Pular para o conteúdo principal

Fachada do Centro Cultural Nordeste durante o dia.
Foto: Divulgação PBH

Centros Culturais recebem espetáculos e oficina de dança contemporânea

13/05/2019 | 19:57 | atualizado em 14/05/2019 | 09:23

A Fundação Municipal de Cultura recebe, de 15 de maio a 29 de setembro, nos centros culturais Alto Vera Cruz (15 a 18/5), Nordeste - Usina de Cultura (14/6 e 17/8), Vila Marçola (21 a 23/8) e Bairro das Indústrias (20 e 21/9), apresentações e oficina de dança do projeto “Circulação Olhos Meus”, da Cia. Ananda. O projeto tem como objetivo proporcionar ao público uma nova forma de vivenciar dança, com os olhos vendados. A atividade tem entrada gratuita e está sujeita à lotação dos espaços. As inscrições podem ser feitas presencialmente, por e-mail ou por telefone diretamente nos centros culturais.

 

Dirigida pela artista e professora Anamaria Fernandes, a Cia. de Dança Ananda circula com o espetáculo adulto “Olhos Meus”, o infantil “Lágrimas da Floresta” e a oficina “Olhando sem Olhos” por centros culturais de Belo Horizonte, proporcionando experiências de dança que não se baseiam no sentido da visão. A partir da pergunta “o que resta do movimento dançante se retirarmos a sua visibilidade?”, a proposta é apresentar uma arte não para ser vista, mas sim sentida e, portanto, produzir sentidos sem o uso dos olhos, com as pessoas vendadas. O projeto teve início no mês de abril, no Centro Cultural Salgado Filho, e segue até o mês de setembro nos outros centros.

 

A peça “Olhos Meus” é uma obra coreográfica que busca proporcionar novas vivências sensoriais e estéticas não somente para o público, mas também para os dançarinos.  São 18 pessoas por sessão e cada uma é acompanhada por um dançarino.

 

“Lágrimas da Floresta”, pensado para o público infantil, é inspirado em contos indígenas e trata da questão da importância da proteção da natureza de maneira poética e sensível. É também uma obra coreográfica, teatral e musical na qual os espectadores não fazem uso de seus olhos. Vendado, o público é convidado a participar de uma missão importante: salvar uma floresta protegida por um pássaro guardião que, ao ver as atrocidades feitas à sua mata, subiu as árvores e secou os rios. São 40 pessoas por sessão, sendo um dançarino para cada duas pessoas.

 

Já a oficina “Olhando sem Olhos” tem duração de três horas e trata do compartilhamento do processo investigativo da criação dos espetáculos. Será ministrada pelos dançarinos da Cia Ananda e as inscrições são por ordem de chegada. O projeto é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

 

 

Cia. Ananda

É uma companhia de dança contemporânea, franco-brasileira, fundada em 2017 pela dançarina e coreógrafa Anamaria Fernandes e mais 20 artistas. Dá atenção especial aos públicos que enfrentam dificuldades de acesso a direitos sociais e culturais fundamentais. Através de seu trabalho de criação e oficinas, a companhia fundou sua pesquisa e ações em torno da noção do encontro, da diferença, do compartilhamento e da acessibilidade.

 

 

PROGRAMAÇÃO

Centro Cultural Alto Vera Cruz – Maio

Rua Padre Júlio Maria, 1577, Alto Vera Cruz – (31) 3277-5612 – ccavc.fmc@pbh.gov.br

 

• Dia 15/05, quarta, às 20h

Oficina: “Olhando sem Olhos” – Vagas: 20 (inscrições por ordem de chegada)

Público: a partir dos 18 anos

 

• Dia 17/05, sexta, às 9h30

Espetáculo: “Lágrimas da Floresta” – Lotação: 40 pessoas

Classificação: 7 anos

 

• Dia 18/05, sábado, às 15h e às 17h

Espetáculo: “Olhos Meus” – Lotação: 18 pessoas

Classificação: 16 anos

 

 

Centro Cultural Nordeste – Usina de Cultura – Junho e Agosto

Rua Dom Cabral, 765 – Ipiranga – (31) 3277-0334 – ccuc.fmc@pbh.gov.br

 

• Dia 14/06, sexta

Às 15h

Espetáculo: “Lágrimas da Floresta” – Lotação: 40 pessoas

Classificação: 7 anos

 

Às 18h

Oficina: “Olhando sem olhos” – Vagas: 20 (inscrições por ordem de chegada)

Público: a partir dos 18 anos

 

• Dia 17/08, sábado, às 19h e às 21h

Espetáculo: “Olhos Meus” – Lotação: 18 pessoas - Classificação: 16 anos

 

 

Centro Cultural Vila Marçola – Agosto

Rua Mangabeira da Serra, 320, Aglomerado da Serra – (31) 3277-5250 – ccvm.fmc@pbh.gov.br

 

Dia 21/08, quarta, às 10h

Espetáculo: “Lágrimas da Floresta” – Lotação: 40 pessoas

Classificação: 7 anos

 

Dia 22/08, quinta, às 16h e às 19h

Espetáculo: “Olhos Meus” – Lotação: 18 pessoas

Classificação: 16 anos

 

Dia 23/08, sexta, às 15h

Oficina: “Olhando sem olhos” – Vagas: 20 (inscrições por ordem de chegada)

Público: a partir dos 18 anos

 

 

Centro Cultural Bairro das Indústrias – Setembro

Rua dos Industriários, 289, Bairro das Indústrias – (31) 3277-0339 – ccbdi.fmc@pbh.gov.br

 

Dia 20/09, sexta, às 15h30

Espetáculo: “Lágrimas da Floresta” – Lotação: 40 pessoas

Classificação: 7 anos

 

Dia 20/09, sexta, às 18h

Oficina: “Olhando sem olhos” – Vagas: 20 (inscrições por ordem de chegada)

Público: a partir dos 18 anos

 

Dia 21/09, sábado, às 17h e às 19h30

Espetáculo: “Olhos Meus” – Lotação: 18 pessoas

Classificação: 16 anos

 


Últimas Notícias

Equipe de Vôlei sem Limites, acompanhada de dois membros da equipe técnica, em quadra poliesportiva. Equipe de vôlei composta por pessoas com deficiência disputa Campeonato

Campeonato Brasileiro será disputado, em São Paulo, por equipe de vôlei composta por pessoas com deficiência, com apoio da Prefeitura. 

17/09/2019 | 20:22
Jovem pinta favela em módulos quadrados no chão. PBH contribui com formação de jovens de áreas vulneráveis

Educação, arte e cultura fazem parte da formação de jovens moradores de áreas vulneráveis, por meio do Projovem. 

17/09/2019 | 19:05