Pular para o conteúdo principal

Arte feita pela Prefeitura
Foto: Arte/PBH

Avanço da vacinação em BH reduz média de idade de internados de 60 anos para 49

criado em 13/07/2021 - atualizado em 13/07/2021 | 17:22

A vacinação contra a Covid-19 em Belo Horizonte já trouxe um importante resultado: a média de idade de pacientes internados pela doença nos hospitais do município passou de 60 anos, antes do início da vacinação, para 49 anos, conforme dados da Central de Internação e do Sistema de Informação do Plano Nacional de Imunização. Este resultado demonstra a eficácia e a importância da vacinação para controlar a circulação do vírus no município. 

 

Belo Horizonte já vacinou 53,04% do público-alvo com a primeira e dose única e cerca de 19,40% com a segunda ou dose única. Dentre a população acima de 60 anos, já são mais de 465 mil vacinados com a primeira dose e mais de 338 mil com a segunda. Nesta semana, os idosos de 62 a 60 anos começarão a receber a segunda dose e pessoas de 42 e 41 anos também serão vacinadas. 

 

“Além dos dados epidemiológicos da doença, que nas últimas semanas vêm apresentando tendência de queda, já identificamos esta redução importante na média de idade dos pacientes internados pela doença. Podemos atribuir estes resultados à vacinação”, explica o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto. 

 

Importante destacar que 40% das vacinas aplicadas na cidade foram da AstraZeneca e 48% foram da CoronaVac. Representando 88% das aplicações de doses em Belo Horizonte, essas duas vacinas foram as responsáveis pelos resultados, o que comprova a eficácia e a necessidade de continuar o processo de vacinação, independentemente do imunizante administrado. 

 

A Prefeitura reforça que quem já foi convocado para receber a primeira ou a segunda dose, deve procurar um local para se imunizar. “A vacina salva vidas. Não é hora de escolher por uma vacina. A Prefeitura tem empreendido todos os esforços para garantir uma vacinação segura e ágil. Se chegou a sua idade, procure um local para se vacinar. Se chegou a hora da segunda dose, não deixe de completar seu esquema vacinal”, completa Jackson.