que são a Roda de Leitura e o Encontro de Contadores de Histórias", explica.
 
A coordenadora ressalta que tais atividades proporcionam recursos para os participantes ampliarem seu repertório de histórias e livros, desenvolverem a atenção aos aspectos vocais e cênicos da leitura e da narração, refletirem e praticarem a mediação de leitura, bem como trocar ideias e experiências. "O Era Uma Vez é um momento essencial de encontro entre quem participa dessas atividades e o público da BPIJBH, que são crianças, seus familiares, professores e outros narradores de histórias”, finaliza.

Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte - Centro de Referência da Juventude: Praça da Estação, s/nº
Telefones: 3277-8658 / 3277-8769 || E-mail: bpij.fmc@pbh.gov.br 
Funcionamento: de terça a sexta, das 10h às 18h e sábados, das 10h às 14h.

Funcionamento interno (fechado ao público):
segunda feira, de 10h às 19h
terça a sexta feira, de 18h às 19h

 

Para eventos, horários diferenciados combinados previamente.