Pular para o conteúdo principal

Cerca de treze jovens, sentados e em círculo, assistem a aula de instrutora que está de pé, em uma sala, durante o dia.
Foto: Sidney Procópio/PBH

BH em Pauta: PBH realiza capacitação profissional de jovens

18/10/2017 | 15:54 | atualizado em 07/11/2017 | 12:15
“Estou aqui para procurar uma qualificação. Acredito que este curso será de grande valia para o meu futuro e vai me ajudar a criar um diferencial”, afirma a adolescente Kemily Amanda, de 16 anos, ao aderir a um programa de capacitação profissional oferecido pela Prefeitura de Belo Horizonte.

Neste mês, por meio do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Vila Senhor dos Passos, na região Noroeste de Belo Horizonte, a Prefeitura iniciou uma série de cursos e oficinas voltados para jovens moradores de áreas de vulnerabilidade social, com idade entre 14 e 19 anos. O objetivo é capacitá-los profissionalmente e incentivar a geração de renda.

Durante os cursos, os participantes são estimulados a desenvolver um projeto de vida e a se preparar para o mercado de trabalho formal, através de um emprego assalariado, e informal, por meio de empreendedorismo e economia solidária. As oficinas de formação para o trabalho buscam proporcionar o repasse de habilidades básicas que contribuem para a inclusão social e possibilitam que o público busque o mundo do trabalho em condições de permanecer neste, tendo também conhecimento sobre os direitos e como exercê-los.

O primeiro encontro no CRAS Vila Senhor dos Passos foi realizado no dia 9 de outubro. Houve uma roda de conversa com diversos temas abordados, tais como regras de conduta e convivência, projetos de cidadania, sonhos, habilidades, como elaborar currículo e simulações de entrevista de emprego – posteriormente, todos esses pontos serão aprofundados.

Kemily Amanda foi levada pela mãe, Roberta de Oliveira. Elas participaram juntas do encontro e gostaram do que começaram a aprender. “Trouxe minha filha para que ela consiga desenvolver maior senso de responsabilidade, disciplina e compromisso. Apesar de já ter participado de outros cursos, este é muito importante para que ela consiga um emprego”, afirma Roberta. “Após concluir, espero conseguir um emprego na área de gestão administrativa, que é a que mais me identifico”, completa Kemily, empolgada com o aprendizado.


Inscrições

As ações promovidas por este projeto incluem criação de estratégias e medidas para enfrentamento a pobreza, gerando maior independência aos inscritos, encaminhamentos para oportunidades e acompanhamento do usuário no contato com o mundo do trabalho, além do acesso a outros programas de assistência social, como saúde e educação.
 
“Desenvolvemos este projeto em vários equipamentos da PBH e temos resultados muito positivos. No caso dos adolescentes, as oficinas podem se estender com visitas de campo ou em conexão com o Projeto Jovem Aprendiz. Aqui proporcionamos o momento para que dúvidas sejam tiradas, timidez seja perdida e para que consigam descobrir novas esperanças para o futuro”, explica a técnica social e instrutora das oficinas Inácia Canhestro.

Serão realizados outros oito encontros durante outubro e novembro, em grupos de 15 a 25 pessoas. Para se inscrever, o interessado deve procurar pessoalmente o CRAS Vila Senhor dos Passos, (rua Evaristo da Veiga, 239, Lagoinha. Telefone 3277-6119).



Perfil


A Prefeitura desenvolve esses cursos e oficinas por meio do Programa Nacional de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho, que busca integrar ao universo profissional as famílias usuárias de políticas de assistência social, com foco em um acompanhamento para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Uma das principais ações do programa ocorre por meio da oferta de cursos de qualificação profissional para o público em situação de vulnerabilidade social. Essa aproximação favorece o acompanhamento, monitoramento do público e a articulação com outras políticas, visando à superação de fragilidades.

O público do programa inclui pessoas com deficiência; pessoas inscritas no CadÚnico; adolescentes e jovens no sistema socioeducativo e egressos; moradores em territórios de risco, em decorrência do trafico de drogas; população em situação de rua; egressos do sistema penal; beneficiários do Bolsa Família; mulheres vítimas de violência, entre outros.
 
 

18/10/2017. Cursos de capacitação profissional para jovens da Vila Senhor dos passos. Fotos: Sidney Procopio/PBH