Pular para o conteúdo principal

Funcionários da Superintendência de Desenvolvimento da Capital trabalham sobre nova alça do Viaduto da Lagoinha, cuja metade está concretada
Foto: Sudecap/PBH

Obras do Complexo da Lagoinha a todo vapor

17/07/2017 | 17:19 | atualizado em 20/07/2017 | 12:20

Após a inserção das maiores vigas já utilizadas na construção de viadutos da Prefeitura de Belo Horizonte, a obra viária do Complexo da Lagoinha, executada pela Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), intensifica o ritmo dos trabalhos. Com 54 metros de comprimento, as peças foram as maiores fabricadas pela Usiminas de Ipatinga e fazem parte do quarto lote fabricado para a duplicação do viaduto Leste do Complexo da Lagoinha, que inclui a ligação dos corredores de ônibus das avenidas Cristiano Machado e Antônio Carlos ao hipercentro da cidade.
 

No momento, estão sendo executadas a armação da laje e a concretagem do tabuleiro, pintura e torque nos parafusos, armação e concretagem das barreiras New Jersey (barreiras de concretos que separam as pistas) e a execução da armação da tampa de galeria. Já foram concluídas as contenções do encabeçamento, o início dos viadutos da Lagoinha com a Avenida Antônio Carlos, a colocação das estacas e blocos de fundação (infraestrutura), os pilares (mesoestrutura) e as vigas travessas (parte da superestrutura). Algumas árvores também foram transplantadas.
 

Essa nova obra de mobilidade urbana trará como benefício o aumento na velocidade de operação e a melhoria no fluxo de tráfego em ambos os sentidos. Para isso, está sendo construído um novo viaduto de ligação do corredor de ônibus da Avenida Cristiano Machado com o hipercentro e também o alargamento do viaduto no sentido do Complexo da Lagoinha ao Centro. As novas intervenções irão atender basicamente os acessos prioritários para o transporte coletivo ao hipercentro, envolvendo o Viaduto Leste, trechos das ruas Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro, com reflexos na operação do sistema MOVE Central, formado pelas avenidas Santos Dumont, Amazonas e Paraná e segmentos da Rua da Bahia.
 

A Sudecap iniciou os trabalhos em fevereiro de 2015 e a previsão de conclusão é no segundo semestre de 2017. O valor do financiamento é de R$ 61.418.124,87, com recursos do PAC Mobilidade.

 

Entenda a obra
 

Os viadutos do Complexo da Lagoinha se dividem em dois, o que irá gerar duas intervenções simultâneas. A Intervenção 1 ocorre no viaduto que começa no apoio ao lado do FCA (Ferrovia Centro Atlântica), próximo à Rua Diamantina, passa sobre o Boulevard Arrudas e desce na Avenida do Contorno, em frente ao Shopping Oiapoque, pouco antes da Rua São Paulo. Esse viaduto terá uma nova alça.
 

A Intervenção 2 ocorre no viaduto que se inicia na Av. Antônio Carlos, atravessa o Complexo da Lagoinha, passa sobre a linha do metrô, continua paralelamente ao Viaduto Leste já existente e desce até a Rua Rio de Janeiro. Essa intervenção trata-se do alargamento do Viaduto Leste já existente.
 

Funcionários da Superintendência de Desenvolvimento da Capital trabalham sobre nova alça do Viaduto da Lagoinha.
Funcionários da Superintendência de Desenvolvimento da Capital trabalham sobre nova alça do Viaduto da Lagoinha.

Últimas Notícias

BH em Pauta: Consultas com leitura

Centro de Saúde Vera Cruz, na região Leste, cria biblioteca para aproximar as pessoas da literatura e da arte.

20/09/2017 | 17:38

Banda com estilo dançante agita o Teatro Raul Belém Machado

O Teatro Raul Belém Machado recebe, no próximo sábado, dia 23, às 20h, o show da banda mineira Conecto, com músicas autorais dançantes.

20/09/2017 | 15:25