Pular para o conteúdo principal

BH em Pauta: Mães de leite

01/08/2017 | 15:31 | atualizado em 18/01/2018 | 11:09
“É um ato de carinho, um momento único que só a mãe pode ter com o bebê”. Erinac Conceição Pereira, mãe de segunda viagem, define assim a sensação de amamentar Davi Luca, de apenas um mês. Mesmo após a experiência com a primogênita Miriã, 4, Erinac continua frequentando o Centro de Saúde Novo Aarão Reis, na região Norte de Belo Horizonte, para receber orientações sobre a alimentação de Davi.
 
No período de amamentar o bebê, a mãe transmite, além de saúde, amor, carinho e proteção. No leite materno é possível encontrar nutrientes que funcionam como vacina contra inúmeras doenças e que são necessários ao crescimento de um bebê saudável, com defesas contra infecções.
 
As mães que chegam ao posto de saúde para o pré-natal são acompanhadas por Mariléia da Silva Peres, técnica de enfermagem que as orienta e explica os procedimentos da amamentação correta e sem dor. Logo após o nascimento da criança, as mães podem optar por receber visitas em casa ou podem ir ao posto e usufruir do espaço Mamãe Bebê.
 
O espaço oferecido pelo centro de saúde é um local destinado às novas mães que precisam de alguma ajuda e contribui para a segurança e conforto na hora de amamentar. Léda Mendes, médica de família e autora do projeto, está ajudando mães e filhos desde 2010 e reafirma a importância desse lugar: “A gente tentou fazer esse projeto para qualificar os profissionais e sensibilizá-los para importância da abordagem mais próxima possível do local de moradia dessa usuária. Por isso criamos esse espaço.”
 
Além de receber auxílio sobre a amamentação, Erinac está entre as 187 mães cadastradas como doadora de leite no Centro de Saúde Novo Aarão Reis. Desde o início do ano, ela já arrecadou 25 litros de leite materno que foram encaminhados ao Posto de Coleta Mama Bebê, localizado na Unidade de Referência Secundária Saudade.
 
O leite pode ser doado tanto no espaço Mamãe Bebê quanto na própria casa. Cada mãe busca no Centro de Saúde um kit de higiene com o pote coletor e armazena no congelador para que, uma vez por semana, o leite seja recolhido por funcionários do posto.
 
Walquiria Aparecida Carmo Silva é mãe de cinco filhos e apenas com o nascimento do último filho, hoje com três meses, ficou sabendo sobre a doação de leite e também se ofereceu para ajudar outras crianças. A coleta é realizada na própria casa dela. Walquiria costuma doar dois potes por semana, o que equivale a aproximadamente 400 mililitros. “Se a gente pode ajudar alguém, é importante, faz bem para as crianças, mas faz bem pra gente também”, afirma a dona de casa.
 

 

01/08/2017. Mães de leite. Fotos: Adão de Souza/PBH


Últimas Notícias

Obras sendo feitas nos córregos Olaria e Jatobá, na região do Barreiro Prefeitura inicia mais obras contra enchentes nos córregos Olaria e Jatobá

Serão investidos aproximadamente R$ 18 milhões neste empreendimento, com previsão de término no segundo semestre de 2021.

 

09/07/2020 | 16:48
Informações da Prefeitura sobre o Covid-19 Cidadão pode recorrer contra notificações da Fiscalização de forma digital

O procedimento virtual será adotado enquanto durarem as medidas temporárias de prevenção ao contágio e de enfrentamento ao Covid-19

09/07/2020 | 16:33