Pular para o conteúdo principal

APPIA: um olhar para a infância

criado em 07/07/2020 - atualizado em 26/10/2022 | 17:14

Appia: um olhar para a infância

 

 

 

Como tudo começou...

O Projeto APPIA: um olhar para a Infância surgiu em 2018 com o objetivo de articular e integrar a Educação Infantil e o Ensino Fundamental, em razão das possibilidades de convívio, em um mesmo espaço físico escolar, de crianças de 3 a 8 anos. 

 

Ele iniciou com a participação da Secretaria Municipal de Educação no Programa Avançado de Implementação de Políticas Públicas - PAIPP, e se constituiu a partir da realização de pesquisa-ação em escolas municipais com atendimento à Educação Infantil e anos iniciais no mesmo prédio. Um grupo de profissionais realizou estudos e planejamentos sobre a infância, sobre os processos de transição da criança e a organização da escola, objetivando integrar essas duas etapas da educação básica na perspectiva de um desenvolvimento contínuo, sem rupturas, ao longo da infância.

 

Foto appia a

 

Esse grupo realizou atividades no interior das escolas envolvendo profissionais, familiares e crianças, numa postura de escuta e disponibilidade para a construção e implementação de um “Plano de Trabalho Pedagógico Integrado”, que estivesse em consonância com o Projeto Político Pedagógico de cada escola, na perspectiva de realização de ações integradas que promovessem a continuidade.

 

As transições são inerentes à vida de todos nós, seja escolar, familiar ou social. Entretanto é necessário pensar as ações escolares com um olhar sensível e cuidadoso para que não se configurem rupturas abruptas para as crianças. Assim, a parceria entre família e escola é fundamental e fundante para o êxito da aprendizagem e do desenvolvimento das crianças. 

 

 Identidade do APPIA: 

 

A definição do nome:

 

O nome originou-se de uma das mais importantes estradas da Antiga Roma, a “Via Appia Antica'', que recebeu a alcunha em latim de Regina Viarum (Rainha das Estradas). Seu nome foi uma homenagem ao seu construtor, o magistrado romano Ápio Cláudio Cego.

A estrada foi construída para ligar todo o território da Roma Antiga. Sua engenharia inovadora, com construções de pontes interligando todo o Império Romano, proporcionou expansão e desenvolvimento ao longo de seu percurso.

 

A sugestão deste nome abraçou a proposta de integração entre a Educação infantil e os anos iniciais do Ensino Fundamental. O nome APPIA, além de ser composto pelas mesmas letras do programa PAIPP, traz em si a ideia de caminho, percurso ininterrupto, podendo ser ampliado para além da infância. 

 

A construção da imagem 

 

logo appia

O logotipo:

 

A equipe da Assessoria de Comunicação da Smed construiu a identidade visual do Projeto APPIA, buscando agregar ao nome uma perspectiva de contínuo. O degradê de cores, o crescimento e a continuidade do contorno da linha das crianças, a escolha da fonte e o destaque em amarelo da letra “i” demonstram que tudo foi pensado e construído com o objetivo de representar na logo a essência do projeto, a noção de “caminho ininterrupto''. 

 

Integrando as propostas: 

 

O comprometimento com uma educação justa e de qualidade social pressupõe práticas pedagógicas que respeitem o desenvolvimento integral, contínuo e progressivo das crianças. Isso exige o cuidado em se planejar e organizar o trabalho pedagógico coletivamente, pensando a criança como ser integral, competente e protagonista do processo de construção do conhecimento. Processo esse que é construído, ampliado e complexificado a partir das experiências vivenciadas pelas crianças e das mediações pedagógicas.

 

O projeto APPIA elaborado inicialmente para atender ao recorte etário de 3 a 8 anos se transformou em uma Política Educacional fundamentada nos princípios da continuidade e da integração dos sujeitos (crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos) e de seus processos de escolarização ao longo das etapas da Educação Básica.

 

Enquanto parte desta política e considerando o atendimento da infância desde o berçário, o APPIA: um olhar para a Infância passa a contemplar também crianças do recorte de 0 a 2 anos.

 

 foto appia 1

 

Configura-se como um programa que possui como projeto estratégico o “InterAção”. Esse projeto visa promover o trabalho pedagógico integrado com as crianças de 0 a 8 anos nas escolas e instituições parceiras, que atendem à infância da Rede Municipal de Educação. Tem como foco garantir o direito à infância e ao desenvolvimento integral com transições harmoniosas, articulando processos contínuos de desenvolvimento, de ensino-aprendizagens escolares na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, bem como as interações e relações entre os sujeitos. 

ALFALETRA

ícone pdf Projeto de Formação para docência em alfabetização e Letramento

 
ícone pdf Projeto Estratégico Interação
 

PLANO CURRICULAR

 

Documentos que norteiam a política da Rede

 

 Percursos Curriculares e Trilhas de Aprendizagens em Tempos de Pandemia  E-book: Percursos Curriculares e Trilhas de Aprendizagens em Tempos de Pandemia

 

Trata-se da apresentação dos eixos estruturadores de uma proposta pedagógica especialmente pensada para o atual contexto. O documento está estruturado em sete capítulos: O primeiro trata de uma importante provocação (a reinvenção da profissão docente e da escola), a qual a educação é chamada a responder de forma muito significativa. O segundo apresenta a construção do Mapa Socioeducacional como um instrumento estratégico para a construção dos conhecimentos sobre os sujeitos e as realidades de cada território, favorecendo a proposição de práticas pedagógicas focadas no direito às aprendizagens.

 

O terceiro propõe uma reflexão de suma relevância para a efetivação de toda prática pedagógica, especialmente, nestes novos tempos: a centralidade do(a) estudante no processo de ensino-aprendizagem no ensino híbrido. O quarto capítulo ressalta a importância de desenvolver uma educação acessível a crianças, adolescentes, jovens, adultos(as) e idosos(as), respeitando as  diversidades que os tornam sujeitos singulares no mundo. O quinto, o sexto e o sétimo capítulos contextualizam o processo de construção dos conhecimentos essenciais para cada etapa/nível de escolarização ofertado pela Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte: infâncias, adolescências, juventudes e vidas adulta e idosa.

 

Proposições Curriculares da Rede - Educação Infantil

 

ícone pdf Proposições Curriculares para Educação Infantil - Vol 1 - Fundamentos

 

ícone pdf Proposições Curriculares para Educação Infantil - Vol 2 - Eixos Estruturadores 

 

ícone pdf Avaliação na Educação Infantil: desafios da prática

 
ícone pdf POSSIBILIDADES E ESTRATÉGIAS DIAGNÓSTICAS

ATENDIMENTO DIFERENCIADO EM SALA DE AULA - REFORÇO ESCOLAR NO TURNO REGULAR

O Reforço Escolar no Turno Regular, com o apoio dos(as) assistentes voluntários(as) de alfabetização, é uma ação que está inserida na política educacional do município “Mais Aprendizagem e Reforço Escolar”. Este documento tem por objetivo esclarecer os aspectos pedagógicos e organizacionais para contribuir com as equipes de coordenação pedagógica na implementação dessa ação na escola, somando-a às demais existentes. 
 
 
ícone pdf Diretrizes do atendimento diferenciado em sala de aula
 

SEMANA DA INFÂNCIA

Desde 2012, as instituições que atendem à infância em Belo Horizonte têm realizado a “Semana da Educação Infantil” que, a partir de 2019, passou a ser nomeada como “Semana da Infância”, no intuito de incluir, nas comemorações e na concepção, as crianças dos anos iniciais do Ensino Fundamental, por reconhecer que elas se encontram nesta importante etapa da formação humana. O principal marco para a realização dessa semana foi a promulgação da Lei Federal no 12.602, de 03 de abril de 2012, que instituiu a Semana e o Dia Nacional da Educação Infantil, celebrado no dia 25 de agosto, em homenagem à Doutora Zilda Arns, médica e sanitarista brasileira, uma das fundadoras da Pastoral da Criança.


No dia 25 de agosto comemoramos o Dia Nacional da Educação Infantil, um marco para a infância em nosso país. Essa data foi instituída por meio de um Decreto Federal, em 2012, em homenagem à Dra. Zilda Arns, médica pediatra e sanitarista brasileira, fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança. 


Desde então, a semana do dia 25 de agosto é permeada por reflexões e comemorações. Em Belo Horizonte, a partir da implementação da Política APPIA, passou-se a celebrar a “Semana da Infância”, trazendo para essa comemoração as crianças das turmas dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Acreditamos que a Infância deve ser frequentemente pensada e discutida nas escolas, na imprensa e no restante da sociedade. Defendemos os direitos das crianças de ocuparem espaços educativos e culturais que respeitem esta etapa de seu desenvolvimento.

2021

Semana da Infância

No dia 25 de agosto comemoramos o Dia Nacional da Educação Infantil, um marco para a infância em nosso país. Essa data foi instituída por meio de um Decreto Federal, em 2012, em homenagem à Dra. Zilda Arns, médica pediatra e sanitarista brasileira, fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança. 

 Desde então, a semana do dia 25 de agosto é permeada por reflexões e comemorações. Em Belo Horizonte, a partir da implementação da Política APPIA, passou-se a celebrar a “Semana da Infância”, trazendo para essa comemoração as crianças das turmas dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Acreditamos que a Infância deve ser frequentemente pensada e discutida nas escolas, na imprensa e no restante da sociedade. Defendemos os direitos das crianças de ocuparem espaços educativos e culturais que respeitem esta etapa de seu desenvolvimento.


 Webinar Infâncias em Rede: direito ao acolhimento e à aprendizagem

No dia 25 de agosto foi realizado o “Webinar Infâncias em Rede: direito ao acolhimento e à aprendizagem”. O evento foi apresentado por Ângela Dalben, Secretária Municipal de Educação e por Vânia Gomes Machado, da Equipe “Appia: um olhar para a infância”. O webinar também contou com as participações especiais de Julia Tomchinsky, Diretora de Educação e Impacto Social para a Sesame Worshop e a Sesame Street (Vila Sésamo), no Brasil, e de Bianca Luar, Especialista em Educação Musical/UFMG, cantora e pesquisadora da Cultura da Infância.

 

Assista a live!

 


Vídeo Semana da Infância

Este vídeo foi apresentado na live do Webinar e mostra várias imagens de crianças nas escolas, em comemoração à Semana da Infância.

 

Veja o vídeo!

 


Vídeo Palavra Abraço

Veja o vídeo com áudios e vídeos de algumas escolas e inspire-se para participar da “Virada Cultural”, que será realizada no dia 3 de outubro deste ano.

Para isso, as crianças da sua escola devem responder à pergunta: “O que é um abraço para você”?

 

Grave as respostas dos(as) estudantes em áudio, ou faça vídeos curtos, nos quais eles(as) respondam a pergunta, escrevam ou desenhem a palavra abraço, que poderá ser representada por uma outra palavra que simbolicamente represente o abraço, ou que acolha tanto quanto um abraço. 

 

O material deve ser encaminhado para o e-mail ascom.smed@edu.pbh.gov.br, até o dia 10 de setembro de 2021. 

 

Participe enviando o vídeo de sua escola!
 


Apresentação da Semana da Infância

 

Apresentação feita pela professora Ângela Dalben, Secretária Municipal de Educação e por Vânia Gomes Machado, da Equipe “Appia: um olhar para a infância”. A apresentação mostrou um balanço com dados da Educação Infantil de 2020/2021. Algumas questões foram discutidas, como os protocolos sanitários a serem adotadas nas escolas, o retorno da Educação Infantil e o retorno do 1º ao 3º ano.

 

 Apresentação da Semana da Infância
 


Apresentação Sesame Workshop

Julia Tomchinsky é Diretora de Educação e Impacto Social para a Sesame Worshop e a Sesame Street (Vila Sésamo), no Brasil.

 

Ela fez uma apresentação no Webinar sobre a Sésamo, uma organização sem fins lucrativos, responsável pelo Vila Sésamo, o programa de televisão que diverte e educa crianças desde 1969. A Sésamo tem a missão de contribuir para o desenvolvimento integral das crianças ao redor do mundo.

 

Apresentação Sesame Workshop

2022

icone pdfOrientações - Semana da Infância 2022

CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES DA SEMANA DA INFÂNCIA 2022
22/08 – Dia dos Dengos e Cafunés:
– Atividades realizadas em cada escola e instituição parceira conforme orientações da equipe da DEID – Gerências das Relações Étnico Raciais;
 
23/08 – CIRCUITOS NA SMED
- Visita de escolas e creches à SMED,  acolhida, Biblioteca (contação de Histórias), CLIC 
(robótica divertida, laboratório de ciências, Imagem e movimento, Liga dos jogos matemáticos, eco-escola), e Jardins do Projeto Florescer- tour. (8:30 às 10h ou 14h às 15:30) 
 
– Programação noturna: Roda de brincadeiras “Cultura da Infância, brinquedos e brincadeiras”, com a Escola Livre de Artes, de 18h30 às 20h; Ginásio do subsolo ou Jardim Florescer.
 
24/08 – Programação noturna: áudio visual e as infâncias, com a Escola Livre de Artes, de 18h30 às 20h; anfiteatro do CLIC. 
 
25/08 – Dia Nacional da Educação Infantil:
- Realização de caminhada/passeata no entorno da escola/instituição em manifestação aos Direitos das Crianças;
- Seminário Infância, Linguagens e Interações – Rede de Trocas: tecendo laços, com o Professor José Alfredo Debortoli, pelo Youtube, de 9h às 11h ou de 14h às 16h, 
Convite extensivo às famílias. O link do youtube será enviado posteriormente em convite virtual.
 
Programação noturna: Encontro Entre Educadores “Brincadeiras, Identidades e Descolonialidades”, realização do Museu das Minas e do Metal, atividade presencial no Museu das Minas e do Metal, na Praça da Liberdade. Maiores informações
 
26/08 – CIRCUITOS NA SMED
- Visita de escolas e creches à SMED,  acolhida, Biblioteca (contação de Histórias), CLIC (robótica divertida, laboratório de ciências, Imagem e movimento, Liga dos jogos matemáticos, eco-escola), e Jardins do Projeto Florescer- tour.  (8:30 às 10h ou 14h às 15:30)
 
27/08 - Atividade no Museu Minas Gerais Vale
Narração e leituras de histórias para bebês e crianças pequenas, com Juliana Daher, 10h30min às 12h, no Museu Memorial Minas Gerais Vale, Praça da Liberdade. Evento presencial, inscrições gratuitas pelo telefone 3343 7317.
 

 

ESTUDO NACIONAL DA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO INFANTIL

icone pdfEstudo Nacional sobre Qualidade da Educação Infantil

icone pdfRelatório final - Estudo Nacional em Belo Horizonte

PROJETO TECENDO LAÇOS, LENDO O MUNDO: LEITURA E LETRAMENTOS NA INFÂNCIA

O Projeto Tecendo Laços, lendo o mundo: leitura e letramentos na infância tem como objetivo geral o desenvolvimento de ações voltadas para a formação leitora nas diversas linguagens artísticas culturais das crianças da educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental, professores(as), coordenadores(as), gestores(as), bibliotecários(as), assistentes administrativos atuantes nas bibliotecas escolares, articuladores de leituras e as famílias dos estudantes. 
 

Ações de implementação: 

  • formação Rede de Trocas Tecendo Laços para reflexões sobre as práticas pedagógicas de leitura e letramentos, espaços, linguagens artísticas e potencialização do uso dos acervos presentes nas instituições.
  • parcerias externas: Projeto Mostra Cultural Clubinho da Esquina (Museu Clube da Esquina)
  • Instalação de  bibliotecas e/ou ampliação dos espaços de leitura nas EMEIs.


icone pdfApresentação: Projeto Tecendo laços, lendo o mundo
 

icone pdfRede de Trocas - Projeto Tecendo laços, lendo o mundo
 

 

EDUCAÇÃO FINANCEIRA
Projeto SER - Sonhos, estratégias e realizações

O Projeto Sonhos, Estratégias e Realizações: Educação Financeira, Cultura e Cidadania (SER) é uma iniciativa que objetiva implementar a educação financeira, conteúdo que faz parte do currículo escolar e da formação integral dos sujeitos, em toda a Rede Municipal de Educação (RME-BH), de modo transdisciplinar. Ele busca contribuir com o debate e a reflexão dos/as alunos/as e da comunidade escolar sobre questões relativas ao fortalecimento financeiro, empreendedorismo, sustentabilidade, tecnologias digitais, cidadania, cultura e projetos de vida. O projeto pretende oportunizar que os/as participantes consigam, por meio de uma metodologia interativa e dinâmica, com uso de recursos digitais e materiais, identificar sonhos individuais e coletivos, planejando o futuro, definindo metas e buscando concretizar seus planos, compreendendo as consequências de suas ações para o alcance dos objetivos almejados.

 

 icone pdf​​​​​​​PROJETO SER: Sonhos, Estratégias, Realizações
 

icone pdf ​​​​​​​Formação SER - Sonhos, Estratégias e Realizações
 

Projeto SPA - Sonhar, planejar e alcançar (Parceria Sésamo do Brasil)

O projeto “Sonhar, Planejar, Alcançar: Fortalecimento financeiro para as famílias”, busca contribuir para que as crianças e adultos consigam, por meio de brincadeiras, jogos e outros recursos, planejar o futuro, identificar sonhos, definir metas, fazer planos e compreender que as escolhas feitas todos os dias ajudam a alcançar objetivos. 

 

A iniciativa tem como público crianças de 4 a 8 anos e suas famílias, que são sensibilizadas por meio de conteúdo envolvente e linguagem lúdica sobre tópicos relacionados ao fortalecimento financeiro. Além disso, são sugeridas estratégias criativas para poupar, consumir com consciência, compartilhar e doar.

 

icone pdf ​​​​​​​​​​​​​​Projeto Sonhar, Planejar, Alcançar