Pular para o conteúdo principal

Palestrante Yara Tupinambá em pé e, logo atrás, uma imagem projetada de sua palestra.
Foto: Carlos Alberto Carli/PBH

Movimenta PBH promove palestra da artista Yara Tupynambá

01/12/2017 | 15:54 | atualizado em 01/12/2017 | 20:23

O programa de valorização do servidor Movimenta PBH promoveu na quarta-feira, 29, as palestras “História da Arte Brasileira, do primitivo à contemporaneidade”, com a artista plástica Yara Tupynambá; e “Patrimônio cultural e artístico de Belo Horizonte – Mecanismos de preservação da memória artística e cultural na atualidade”, com a produtora cultural Clarice Fonseca. As palestras aconteceram na sede da PBH, no Auditório JK.


A palestra de Yara Tupynambá detalhou a história das artes na linha temporal dos maiores períodos artísticos e as principais obras-primas. “A arte tem uma função social e, nesse sentido, ela serve à política e a outros interesses. Ao longo do tempo, teve o papel de servir a impérios, religiões, retratar o cotidiano,  dentre outros temas,  até chegar na estética. O povo brasileiro ainda não se percebeu como tal e é preciso que a arte nos ajude a nos conhecer melhor como sociedade”, disse Yara.


Márcia Araújo trabalha no Centro Cultural Liberalino Alves de Oliveira e ficou encantada com a palestra de Tupynambá. “A gente sempre aprende com a fala dela. Acho muito importante esta capacitação. Quanto mais aprendemos sobre a história da arte, mais nos tornamos melhores profissionais. O aprendizado enriquece nosso trabalho com a comunidade”.


A palestra de Clarice Fonseca destacou a importância da realização de trabalhos que visem o resgate da memória da capital. “Os projetos de pesquisa são fundamentais para a salvaguarda do nosso patrimônio cultural e não há como pensar em pesquisa sem lembrar dos acervos e documentos. Há postais com desenhos de grandes artistas, por exemplo. Temos que preservar estes documentos para as novas gerações. Só temos cultura quando a memória coletiva é preservada”.


Luís Fernando faz estágio no Arquivo Público e achou muito interessante o evento promovido pelo Movimenta PBH. “Muito legal a iniciativa das palestras.  Faço Licenciatura em História e sei do valor de se preservar os documentos. Isso passa por uma cultura de educação patrimonial. Temos que criar noções de patrimônio cultural dentro de nossas escolas. A palestra da Yara veio num momento importante do nosso país , no qual se discute o que é arte e o porquê de certas exposições”, destacou o estudante.

Últimas Notícias

Cadastro de ambulantes para Carnaval 2018 termina dia 15/12

Dia 15 de dezembro é data final para o cadastro de ambulantes que pretendem trabalhar no Carnaval de Belo Horizonte 2018.

14/12/2017 | 15:50

Nasce filhote de hipopótamo no Jardim Zoológico de BH

Um filhote de hipopótamo africano nasceu dia 6/12 na Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica e está sob os cuidados da mãe.

14/12/2017 | 15:30