Pular para o conteúdo principal

Ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho; prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, e deputado Marcelo Ávila, sentados em mesa no salão nobre da PBH.
Foto: Rodrigo Clemente/PBH

Ministro garante recursos para a recuperação de danos em BH

22/03/2018 | 19:20 | atualizado em 11/12/2018 | 20:22

O ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, assegurou que o Governo Federal irá liberar, de forma prioritária, os recursos necessários para a recuperação dos danos causados pelas chuvas em Belo Horizonte. A garantia foi dada nesta quinta-feira, dia 22, após reunião com o prefeito Alexandre Kalil na sede da Prefeitura da capital mineira. O ministério já homologou, em publicação no Diário Oficial da União (DOU), a situação de emergência decretada no município de Belo Horizonte.

 

Na última quarta-feira, dia 20, foi publicado o decreto de situação de emergência e no mesmo dia o secretário municipal de Obras, Josué Valadão, se reuniu em Brasília com o ministro Hélder Barbalho para apresentar a situação de Belo Horizonte. “Recebi a recomendação do presidente Michel Temer que déssemos absoluta prioridade para a agenda de Belo Horizonte. Exatamente por reconhecer e compreender a urgência e a emergência do que está vivendo a cidade, tomamos a decisão de, sumariamente, publicar homologação nacional do decreto”, explicou o ministro.

 

O prefeito Alexandre Kalil agradeceu a visita do ministro em um momento tão difícil para a cidade e salientou a importância desse comprometimento do Governo Federal. “Vamos retornar Belo Horizonte ao mapa do Governo Federal. Essa cidade foi prejudicada e abandonada por muitos anos e agora volta ao contexto nacional com a importância de ser a capital do segundo Estado do país. Quero agradecer muito”, afirmou.

 

A necessidade do trabalho conjunto também foi destacada pelo ministro. “É muito importante estarmos reunidos, governos federal e municipal, para construirmos estratégias de enfrentamento aos desafios colocados a partir dos eventos climáticos que lamentavelmente têm ocorrido em Belo Horizonte”, ressaltou.

 

 

Liberação dos recursos

A Portaria 84, que homologa a situação de emergência, foi publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial da União e, a partir daí a Prefeitura tem duas semanas para apresentar ao Governo Federal a agenda de reconstrução das áreas atingidas pela chuva no Município. De acordo com Barbalho, assim que o plano de ação for encaminhado, o Ministério da Integração providenciará os procedimentos necessários para a liberação dos valores.

 

 

“No prazo de duas semanas, a Prefeitura estará apresentando ao Governo Federal a agenda de reconstrução das áreas atingidas no Município. Então conseguiremos ter efetivamente qual é o montante de recursos, as ações correspondentes e o prazo que obviamente é necessário que seja absolutamente urgente. A orientação do presidente é que estejamos respondendo de forma positiva e liberando recursos para que a Prefeitura possa executar obras em favor da cidade”, assegurou o ministro Hélder Barbalho.

 

Além do prefeito e do ministro, participaram da reunião o secretário municipal de Obras, Josué Valadão, o subsecretário de Proteção e Defesa Civil do Município, coronel Alexandre Lucas, o secretário substituto da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério de Integração Nacional, Élcio Alves Barbosa, os deputados federais Marcelo Aro, Mauro Lopes e Leonardo Quintão e o deputado estadual Iran Barbosa.

 

 

BR 356

Depois da entrevista coletiva, o ministro e o prefeito visitaram locais que sofreram prejuízos causados pelas chuvas em Belo Horizonte. A BR 356, que é de responsabilidade do Governo do Estado de Minas Gerais, foi um dos pontos visitados. “Como eu disse na campanha, repito aqui: qualquer problema dentro da nossa a cidade é um problema da Prefeitura de Belo Horizonte. No que é a parte da Prefeitura na questão da BR 356, nós já tomamos as providências necessárias e agora cabe ao Estado e à Federação resolverem definitivamente o problema”, afirmou o prefeito.

 

O ministro explicou que os recursos do Ministério da Integração Nacional serão destinados a demandas em locais de responsabilidade do Município que sejam resultantes das destruições causadas pela chuva. Ele salientou, no entanto, que questões relacionadas a outras áreas serão encaminhadas aos ministérios responsáveis para que sejam tomadas as providências necessárias, como o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT), no caso da BR 356, ou Ministério das Cidades, quando houver relação com demandas por unidades habitacionais, por exemplo.


Últimas Notícias

Equipe de Vôlei sem Limites, acompanhada de dois membros da equipe técnica, em quadra poliesportiva. Equipe de vôlei composta por pessoas com deficiência disputa Campeonato

Campeonato Brasileiro será disputado, em São Paulo, por equipe de vôlei composta por pessoas com deficiência, com apoio da Prefeitura. 

17/09/2019 | 20:22
Rapaz conversa com mulher, ambos sentados, com um computador ao meio, em imagem desfocada. À frente, com foco, carteira de trabaho. Sine Belo Horizonte oferece 53 vagas na quarta-feira, dia 18/9

Estarão disponíveis 34 vagas para pessoas com experiência e 18 pessoas com deficiência. 

17/09/2019 | 18:48