Pular para o conteúdo principal

Inclusão Digital

inclusão digital
criado em 30/01/2018 - atualizado em 02/12/2021 | 11:37

Uma cidade tecnológica é o espaço capaz de atender a todos com qualidade e acesso ao mundo digital, com sustentabilidade e bem-estar coletivo. 


A Prefeitura de Belo Horizonte aposta nas novas tecnologias e através da Prodabel, por meio do Programa BH Digital, tem contribuído para que as ações de inclusão digital no município cheguem a todos, em especial os mais excluídos.


Criado em 2005, o programa busca realizar parcerias, as quais têm colaborado na ampliação do número dos pontos de inclusão digital, que atendam diretamente a população.


Com a promoção de cursos de qualificação profissional em Tecnologia da Informação (TI), a Empresa tem proporcionado aos jovens e adultos  oportunidades que os habilitem em TI e encontrem novas oportunidades de inclusão produtiva.


Em 2005, a partir da criação da Diretoria de Inclusão Digital  na Prodabel ( DID-PB) , todas as ações de inclusão digital  do município passaram a ser integradas ao Programa BH Digital. O resultado é que, hoje, estão implantados 302 pontos de inclusão digital na cidade em bibliotecas públicas, centros culturais, centros assistenciais, associações comunitárias, ONGs e entidades religiosas.


Tudo isso resultou na criação do maior projeto de Inclusão Digital que se tem notícias no Brasil: o Programa de Inclusão Digital BH. Serão mais de 370 mil moradores de vilas, favelas e conjuntos habitacionais impactados com wi-fi gratuito, cursos de formação em TI e a doação de computadores recondicionados ou tablets para famílias que não possuem dispositivos com acesso à internet em casa. 

 

HOTSPOTS

 

Confira os locais públicos de acesso gratuito à Internet em Belo Horizonte.

LOCAIS PÚBLICOS DE ACESSO GRATUITO

 

TELECENTROS

 

São 302 espaços públicos e gratuitos de inclusão digital. Os telecentros possuem de 10 a 20 microcomputadores conectados à internet banda larga e oferecem cursos profissionalizantes de informática, oficinas especiais,  entre outros serviços.


A Prefeitura é responsável pela instalação e manutenção dos equipamentos e a comunidade por oferecer o espaço e pessoal para realizar o trabalho.


Os Pontos de Inclusão Digital são  implantados em órgãos públicos da Prefeitura, como bibliotecas, Núcleos de Apoio à Família (NAF´s), núcleos do programa BH Cidadania, no Centro de Cultura de Belo Horizonte e também em ONG´s, entre outros. Os telecentros, os cidadãos podem enviar e receber e-mails, pagar contas e impostos,  acessar os resultados e exames realizados nos laboratórios da PBH, fazer pesquisas, emitir segunda via de documentos, além de participar de cursos à distância e de informática.

TELECENTROS

 

CURSOS DE FORMAÇÃO

 

A Prefeitura de Belo Horizonte está com inscrições abertas para cursos on-line e gratuitos, voltados para temas como empreendedorismo digital, novas tecnologias, programação e ferramentas para home office – prática que tem se tornado cada vez mais comum em razão da pandemia da Covid-19. Durante as aulas virtuais os alunos recebem orientações, via chat, e-mail ou whatsapp, de professores da Diretoria de Inclusão Digital da Prodabel. 


Nos últimos anos a Prefeitura vem desenvolvendo ações e projetos tendo como foco a população das comunidades da periferia da cidade. E a inclusão digital se efetivou como um importante instrumento de qualificação profissional e inserção de jovens e adultos. Os cursos de  capacitação são gratuitos e oferecidos para toda a população da cidade, com foco especial na qualificação profissional e fomento ao empreendedorismo de moradores das áreas mais carentes. 


Para receber a certificação nos cursos, é necessário um aproveitamento mínimo de 60%.  


O cadastro e a inscrição são gratuitos e qualquer pessoa pode participar. 

QUERO ME INSCREVER


 

Confira os cursos que estão com inscrições abertas:


Empreendedorismo Digital - Uso das mídias sociais: Capacitar pessoas que possuem negócios, potencializando o uso das ferramentas digitais de comunicação e vendas, disponíveis na Internet; 


 
Oficina de Educação Ambiental - Foco em resíduos eletroeletrônicos:  Proporcionar ao aluno vivência prática, a fim de desenvolver uma consciência sobre a situação do destino correto desse tipo de lixo; 


 
Introdução às Novas Tecnologias: Voltado para o conhecimento do computador, internet, redes sociais, como trabalhar com e-mail; 


 
Ferramentas para Home Office I:  Criação de conta de e-mail, google drive, agenda on-line, videoconferência; 


 
Ferramentas para Home Office II - Aplicativos on-line: Objetivo de ampliar os conhecimentos e habilidades  em quatro aplicativos disponíveis no Google Drive, que facilitam a execução e armazenamento de conteúdos; 

 


Editor de Planilha Eletrônica I e II:  Proporcionam ao aluno o desenvolvimento de competências práticas para a utilização da planilha para realização de cálculos simples e complexos para organização de dados, informações, e também habilitação em funcionalidades avançadas; 


 
Programação WEB - Programando Sonhos Delas: O Projeto Programando Sonhos Delas tem como foco principal incentivar as mulheres a se capacitarem nas áreas de tecnologia. Curso específico para promover a capacitação de mulheres nas habilidades de desenvolvimento e manutenção de projetos para WEB.


 
Para mais informações sobre os cursos entre em contato pelos telefones 3277-6064 ou 3277-9237, pelo e-mail crc.bhdigital@pbh.gov.br ou compareça na Unidade Ipiranga da Prodabel, que fica na rua José Clemente Pereira, 440 – bairro Ipiranga.
 

 

PROGRAMA DE INCLUSÃO DIGITAL

 

O programa vai ampliar o acesso à internet em vilas, favelas e conjuntos habitacionais da capital e beneficiar mais de 370 mil moradores, priorizando a inclusão da população em idade economicamente ativa. Dentre esses, 45.510 alunos da rede municipal de ensino.


Wi-FI internet em vilas e  favelas


A implantação já começou e deve acontecer até o fim de 2022, com a expansão de 735 km de rede de fibra óptica, a instalação de 2.100 novos pontos de Wi-Fi gratuito em 218 vilas e favelas. 

 

Capacitação de Pessoas Cursos de Tecnologia


Serão implantados 9 Centros de Referência em Inclusão Digital, um em cada uma das regionais da cidade, além da oferta de 15.790 novas vagas em cursos de formação e capacitação. O cadastro e a inscrição são gratuitos e qualquer pessoa pode participar. A inscrição pode ser feita neste link.   
 
 
Doações de Computadores em Cursos de Tecnologia


O programa também prevê a doação de computadores ou dispositivos móveis para os domicílios que não possuam equipamentos de acesso à internet.  São computadores ou tablets que foram doados para a PBH e que estão sendo recondicionados pela equipe da Diretoria de Inclusão Digital. 

 

A Vila do Índio, localizada em Venda Nova, foi a primeira comunidade que recebeu o projeto, com instalação do wi-fi e a montagem de um telecentro. O investimento para a implantação do projeto é de R$ 44,6 milhões, com recursos da PBH, que acredita na formação de novos talentos para trabalhar no setor de Tecnologia da Informação. 


O objetivo da Prefeitura de Belo Horizonte é fazer da cidade o maior polo de mão de obra de TI do Brasil, proporcionando que a população carente tenha acesso a essas oportunidades e se qualifique para um mercado  de tecnologia que está em constante crescimento.

 

UNIDADE MÓVEL DE INCLUSÃO DIGITAL

 

Criada em maio de 2004, a Unidade Móvel de Inclusão Digital   é estruturada em uma carreta equipada com duas salas de aula,  cada uma com sete computadores conectados à internet e impressoras. A unidade está  instalada em uma carreta que circula nos bairros de Belo Horizonte, oferecendo cursos de informática e disponibilizando acesso à internet aos cidadãos.

 

CRC - CENTRO DE RECONDICIONAMENTO DE COMPUTADORES

 

Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil é um dos países emergentes que mais produzem lixo eletrônico. Para minimizar os impactos em relação ao tratamento e disposição final desses resíduos a Unidade Ipiranga da Prodabel, por meio do Centro de Recondicionamento de Computadores (CRC), recebe, recupera e dá um novo destino a computadores usados e descartados por órgãos públicos, empresas privadas e cidadãos.
 

Depois de recondicionados, os equipamentos são instalados nos telecentros ou doados para instituições filantrópicas. Somente em 2015, foram doadas 438 máquinas para 16 instituições da região Metropolitana de Belo Horizonte e de outros estados brasileiros, como Bahia e Rio de Janeiro.
 

Uma das entidades que recebeu a doação de 50 equipamentos em 2015 foi a APAE-BH. “É muito valiosa a preocupação da Prodabel com a inclusão digital de todos os cidadãos, inclusive os que possuem alguma deficiência, já que a informática é uma ferramenta importante para o desenvolvimento humano”, afirmou a presidente da APAE-BH, Judith Monteiro.
 

O CRC da Prodabel recebe doações de computadores, notebooks, impressoras, monitores LCD/LED e periféricos. Para doar, entre em contato pelos telefones 3277-8343ou  pelo e-mail crc.bhdigital@pbh.gov.br ou compareça na Unidade Ipiranga da Prodabel, que fica na rua José Clemente Pereira, 440 – bairro Ipiranga.

 

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS E INFRAESTRUTURA

 

No BH Digital, o acesso à internet é possibilitado a partir da implantação de links da Rede Óptica Municipal instalada na região central de Belo Horizonte. O programa é baseado nas tecnologias WiMax, WiMesh e WiFi, que viabilizam a cobertura do município, além da criação de Hotspots em praças, parques e outros locais públicos.
 

A plataforma utilizada no BH Digital é a de software livre - Libertas (distribuição GNU/Linux) - desenvolvida pela Prodabel. Em todos os postos de inclusão digital de Belo Horizonte, o cidadão tem acesso à internet e aos programas oferecidos pelo Libertas. A premissa está em sintonia com o Governo Eletrônico - Serviço de Atendimento ao Cidadão (GESAC), que incentiva o uso de softwares livres e possui toda a plataforma multisserviços para Inclusão Digital.