Pular para o conteúdo principal

APPIA: horizontes da adolescência

criado em 22/09/2021 - atualizado em 31/10/2022 | 16:53

 

Appia: Horizontes da Adolescência

O APPIA: horizontes da adolescência é um dos programas da política educacional do município destinado, especialmente, aos/às estudantes do 4º ao 9º ano do Ensino Fundamental e que tem como objetivo a melhoria da qualidade da educação, por meio da atenção aos direitos dos/as estudantes a um percurso de escolarização contínuo, integrado e exitoso.


As ações pedagógicas desenvolvidas nesse programa pretendem criar uma rede de interação entre os/as professores/as, os/as estudantes e os processos de ensino-aprendizagem, numa perspectiva de compreensão dos sujeitos adolescentes e de suas especificidades educacionais, considerando a integralidade de sua formação.


Essa rede de interação se organiza em ações de formação docente, acompanhamento da aprendizagem dos/as estudantes, elaboração coletiva de repertórios de inspiração pedagógica e na definição e compreensão dos conhecimentos e objetivos de aprendizagem para cada ano escolar, de modo integral e contínuo. Tais ações possibilitam um planejamento de ensino significativo, com vistas ao desenvolvimento e à formação integral dos sujeitos, à recomposição das aprendizagens, considerando a progressão das habilidades essenciais em todas as áreas do conhecimento.


Todo o trabalho visa atender e fortalecer os três eixos norteadores: Acesso, Permanência e Mais aprendizagem/Reforço escolar.
 
 
 

Organograma


 

REFORÇO ESCOLAR E RECOMPOSIÇÃO DAS APRENDIZAGENS


Dentre as ações de REFORÇO ESCOLAR E RECOMPOSIÇÃO DAS APRENDIZAGENS do 4º ao 9º ano destaca-se a formação dos seguintes grupos de trabalhos:

GTI - Grupo de Trabalho Intensivo
Projeto pedagógico com foco nas Matrizes de Referência para Atividades Diagnósticas - Habilidades de Alfabetização, Letramento e Numeramento Matemático, voltado para a recomposição das aprendizagens, por meio de múltiplas estratégias de reforço escolar e recuperação de estudos. Visa garantir aos estudantes do 4.º ao 9.º ano do ensino fundamental avanços no processo de escolarização, a partir de estratégias de personalização do atendimento presencial, que serão complementadas com atividades remotas. Esse projeto tem como fundamento a necessidade de desenvolver estratégias pedagógicas que permitam aos estudantes consolidar as habilidades essenciais de alfabetização, letramento, leitura, oralidade, produção de textos, expressão em múltiplas linguagens, numeramento matemático e resolução de problemas, promovendo a retomada e avanço da aprendizagem em sua trajetória escolar. Público alvo: estudantes que não consolidaram o processo de alfabetização, letramento e numeramento matemático e/ou necessitam consolidar as habilidades essenciais do 4.º ao 9.º ano. 
GTD - Grupo de Trabalho Diferenciado

Projeto pedagógico voltado para as estratégias de ensino para o reforço escolar e recomposição das aprendizagens com foco nas habilidades essenciais contidas nas Matrizes de Referência para Atividades Diagnósticas: Ciências da Natureza; Ciências Humanas, Língua Portuguesa e Matemática. Público alvo: estudantes do 4º ao 9º ano. Visa à consolidação de conhecimentos específicos e por disciplinas do Ensino Fundamental.

 

PROVAS DIAGNÓSTICAS DE LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA

Dando continuidade às estratégias de reforço escolar e recomposição das aprendizagens, foram aplicadas duas provas censitárias para os(as) estudantes do 4° ao 9° ano, em Língua Portuguesa e Matemática, no período de 04 a 08 de julho e 24 a 31 de outubro de 2022, com o objetivo de traçar um panorama para a Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte que aponte de forma mais objetiva o que os/as estudantes sabem e o que eles não sabem, tendo por princípio a garantia de mais aprendizagens e mais reforço escolar para todos/as.


A elaboração das provas teve por referência todo o processo de construção de matrizes de conhecimentos essenciais para os tempos de pandemia e a interação com os/as professores/as e coordenadores/as pedagógicos/as da RME durante os momentos formativos realizados nos últimos dois anos.


A realização dessas avaliações, neste momento, marca uma outra fase de recomposição de aprendizagens, com foco nos(as) estudantes que apresentam mais dificuldades e que demandam mais reforço escolar, somada às ações já empreendidas pelos/as professores/as no continuum escolar de 2020/2021, de forma híbrida, e no primeiro semestre deste ano, com o retorno presencial, no turno.

Formações 

Foram realizados Webinários e Oficinas em parceria com o Centro Pedagógico da UFMG para os professores do 4.º ao 9.º ano, com a proposta de construção de ações de apoio e acompanhamento dos(as) estudantes com defasagem que estão sendo atendidos nas ações de Reforço Escolar. Essas oficinas foram elaboradas a partir dos resultados fornecidos pelo Sistema de Monitoramento e Acompanhamento da Aprendizagem dos(as) estudantes do 4º ao 9º ano do Ensino Fundamental nas disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Geografia/História e Ciências. Essas ações contribuem para nortear o planejamento docente e intensificar o trabalho com as habilidades dos anos e ciclos anteriores que precisam ser mais trabalhadas para serem consolidadas pelos(as) estudantes.

Projeto Melhoria Estratégica e Tecnológica da Aprendizagem - META EDUCAÇÃO”

Inserido no Programa “APPIA Horizontes da Adolescência” a fim de auxiliar no desenvolvimento de estratégias pedagógicas para melhoria da aprendizagem, por meio de suporte tecnológico para melhorar a qualidade da Educação de Belo Horizonte em relação aos níveis de aprendizagem dos(as) estudantes do Ensino Fundamental, em relação às competências e habilidades em todos os componentes curriculares, incentivando novas metodologias de ensino, principalmente aquelas mediadas por tecnologias digitais, objetivando: 

 

  • Favorecer o desenvolvimento de cada estudante para avançar nos níveis de conhecimento e de aprendizagens. 
  • Desenvolver o trabalho pedagógico tomando por base a análise das capacidades/habilidades necessárias para o(a) estudante progredir nos estudos e utilizar ferramentas capazes de auxiliar o processo de ensino e aprendizagem.
  • Contribuir para o desenvolvimento de habilidades e competências relacionadas ao uso de tecnologias com fins pedagógicos.
  • Promover o protagonismo estudantil e docente, integrando os sujeitos envolvidos nos processos aos meios tecnológicos e à sistematização das experiências educativas vivenciadas, refletindo, avaliando e oferecendo novas alternativas metodológicas.
Currículo Essencial

A equipe APPIA - Horizontes da Adolescência, da Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte/MG, em parceria com docentes do Centro Pedagógico da Universidade Federal de Minas Gerais, elaborou o documento Matrizes de Referência para Atividades Diagnósticas, com seleção de habilidades dos componentes curriculares (Geografia, História, Ciências, Língua Portuguesa e Matemática), e com sugestões de atividades para auxiliar o(a) professor(a) na elaboração de instrumentos de diagnóstico inicial de Língua Portuguesa e Matemática para os estudantes do 4.º ao 9.º ano. 


O objetivo é subsidiar e contribuir com o planejamento pedagógico dos(as) docentes para a intervenção pedagógica necessária ao estágio de aprendizagem de cada estudante das escolas municipais de Belo Horizonte. Além disso, possibilita identificar as habilidades que o(a) estudante já consolidou, as que ainda precisa consolidar e, assim, planejar as intervenções pedagógicas que se fizerem necessárias.  

Projeto SER: Sonhos, Estratégias, Realizações
  • Ampliação da implementação de Educação Financeira baseada no projeto da Sésamo para toda a Rede, atendendo à legislação vigente;
  • Formação de professores para todas as etapas de ensino;
  • Interlocução entre os três programas da Política Appia (Infância, Adolescência e Construindo Projetos de Vida);
  • Oferta de formação remota via EAD da RME, com participação por adesão.
Sistema de Monitoramento e Acompanhamento Escolar

O Sistema de Monitoramento e Acompanhamento Escolar disponibiliza relatórios organizados por estudantes, escolas e regionais, a partir dos dados nele inseridos pelas próprias escolas.
O trabalho pedagógico com esses(as) estudantes é diversificado e organizado por meio da formação de agrupamentos, conforme as necessidades de aprendizagem detectadas nas atividades diagnósticas.
O foco é a recomposição das aprendizagens e o reforço escolar, a referência deste trabalho é o documento “Percursos Curriculares e Trilhas de Aprendizagens para a Rede Municipal de Belo Horizonte em Tempos de Pandemia”.

Ambiente Virtual

Com o objetivo de auxiliar o(a) professor(a), disponibilizamos o Ambiente Virtual EAD da PBH - um espaço de interação e informação para compartilhamento de sugestões de materiais pedagógicos postados pelos(as) professores(as) e pelas equipes APPIA Horizontes da Adolescência e o Centro Pedagógico da UFMG.