Pular para o conteúdo principal

Secretaria Municipal de Educação

Belo Horizonte é uma das maiores cidades do país e, como tal, conta com um amplo sistema educacional. A Rede Municipal de Educação (RME) atende, prioritariamente, conforme determina a Constituição Brasileira, alunos da Educação Infantil (0 a 5 anos) e do Fundamental (6 a 14), mas também fazem parte do público das escolas municipais estudantes da Educação de Jovens e Adultos. Os números demonstram a amplitude do trabalho na capital mineira, afinal são mais de 190 mil alunos em mais de 500 estabelecimentos ligados à Rede Municipal.

 

Na Educação Infantil, o atendimento para alunos de 4 a 5 anos é universalizado, contudo trabalha-se para estender ao máximo o atendimento para crianças de 0 a 3. A rede recebe cerca de 40 mil crianças em prédios próprios, sejam escolas que oferecem Educação Infantil ou Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis). Além disso, outras 23 mil crianças são atendidas hoje em creches conveniadas, que são instituições privadas, confessionais ou comunitárias de caráter filantrópico, sem fins lucrativos, credenciadas pela Secretaria Municipal de Educação (Smed) para receber alunos da Educação Infantil.

 

O Ensino Fundamental, por sua vez, conta com o maior número de alunos: 113 mil estudantes em quase 200 escolas. Diante de um número tão grande, o quadro de professores também é extenso. Atualmente, são mais de 22 mil educadores atuando na RME, considerando professores de ensino fundamental, professores de educação infantil, pedagogos, bibliotecários, auxiliares, entre outros.

 

A Educação de Jovens e Adultos é ofertada em 119 escolas municipais e em espaços não escolares como associações comunitárias, centros de convivência, centros culturais, instituições religiosas e empresas dentre outros, visando favorecer o acesso àqueles que desejam concluir seus estudos. Mais de 12 mil estudantes frequentam essa modalidade de ensino em mais de 420 turmas de EJA espalhadas por toda a cidade.

 

O perfil da Educação, em Belo Horizonte, demonstra não só o tamanho e as especificidades da Rede Municipal, como aponta para metas desafiadoras. Um dos compromissos da atual gestão da Smed é diminuir ao máximo o déficit de vagas na Educação Infantil e, para isso, além da inauguração de novos espaços e da ampliação da rede de creches conveniadas, outras estratégias estão em estudo para oferecer para à população uma rede capaz de absorver o máximo da demanda existente.

 

O trabalho da Smed, contudo, visa não somente garantir vaga aos estudantes, mas oferecer educação de qualidade para cada uma das crianças, dos adolescentes e dos adultos que frequentam as salas de aulas. Para tanto, as estratégias pedagógicas adotadas pelas escolas da Rede têm, hoje, foco na formação de leitores. Os professores, coordenadores pedagógicos e gestores das escolas são orientados a trabalhar atividades de leitura com os estudantes, seja nas aulas regulares, seja em projetos desenvolvidos pelas unidades. Um estudante com desenvoltura em leitura tem mais condições de absorver, satisfatoriamente, os conteúdos de outras disciplinas, além de garantir participação efetiva na sociedade em seu papel de cidadão.

 

Vale ressaltar, em último aspecto, que a Secretaria promove uma política de diálogo constante com todas as escolas, mas preza também pela autonomia das unidades. Embora o objetivo da Educação seja garantir um padrão de qualidade para toda a Rede, a Smed respeita as particularidades de cada instituição e incentiva que professores, gestores e servidores desenvolvam, no âmbito das escolas, atividades que reflitam a identidade de suas unidades e das respectivas comunidades escolares.