Pular para o conteúdo principal

 Atleta do Superar é prata no Campeonato Brasileiro Feminino de Bocha Paralímpica
Foto: Divulgação

Atleta do Superar é prata no Campeonato Brasileiro Feminino de Bocha Paralímpica

criado em 16/11/2021 - atualizado em 16/11/2021 | 15:25

Amanda Alether, aluna do Superar, programa da Prefeitura de Belo Horizonte de promoção de ações esportivas e de lazer para pessoas com deficiência, conquistou a medalha de prata no Campeonato Brasileiro Feminino de Bocha Paralímpica. O evento realizado em Blumenau (SC), no último final de semana, é pioneiro na modalidade feminina em nível nacional e internacional.

A delegação do Superar foi integrada pelas  atletas  Amanda Alether, Fernanda Machado e Lupercia Borges, além do coordenador da modalidade, Reginaldo Silva, e dos professores Leidson Junior Reis e Diogo Valadares Godoy. A participação da equipe teve o apoio da Associação de Paradesportos e Esportes de Belo Horizonte. 

A bocha paralímpica é uma modalidade inclusiva que possibilita a participação de atletas com comprometimento nos quatros membros. Atualmente, o esporte é praticado em mais de 50 países e pode ser jogado individualmente, em duplas ou em equipes. 

As aulas de bocha paralímpica são realizadas às terças e quintas, nos turnos da manhã e da tarde. Os requisitos para ingresso ao programa são idade superior a seis anos, laudo comprobatório da deficiência e disponibilidade de vagas.   

Superar 

As atividades presenciais do programa estão sendo retomadas de forma gradual e segura devido às medidas de controle da pandemia. No último dia 3, as aulas voltaram a ser realizadas nos núcleos do Centro de Referência da Pessoa com Deficiência (CREPPD) e UFMG para 300 alunos. 

Nos dois núcleos reabertos, do total de oito, são realizadas as modalidades de atletismo, basquetebol, bocha regular, bocha paralímpica, dança, futsal, goalball, judô, natação, rúgbi em cadeira de rodas, tênis de mesa, voleibol sentado, patinação, percussão e ginástica funcional.