Pular para o conteúdo principal

Dois jovens mostram miniaturas de casas construídas, expostas em cima da mesa.
Foto: Divulgação PBH

Centro Pop Miguilim promove a cidadania de adolescentes em situação de rua

03/05/2019 | 17:31 | atualizado em 06/05/2019 | 13:44

Para acolher crianças e adolescentes em situação de rua, construir o processo de saída das ruas e promover o convívio familiar e comunitário, o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua – Centro Pop Miguilim, que fica na região Leste de Belo Horizonte, desenvolve ações baseadas no diálogo com os usuários e na proposição de atividades que estimulem o protagonismo e a autonomia para o enfrentamento das vulnerabilidades e do risco social e pessoal. O acesso pode ser espontâneo, por encaminhamentos da rede de proteção social, por busca ativa e abordagem social ou por meio de mobilização social.

 

De acordo com o coordenador Cássio Leite, as crianças e adolescentes são atendidos por profissionais que, por meio de escuta cuidadosa e da história de vida de cada um, planejam acompanhamentos individuais e a inserção nas atividades coletivas do centro de referência. “Cada pessoa que chega tem sua história, suas lutas e limitações, entender o contexto familiar e social do usuário é fundamental para que o Centro Pop possa, de fato, atender às suas necessidades", explica.

 

O Centro Pop Miguilim se dedica também a articular outros serviços da rede socioassistencial e das demais políticas setoriais, facilitando o acesso de seus usuários e o entendimento da política pública como direito. “O Centro Pop trabalha na promoção e garantia dos direitos básicos, respeitando a condição peculiar dos atendidos como pessoas em desenvolvimento. Por exemplo, viabilizando o acesso a documentos de identidade, ao Bolsa Família e à Educação para Jovens e Adultos (EJA), o encaminhamento para a área da saúde e do trabalho, além da articulação com os órgãos de defesa de direitos da criança e do adolescente”, afirma Cássio.

 

O Miguilim, além de garantir alimentação e higienização, é também um espaço que oferta atividades de lazer e cultura aos adolescentes, como estratégia de convivência ou de novas vivências. "Essa foi a forma que encontramos de aproximar o adolescente do Serviço, respeitando suas identidades culturais e interesses", reforça.

 

Para Wellington Batista, de 18 anos, que frequenta o Miguilim há nove meses, o Centro Pop foi importante no processo de sua saída das ruas. “Fui para as ruas porque não tinha assistência da família. Hoje, felizmente, tudo é diferente, saí das ruas, estou trabalhando e retomei os estudos, graças aos encaminhamentos e acompanhamentos que eu consegui aqui”, relata.

 

De acordo com o secretário municipal adjunto e subsecretário de Assistência Social da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, José Crus, o Centro Pop Miguilim é uma conquista e uma importante retaguarda de proteção social e de defesa e garantia de direitos das crianças e adolescentes com trajetória de vida nas ruas. “Trata-se de um serviço essencial do Sistema Único de Assistência Social de Belo Horizonte (SUAS/BH) que, em articulação com a rede de proteção social da cidade, tem como desafio garantir o direito à convivência familiar de crianças e adolescentes”, assinala.

 

 

Oficinas

A arte e a cultura são aliadas imprescindíveis no processo socioeducativo de crianças e adolescentes, afirma o arte-educador do Miguilim, Camilo Gan, responsável pela programação de atividades socioeducativas. Atualmente o Miguilim está desenvolvendo oficinas de grafite, artesanato, dança urbana e musicalização, as quais têm despertado grande interesse por parte dos usuários. “Participar das oficinas também foi fundamental no meu processo de reinserção social, as atividades abrem a minha mente para o mundo e preenchem o meu pensamento”, relata Wellington.

 

As oficinas recebem uma média de 30 participantes e são ofertadas no turno da manhã e da tarde. “O objetivo é oportunizar o conhecimento e desenvolvimento intelectual e cultural, não só por meio das oficinas, mas também na promoção do acesso aos bens e espaços culturais da cidade", detalha Camilo.

 

 

Funcionamento

O Centro Pop Miguilim é um equipamento público do Sistema Único de Assistência Social de Belo Horizonte (SUAS-BH). Os serviços do Centro Pop  são realizados por meio de parceria da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, via Subsecretaria de Assistência Social, e a Agência Adventista para o Desenvolvimento e Recursos Assistenciais do Brasil (Adra).   Funciona das 8h às 17h, durante a semana e, nos fins de semana e feriados, das 8h às 14h. O Centro Pop fica na rua Varginha, 210, no bairro Floresta.

 

 

03/05/2019. Centro POP Miguilim. Fotos: Divulgação/PBH

Últimas Notícias

Rapaz conversa com mulher, ambos sentados, com um computador ao meio, em imagem desfocada. À frente, com foco, carteira de trabaho. ​​​​​​​Sine oferta 70 vagas de emprego para segunda-feira, dia 26/8  

São 49 vagas que exigem experiência, 15 para pessoas com deficiência e experiência e 6 para pessoas com deficiência sem experiência. 

23/08/2019 | 18:55
Criança pula corda na Savassi, pessoas transitam ao fundo. BH é da Gente oferece ioga, shows musicais e contação de histórias no dia 25/8

Com o intuito de diminuir o estresse do dia a dia, o grupo Yoga no Asfalto vai ministrar uma sessão no coração da Savassi, no domingo. 

23/08/2019 | 00:10