Pular para o conteúdo principal

Alunos da rede municipal recebem prêmio sobre combate ao trabalho infantil
Foto: Rodrigo Clemente/PBH

Alunos da rede municipal recebem prêmio sobre combate ao trabalho infantil

criado em 28/09/2022 - atualizado em 28/09/2022 | 17:04

Alunos e escolas da rede municipal de ensino receberam nesta quarta-feira (28) o Prêmio Ministério Público do Trabalho na Escola 2022. A premiação foi realizada durante o seminário Educação no Combate ao Trabalho Infantil, promovido pela Secretaria Municipal de Educação.  Os estudantes foram agraciados nas categorias: conto, desenho, música e poesia.  

O Prêmio é uma das estratégias do “Projeto Resgate à Infância” para incentivar a participação dos alunos do 4º ao 7º ano nas ações de mobilização, conscientização e prevenção do trabalho infantil e proteção do adolescente trabalhador. Além disso, reconhecer e divulgar os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais produzidos pelos alunos e a dedicação dos educadores envolvidos nas ações de prevenções à violação dos direitos. 

Estudante na Escola Municipal Rui da Costa Val, Gabriela Ferreira Duarte, de 11 anos, foi a vencedora municipal na categoria "conto”. Ela estuda na Escola Municipal Rui da Costa Val. “O meu conto se chama 'A realidade de Sofia’ e eu me inspirei em crianças que trabalham catando latinhas para vender e conseguir se alimentar. Muitas crianças têm que sair da escola para trabalhar e minha professora de língua portuguesa explica muito dessas coisas pra gente. Isso me ajudou muito com a escrita. E o que aprendemos é que lugar de criança é na escola". 

A SMED tem realizado ações intersetoriais visando à formação dos profissionais da educação para prevenir, notificar e proteger crianças e adolescentes das consequentes violações do trabalho infantil, além de incluir essa temática na abordagem curricular das escolas. 

"Já faz parte do nosso dia a dia, falar com os estudantes sobre o trabalho infantil, já que infelizmente muitos vivenciaram esse tipo de situação. Os professores sempre conversam sobre o assunto, passam filmes, histórias em quadrinhos para inspirar os alunos. Eles se sentem capazes e levam o assunto para dentro de casa e conversam com as famílias", comenta Euslália Pereira, coordenadora pedagógica geral da Escola Municipal Professora Maria Mazarello. 

O seminário ainda contou com apresentações da Orquestra infanto-juvenil do município de Belo Horizonte, projeto Cariúnas e palestras sobre o tema.